Ecos no estrangeiro

Carta de católicos sobre abusos noticiada em Espanha e Itália

| 10 Nov 2021

Presidência da Conferência Episcopal Portuguesa. Foto © Agência Ecclesia/HM

 

A agência oficial espanhola Efe e o jornal digital Religión Digital, de Espanha, e o blogue Il Sismografo, que acompanha a actualidade católica em Itália, noticiaram a carta de duas centenas e meia de católicos portugueses a pedir que os bispos promovam uma investigação independente aos casos de abuso sexual cometidos por membros do clero.

Estas repercussões “talvez revelem a universalidade do problema”, diz Nuno Caiado, primeiro subscritor da carta que o 7MARGENS noticiou nesta segunda-feira, 8 de Novembro. 

“Se ele não existisse noutras geografias, seguramente que esta pequena iniciativa não ecoaria em Espanha, onde, atendendo ao que se tem lido, a Igreja também se mostra resistente em se pensar e em discutir o tema dos abusos sexuais”, acrescenta Nuno Caiado. 

No caso do Religión Digital e do Il Sismografo, ambas as publicações reproduzem a notícia do 7MARGENS. No caso da publicação italiana, essa é, aliás, a prática habitual: o blogue replica os textos na língua original, remetendo para a publicação inicial com a ligação electrónica. Já o Religión Digital, parceiro do nosso jornal, traduziu a notícia na íntegra.

A carta foi também citada na generalidade da comunicação social portuguesa generalista, incluindo nas televisões, além da agência católica Ecclesia e do site da Rádio Renascença. E foi ainda o tema do Fórum TSF, no qual interveio o jornalista António Marujo, do 7MARGENS.

Estas diversas referências parecem “mostrar que houve pertinência na iniciativa destes católicos, que o tema preocupa a sociedade”. O que traduz “um reforço da noção da urgência, do imperativo que o episcopado se decidir pelo passo que tem de ser dado”, comenta Nuno Caiado. 

O primeiro subscritor da carta conclui: “Precisamos que os bispos deixem de ser gestores das circunstâncias e assumam o papel de pastores preocupados com o seu rebanho, de orientadores dos caminhos da Igreja, com uma noção estratégica do essencial – a fidelidade a Jesus, aos valores do evangelho – combinada com uma visão mais correcta da realidade, ouvindo as vozes dos leigos, incluindo dos que mais próximos estão da realidade e que parecem ter mais sentido estratégico e moral.”

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This