Perseguição religiosa continua

China pede a tibetanos que denunciem o Dalai Lama

| 7 Nov 2023

O Dalai Lama na sua casa em Dharamsala, HP, India. (Photo by Tenzin Jamphel)

O Dalai Lama fotografado junto à sua casa em Dharamshala, na Índia, onde se encontra exilado desde a invasão e anexação chinesa do Tibete na década de 1950. Foto © Tenzin Jamphel.

 

O regime pró-Pequim no Tibete pediu a centenas de professores e estudantes que denunciem o Dalai Lama – o líder supremo do budismo tibetano – pelas suas alegadas atividades separatistas, durante uma ação de formação em que os instruiu também a “conferir a sua lealdade à ideologia do Estado”.

A formação terá decorrido no mês passado e o seu conteúdo foi denunciado pela Rádio Free Asia, citada pela UCA News nesta terça-feira, 7 de novembro. De acordo com a mesma fonte, “os participantes também foram instruídos a abster-se de quaisquer atividades religiosas nas escolas”.

O governo comunista chinês acusa o Dalai Lama – exilado em Dharamshala, na Índia, desde a invasão e anexação chinesa do Tibete na década de 1950 – de ser um separatista, que planeia dividir a Região Autónoma do Tibete e as áreas povoadas por tibetanos no oeste da China do resto do país.

O líder budista, de 88 anos, tem dito repetidamente que apenas defende um “caminho intermédio” que aceite o estatuto do Tibete como parte da China e apelado a maiores liberdades culturais e religiosas para o povo tibetano.

O Dalai Lama tem ainda defendido os direitos linguísticos garantidos às minorias étnicas ao abrigo das disposições da constituição da China.

Apesar de a constituição da China garantir a liberdade de religião e crença e os direitos dos grupos étnicos minoritários, o Partido Comunista Chinês tem sido acusado de violar repetidamente as liberdades religiosas e os direitos culturais e humanos de minorias étnicas, nomeadamente os budistas tibetanos e os muçulmanos uigures [ver 7MARGENS].

“Recentemente, vimos uma ligeira flexibilização”, reconhece Dawa Tsering, diretor do Tibet Policy Institute, o think tank oficial do governo tibetano no exílio na Índia – mas mais uma vez as autoridades voltaram a “impor políticas mais duras quando perceberam que, independentemente do esforço e das políticas repressivas, seria impossível erradicar a fé tibetana e a reverência pelo Dalai Lama”, conclui.

 

As Fotografias de Maria Lamas

Fundação Gulbenkian: Exposição comemorações 50 anos do 25 de Abril

As Fotografias de Maria Lamas novidade

Mais uma exposição comemorando os 50 anos do 25 de Abril: na Fundação Gulbenkian As Mulheres de Maria Lamas mostra Maria Lamas (1893-1983) no seu esplendor: como fotógrafa-antropóloga, como tradutora, jornalista e articulista, investigadora, bem como outras dimensões do trabalho e ação desta mulher exemplar. Poderá ver a exposição até 28 maio 2024, diariamente das 10:00 às 18:00. [Texto de Teresa Vasconcelos]

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This