Bangladesh

Católicos plantam um milhão de árvores no espírito da Laudato Si’

| 29 Ago 21

plantar árvore foto pixabay

Ao todo, já foram plantadas pelas comunidades católicas do Bangladesh, desde o dia 14 de agosto de 2020, 931 mil árvores. Foto © Pixabay.

 

O desafio foi lançado há um ano e está quase cumprido: plantar um milhão de árvores para assinalar o Ano Laudato Si’ e o 50º aniversário da independência do Bangladesh, noticiou a agência Fides este sábado, 28. O programa de reflorestação tem sido dinamizado pela Igreja Católica do país, que conta  com apenas 400 mil fiéis numa nação de mais de 165 milhões de pessoas.

Todos os bispos católicos do Bangladesh assumiram o compromisso de colocar as suas comunidades e instituições a trabalhar neste projeto e só a Cáritas é já responsável pela plantação de 360 mil árvores, em 49 distritos. Além de terem distribuído árvores aos beneficiários da instituição, os seis mil voluntários da Cáritas plantaram eles próprios uma árvore como prova do seu compromisso pessoal.

Ao todo, já foram plantadas, desde o dia 14 de agosto de 2020, 931 mil árvores. Em declarações à Fides, o padre Jyoti Francis Costa, secretário-geral adjunto da Conferência Episcopal do Bangladesh, não esconde o seu orgulho: “o chamamento do Santo Padre a cuidar da terra encontrou resposta nos fiéis católicos deste país, que se puseram em marcha, plantando árvores, porque as árvores podem gerar um mundo mais verde e produzir oxigénio”.

 

Situações de “trabalho escravo” de crianças

Confederação Nacional

Situações de “trabalho escravo” de crianças novidade

Continuam a ser numerosas e diversificadas as situações de trabalho escravo de crianças no mundo e o problema não é apenas dos países mais pobres. A mensagem foi sublinhada esta quarta-feira numa videoconferência promovida pela CNASTI – Confederação Nacional de Ação sobre Trabalho Infantil, com apoio da representação em Lisboa da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Seca deixa um milhão à fome em Madagáscar

Alterações climáticas

Seca deixa um milhão à fome em Madagáscar novidade

A crise climática em Madagáscar provocou uma seca devastadora no sul do país, deixando um milhão de pessoas à fome. Segundo a Amnistia Internacional, no relatório “It will be too late to help us once we are dead” (“Quando estivermos mortos, será tarde demais para nos ajudarem”), 91% das pessoas vivem abaixo do limiar da pobreza.

há uma voz que bebo

[D, de Daniel]

há uma voz que bebo novidade

Viajo para uma voz que escorre como um lado aberto, uma boca como uma abertura de lança, quer dizer, lugar directo ao coração, degrau onde ajoelhamos por ter chegado à nascente. Sou de um sítio em que a água era de colher: “Vai colher água à fraga”, foi um dos mandamentos aprendidos na infância. E eu fazia como vira fazer: a fraga era uma pedra grande mas humilde diante da qual o corpo se movia à oração.

Isto não é um acidente!

Isto não é um acidente! novidade

Em matéria de abuso sexual de menores no meio católico, a primeira premissa de todas deve ser que esta situação não é pontual nem acidental, mas uma forma de estar. Infelizmente. Mas este cancro tem que ser extirpado.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This