Cáritas apoiou mais de 8 mil pessoas em dificuldades por causa da pandemia

| 14 Jan 21

Voluntários da Cáritas Açores em acção: mais de 200 mil euros para famílias em dificuldades por causa da pandemia. Foto © Cáritas Açores.

 

A rede nacional da Cáritas apoiou, entre Abril e Dezembro do ano passado, mais de oito mil pessoas que atravessaram dificuldades por causa da pandemia de covid-19, ajudando a pagar sobretudo rendas, despesas com saúde e electricidade.

Num comunicado divulgado nesta quinta-feira, 14, a organização católica de apoio social diz que foi atribuído um valor total de 124 525,79 euros, com o peso maior para as rendas de habitação (63%), despesas com saúde (16%) e electricidade (10%). Além dessa verba, a organização diz que distribuiu também vales de bens essenciais no valor total de 82 510,00 euros.

“O apoio através de bens essenciais, inclusive alimentos, continua a ser uma das formas de ajudar as famílias em situação de necessidade extrema”, diz o comunicado. “Cada Cáritas Diocesana pode complementar estes apoios através de vales que permitem às famílias, de forma autónoma, adquirir directamente os produtos essenciais para a sua subsistência.”

No documento, a Cáritas diz que os pedidos de ajuda surgem essencialmente “devido à redução significativa de rendimentos pela perda de posto de trabalho ou por rendimentos insuficientes, seja salário ou reforma”. A grande maioria dos apoios vão para cidadãos portugueses, “mas há também muitos migrantes a viver de forma directa os efeitos desta pandemia” e que têm sido apoiados pela instituição.

Rita Valadas, presidente da Cáritas Portuguesa diz que “o ano de 2020 foi desafiante, mas sabemos que também o ano de 2021 traz já consigo grandes ansiedades”. E acrescenta: “O olhar sobre o futuro tem de ser de esperança porque acreditamos no nosso trabalho e estamos gratos a todos os que nos têm apoiado e que nos têm permitido dar resposta às muitas fragilidades que as famílias trazem até à Cáritas.”

Os apoios concedidos pela rede das 20 Cáritas diocesanas – mais a Cáritas Portuguesa – para estes programas específicos resultam da campanha “Inverter a Curva da Pobreza” e da operação “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”, que decorreu em Novembro e Dezembro.

Estes apoios, diz ainda o comunicado, “não representa a totalidade do trabalho de cada Cáritas Diocesana que, em todo o país, continuam a prestar apoio no atendimento social e a desenvolver os seus projetos locais”.

 

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga

João Lavrador deixa Açores para Viana

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga novidade

Com a escolha de João Lavrador para a sede vacante de Viana fica agora Angra sem bispo. Mas Braga já está à espera de sucessor há dois anos, enquanto em Leiria se perspectiva a sucessão talvez até final do ano. Há bispos que querem sair de onde estão, outros não querem alguns para determinados sítios. “Com todas estas movimentações, é difícil acreditar que a nomeação de um bispo seja obra do Espírito Santo”, diz um padre.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow

Cimeira do Clima

Taizé dinamiza vigília para jovens em Glasgow novidade

A Comunidade de Taizé foi convidada pelo Comité Coordenador da COP26 das Igrejas de Glasgow para preparar e liderar uma vigília para estudantes e jovens em Glasgow durante a Cimeira do Clima. Mais de sete mil pessoas passaram por Taizé, desde junho, semana após semana, apesar do contexto da pandemia que se vive.

O outro sou eu

O outro sou eu novidade

Há tanto que me vem à cabeça quando penso em Jorge Sampaio. Tantas ocasiões em que o seu percurso afetou e inspirou o meu, quando era só mais uma adolescente portuguesa da primeira geração do pós-25 de Abril à procura de referências. Agora, que sou só uma adulta que recusa desprender-se delas, as memórias confundem-se com valores e os factos com aspirações.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This