Durante convenção anual

Católicos na Índia chocados com ataque que matou três testemunhas de Jeová

| 30 Out 2023

cruz em gujarat india foto traveler 1116

“É responsabilidade do governo criar um ambiente favorável para que as pessoas pertencentes a todos os grupos religiosos vivam e rezem sem medo na nossa sociedade”, escreveu a Igreja Siro-Malabar em comunicado. Foto © Traveler 1116

 

A Igreja Católica Siro-Malabar (Índia) considera que as explosões que ocorreram este domingo, 29, durante uma convenção em que estavam reunidas cerca de duas mil testemunhas de Jeová e que provocaram a morte a duas mulheres e uma criança e fizeram pelo menos 50 feridos, terão sido “uma tentativa deliberada e planeada de destruir a natureza secular de Kerala”, o Estado do sul do país onde ocorreu o ataque.

A polícia nacional deteve entretanto um homem que, através de um vídeo publicado no Facebook e posteriormente removido da rede social, assumiu “total responsabilidade” pelo sucedido. Segundo apurou o jornal Crux, o homem estaria empregado numa escola local como professor de Inglês e descreveu-se no vídeo como um ex-membro das Testemunhas de Jeová que se desencantou com o que apelidou de ensinamentos “antinacionais”.

A acusação de ser “antinacional” é frequentemente apresentada contra os críticos dos movimentos e líderes nacionalistas hindus, incluindo o primeiro-ministro Narendra Modi.

De acordo com o mesmo jornal, há 60 mil Testemunhas de Jeová na Índia, país onde os cristãos representam cerca de 2,3 por cento da população, o que corresponde a 28 milhões de pessoas.

Os incidentes violentos contra cristãos aumentaram acentuadamente depois de 2014, ano em que o atual primeiro-ministro, Modi, chegou ao poder. [ver 7MARGENS] Só nos primeiros oito meses deste ano o United Christian Forum (UCF) documentou 525 incidentes violentos contra cristãos em 23 Estados da Índia, quando em todo o ano de 2022 o mesmo organismo havia registado 505 ocorrências.

No seu comunicado, a Igreja Siro-Malabar da Índia, uma das igrejas orientais do catolicismo, expressou “choque e dor” e deixou um alerta: “É responsabilidade do governo criar um ambiente favorável para que as pessoas pertencentes a todos os grupos religiosos vivam e rezem sem medo na nossa sociedade”, pode ler-se no comunicado, que apela ainda às agências governamentais para que despertem e “previnam a recorrência de tal incidentes infelizes que destroem a atmosfera de harmonia social e comunitária de Kerala”.
Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This