Euforia, esperança ou amnésia coletiva

  O ano 2021 ainda é novo. Simbolicamente ficaram para trás pouco menos de 300 dias muito duros, em que os planos de quase todos se viram alterados, em que muitas famílias foram marcadas pela morte, a doença física ou o medo dela, em que tantos se viram...

Educados por fantasmas

No romance gótico A Volta no Parafuso*, de Henry James, uma perceptora acaba a lançar duas crianças (um menino e uma menina) nos braços da morte, ao querer protegê-las da influência nociva de duas aparições, os fantasmas de um casal de adultos (a anterior perceptora e...

E se confinássemos?

  A pergunta, reconheço, é desagradável. Por um lado, atravessamos um confinamento geral, decretado com pompa e circunstância, discursos inflamados e palavras grandiosas que muito prosaicamente se gastam, à força da repetição. Por outro, a tal desígnio parecem...

A máscara – espelho da alma

A publicação de dois volumes de Contos e Lendas Transmontanos (ed. LeYa), no final de 2020, foi o culminar de um projeto iniciado em 2017 e que consistiu na recolha exaustiva de contos e lendas dos concelhos de Bragança e Vinhais, concretizada na Universidade de...

A Gaivota que nos ensinou o que é a esperança

  A vantagem das fatalidades para a nossa consciência é o facto de nos desresponsabilizarem. A fatalidade verificar-se-á, queiramos ou não, e não há nada que possamos fazer. Diante disso, assumir a atitude de resignação e ficar, impávido e sereno, a observar pode...

O estado dos portugueses

Era bom que todos entendessem que a presente situação pode ser ainda pior do ponto de vista emocional do que uma guerra, pelo menos num aspecto. É que a guerra implica um inimigo a combater, com um rosto, uma intenção e uma identidade, contra quem se podem dirigir as...

Pin It on Pinterest