Mais de 800 mil refugiados

Catástrofe humanitária avoluma-se com guerra civil no Sudão

| 1 Mai 2023

Refugiados sudaneses chegam ao Chade no início de 2023 após um surto de violência em Darfur, no Sudão. Foto © UNHCRSuzette Fleur Ngontoog.

Refugiados sudaneses chegam ao Chade no início de 2023 após um surto de violência em Darfur, no Sudão. Foto © UNHCRSuzette Fleur Ngontoog.

 

São já mais de 800 mil os refugiados da sangrenta guerra civil que se desencadeou no Sudão, no dia 15 de abril último, e várias centenas de milhares poderão também tomar a curto prazo a decisão de abandonar o país, que já era um dos mais pobres do mundo, de acordo com dados divulgados pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados.

A fuga está a verificar-se sobretudo para o Egito, a norte, e para o Sudão do Sul a partir das zonas meridionais do país, mas também para os outros países que fazem fronteira com o Sudão, sobretudo o Chade, a Eritreia e a Etiópia.

O conflito terá já provocado 528 mortos e 4.599 feridos, segundo dados oficiais citados pelo jornal católico francês La Croix, ainda que se suspeite que a realidade seja bem pior.

O secretário do Conselho Mundial das Igrejas, Jerry Pillay, informou que muitos serviços básicos sudaneses deixaram de funcionar e que a população sofre já de “escassez de alimentos, água e serviços de saneamento”. Por sua vez, o bispo Charles Sampa Kasonde, presidente da Associação das Conferências Episcopais da África Oriental (Amecea), dizia, no mesmo jornal, que a Igreja reza para que “os líderes das duas facções beligerantes possam urgentemente chegar a condições aceitáveis para (…) uma resolução duradoura do conflito (…)”.

Enquanto as sucessivas decisões de cessar-fogo entre o exército e os paramilitares têm sido violadas pouco depois de terem início, as Igrejas cristãs presentes na região estão a apelar, desde o início, a tréguas imediatas e à ação da comunidade internacional no sentido de pressionar no mesmo sentido e acelerar a ajuda aos novos refugiados.

A União Europeia anunciou na última sexta-feira, 29, ter destinado 200 mil euros para socorro imediato e assistência de primeiros socorros a pessoas feridas ou expostas a alto risco na capital, Cartum, e outros estados afetados.

Este financiamento, que é feito através da Sociedade Sudanesa do Crescente Vermelho, envolve primeiros socorros, serviços de evacuação e apoio psicossocial.

 

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança”

Tolentino recebeu Prémio Pessoa

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança” novidade

Na cerimónia em que recebeu o Prémio Pessoa 2023 – que decorreu esta quarta-feira, 19 de junho, na Culturgest, em Lisboa – o cardeal Tolentino Mendonça falou daquela que considera ser “talvez a construção mais extraordinária do nosso tempo”: a “ampliação da esperança de vida”. Mas deixou um alerta: “não basta alongar a esperança de vida, precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança e a deseje fraternamente repartida, acessível a todos, protagonizada por todos”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

E Jesus, estaria ele no Tik Tok?

7MARGENS/Antena 1

E Jesus, estaria ele no Tik Tok? novidade

“Falar Piano e Tocar Francês” é o título do livro do maestro Martim Sousa Tavares. Arte, música, cultura, paixão e mediação são temas do livro e pretextos para a conversa no programa 7MARGENS, da Antena 1. Que começa por uma pergunta: e Jesus, estaria ele hoje no Tik Tok?

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This