Cáritas e Fundação S. João de Deus lançam campanhas para combater pobreza e exclusão em Portugal

| 14 Jul 20

Cópia de campanha herois doar caritas portuguesa

A campanha “Heróis doar” pretende dar resposta ao número crescente de pedidos de ajuda a nível nacional. Foto © Cáritas Portuguesa.

A Cáritas Portuguesa lançou esta terça-feira, 14 de julho, uma campanha de solidariedade para angariar fundos que permitam reforçar o seu programa de assistência socioeconómica a nível nacional, para o qual tem recebido cada vez mais solicitações. Face ao número crescente de pessoas em situação de pobreza, também a Fundação São João de Deus (FSJD), habitualmente mais dedicada à área da saúde mental, avançou na segunda-feira, 13, com uma campanha de fundos para apoiar diversas comunidades através da entrega de cabazes alimentares e de higiene.

Numa alusão ao hino nacional, a campanha da Cáritas chama-se “Heróis Doar” e tem por objetivo assegurar a continuidade e reforçar o programa “Inverter a Curva da Pobreza em Portugal”, criado pela instituição para dar resposta ao aumento do número de pessoas em situação de carência socioeconómica no país, na sequência da pandemia de covid-19, divulgou a instituição numa nota publicada no seu site.

Desde o início de maio até ao final do mês de junho, a Cáritas Portuguesa disponibilizou à rede nacional das 20 Cáritas diocesanas um apoio de 130 mil euros, para a resposta imediata às solicitações por parte da população mais vulnerável. Esta verba permitiu dar apoio a 3.371 pessoas, das quais 49% representam novas situações.

Segundo a Cáritas, “o principal motivo que leva a estes pedidos de ajuda está relacionado com desemprego ou a insuficiência de recursos financeiros, em situações onde o rendimento não é suficiente” para enfrentar as despesas.

“É pela necessidade de reforçar este programa em todo o território nacional e de superar as causas que estão na origem das necessidades, num trabalho que é, essencialmente, feito na proximidade às comunidades, que se avança como o apelo público de apoio dirigido a todos os portugueses”, justifica a instituição.

Também a Fundação São João de Deus decidiu criar uma rede solidária para chegar às pessoas que, nesta fase, estão a passar por graves dificuldades económicas. Com a campanha de recolha de donativos “Grão a grão combate-se a exclusão”, e em parceria com sete instituições de solidariedade social (uma por cada região do país), que já se encontram no terreno, serão entregues cabazes alimentares e de higiene a cerca de 600 pessoas.

O valor angariado na campanha será distribuído equitativamente pelas instituições parceiras, para ser depois convertido em alimentos frescos e outros, que habitualmente não estão incluídos nos cabazes distribuídos às famílias.

Nas páginas digitais da Cáritas e da FSJD, é possível encontrar todas as indicações sobre como contribuir para estas campanhas.

 

Artigos relacionados

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

De 1 a 31 de Julho

Helpo promove oficina de voluntariado internacional

  Encerram nesta sexta-feira, 24 de Junho, as inscrições para a Oficina de Voluntariado Internacional da Helpo, que decorre entre 1 e 3 de Julho. A iniciativa é aberta a quem se pretenda candidatar ao Programa de Voluntariado da Organização Não Governamental para...

Isenção de propinas

Católica lança programa de bolsas para refugiados

A Universidade Católica Portuguesa vai atribuir 24 bolsas de estudo para refugiados com isenção de propinas. a Universidade declara que “junta-se ao esforço nacional de acolhimento e integração dos refugiados com o lançamento de um programa de atribuição de bolsas”, num comunicado enviado ao 7MARGENS.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

É notícia

Entre margens

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma novidade

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Por onde pode começar a sinodalidade?

  Será que os grupos que se reúnem para realizar como comunidade este percurso sinodal se lembram do gesto mais simples e mais evidente que o ser humano consegue identificar à distância? Um gesto que pode iluminar uma sala inteira sem se acender a luz? Um gesto...

Cultura e artes

Livro de João Reis

“Cadernos da Água”, um romance a ler

É um livro envolvente e inquietante. Alienante, só se for no sentido de nos transportar para outra realidade, mas de nenhum modo sem nos deixar sossegados no nosso hoje. Cadernos da Água é o seu título, João Reis o seu autor. Valeram a pena as horas intensas de leitura que lhe dediquei, porque me alargaram os horizontes da vida e da esperança.

Sete Partidas

Acolher sem porquês

Eu e o meu namorado vivemos na Alemanha e decidimos desde o início da guerra na Ucrânia hospedar refugiados em nossa casa. Pensámos muito: nenhum de nós tem muito tempo disponível e sabíamos que hospedar refugiados não é só ceder um quarto, é ceder paciência, muita paciência, compreensão, ajuda com documentos…

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

[ai1ec view=”agenda” events_limit=”3″]

Ver todas as datas

Parceiros

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This