Papa recebe, cardeal Tolentino intervém

Católicos e marxistas debatem ecologia integral

| 9 Jan 2024

Cheias afetaram mais de 135 mil pessoas no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Foto reproduzida do site do CMI/Agora no Vale

Cheias no Rio Grande do Sul (Brasil): “Partilhamos a advertência contundente do Papa Francisco: ‘esta economia mata’ e nela reconhecemos e condenamos as causas profundas da catástrofe climática”, diz José Manuel Pureza. Foto reproduzida do site do CMI/Agora no Vale

 

O Papa Francisco recebe nesta quarta-feira, 10 de Janeiro, uma delegação do Projecto de Diálogo Transversal Dialop, grupo de diálogo entre marxistas e cristãos, precisamente na véspera do início de uma conferência de três dias sobre “Ecologia integral – Para uma transformação social ecológica”, na qual começará por intervir o cardeal português José Tolentino Mendonça.

A audiência do Papa ao grupo decorre às 8h (7h em Lisboa) de quarta-feira. Na delegação, incluem-se, entre outros, o dirigente do Bloco de Esquerda, José Manuel Pureza, que preside ao comité científico do Dialop; o presidente do Partido da Esquerda Europeia no Parlamento Europeu, Walter Baier; o filósofo francês Michael Löwy; e, do lado católico, Franz Kronreif, iniciador deste projecto e membro da coordenação do Dialop, e Luisa Sello, também da coordenação do Dialop – e ambos membros do movimento dos Focolares. Ao todo, são sete representantes da esquerda e oito católicos, oriundos de sete países europeus.

Ao início da tarde de quinta-feira, já em Loppiano (30 quilómetros a sul de Florença) inicia-se a conferência sobre ecologia integral, com uma intervenção do prefeito do Dicastério para a Cultura e a Educação Católica. O cardeal português abordará o pensamento do Papa Francisco sobre ecologia integral, nomeadamente na encíclica Laudato Si’.

Este documento do Papa será um dos focos principais da iniciativa, “tendo como pano de fundo as medidas inadequadas para combater a crise climática, bem como o patente fracasso de políticas económicas adequadas para evitar o colapso climático global”, dizem os organizadores. “Partilhamos a advertência contundente do Papa Francisco: ‘esta economia mata’ e nela reconhecemos e condenamos as causas profundas da catástrofe climática”, diz José Manuel Pureza, explicando o sentido do tema da conferência. “A nossa convicção é que a única saída é uma resposta séria e judiciosa ao grito dos pobres e ao grito da terra.”

jose manuel pureza foto bloco de esquerda (1200 × 612 px)

José Manuel Pureza é um dos coordenadores da plataforma Dialop. Foto © Bloco de Esquerda.

 

O Projecto Dialop é uma plataforma de diálogo entre a esquerda europeia e o Vaticano surgida na sequência de uma audiência do Papa Francisco, em 2014, ao político e antigo primeiro-ministro grego Alexis Tsipras, a Walter Baier, da transform!europe e agora presidente do Partido da Esquerda Europeia, bem como Franz Kronreif, do Movimento dos Focolares, nascido por inspiração de Chiara Lubich e um grupo de jovens mulheres católicas no pós-guerra.

O objectivo da rede Dialop é implementar uma ética social transversal e uma ecologia integral que ligue a doutrina social da Igreja Católica e a crítica social marxista. “Ultrapassando os seus limites religiosos e ideológicos, cristãos e marxistas, assim como todas as pessoas de boa vontade, consideram-se unidos no esforço de pôr fim aos conflitos armados no mundo e de assegurar os direitos humanos mais elementares com o objetivo de garantir o equilíbrio social e a paz”, lê-se numa apresentação do projecto.

Na conferência, o leque de peritos convidados pretende “ultrapassar as abordagens tecnocráticas e propor, em vez disso, uma abordagem filosófica, teológica e humanista, a partir das suas diferentes visões, que evidencie o impasse em que nos encontramos para enfrentar a crise ecológica, se não partirmos de uma tomada de consciência do obstáculo antropológico ao progresso, antes mesmo do factor estritamente ecológico”, explica o texto de apresentação da iniciativa.

Além dos nomes que nesta quarta-feira se encontrarão com o Papa, os intervenientes na conferência incluem ainda Manuel Barrios Prieto, secretário-geral da Comissão das Conferências Episcopais (católicas) na União Europeia; Luís Fazenda, do Bloco de Esquerda; Michael Brie, presidente da Fundação Rosa Luxemburgo (Berlim), e o professor de Economia Política e dirigente do Movimento dos Focolares, Luigino Bruni, autor de vários textos que cruzam a Bíblia, com a economia, a história e a sociologia. Um total de 25 pós-doutorandos e académicos de dez países farão também intervenções sobre temas relacionados com a ecologia integral.

Para as pessoas interessadas, a conferência realizar-se-á em italiano e em inglês e será transmitida em directo no YouTube.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Irritações e sol na cara

Irritações e sol na cara novidade

“Todos os dias têm muito para correr mal, sim. Mas pode-se passar pela vida irritado? Apitos e palavras desagradáveis, respirações impacientes, sempre com o “não posso mais” na boca.” – A crónica de Inês Patrício, a partir de Berlim

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This