Documentários na RTP2

Cinco países, uma realidade semelhante: pobreza e violência

| 10 Ago 2022

Mãos de prisioneiro nas barras da porta da cela, prisão central de Monrovia, Libéria, março de 2011. Foto © Glenna Gordon

Mãos de prisioneiro nas barras da porta de uma cela na prisão central de Monróvia, Libéria, em março de 2011. Foto © Glenna Gordon. A violência acompanha ainda o quotidiano dos liberianos.

 

Libéria, Nigéria, Honduras, Paquistão e Líbano são os países que serão retratados em documentários que serão exibidos durante o mês de agosto no programa A Fé dos Homens, da Agência Ecclesia, na RTP2. O primeiro sobre a Libéria foi exibido esta quarta-feira, dia 10 (e pode ser visto na RTP Play).

Nestes cinco documentários produzidos pela Fundação AIS, regista-se “a mesma necessidade de ajuda para as comunidades cristãs” de cinco países em três continentes, explicou a AIS. A proposta televisiva levará os espectadores a conhecerem “a realidade concreta, por vezes dramática e mesmo cruel, que as comunidades cristãs têm de enfrentar em países tão díspares” como estes cinco. 

De acordo com a AIS, como traço comum há histórias de violência, mas também de abandono das populações mais fragilizadas, mais pobres. 

Os documentários dão protagonismo aos homens e mulheres de “uma Igreja de mangas arregaçadas que está no meio do povo que mais sofre, vivendo com ele as mesmas dificuldades, sofrendo a mesma violência, conhecendo as mesmas ameaças à própria sobrevivência no dia-a-dia”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Mata-me, mãe

Mata-me, mãe novidade

Tiago adorava a adrenalina de ser atropelado pelas ondas espumosas dos mares de bandeira vermelha. Poucos entenderão isto, à excepção dos surfistas. Como explicar a alguém a sensação de ser totalmente abalroado para um lugar centrífugo e sem ar, no qual os segundos parecem anos onde os pontos cardeais se invalidam? Como explicar a alguém que o limiar da morte é o lugar mais vital dos amantes de adrenalina, essa droga que brota das entranhas? É ao espreitar a morte que se descobre a vida.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This