Clara Bingemer, teóloga da mística de olhos abertos, no simpósio dos 50 anos da Faculdade de Teologia

| 5 Nov 19

Maria Clara Bingemer, numa recente apresentação em Espanha de um livro de sua autoria. Foto © ReligionDigital.

 

Há um mês, a teóloga brasileira Maria Clara Bingemer escrevia, no sítio digital Amai-vos, que dirige, a propósito da greve mundial pelo clima: “Em busca de um líder ao qual possam confiar seus desejos e reivindicações, [os jovens] encontrarão certamente o Papa Francisco que, em sua encíclica [Laudato Si’], apresenta ao mundo a urgência de uma conversão ecológica integral, a fim de que a criação de Deus e a vida que nela habita tenha futuro. A visão dos milhares de jovens e adolescentes manifestando e pedindo pelo planeta tinha a forma de uma grande liturgia. Ali está a utopia de sua geração, sua paixão, aquilo pelo qual estão dispostos a tudo. De seus corpos e bocas saía a expressão da verdade que denuncia a hipocrisia e a irresponsabilidade dos poderes destruidores da terra e da vida.”

Apresentando-se como carioca, mãe de três filhos e avó de quatro netos, Bingemer é professora de Teologia Fundamental na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Nesta quarta-feira, Mara Clara Bingemer estará no Porto, no centro regional da Universidade Católica, para falar sobre “Tendências teológicas na América Latina”.

Bingemer será um dos nomes que intervém no simpósio sobre “Teologia e Espaço Público”, que se inicia nesta terça-feira, 5 de Novembro, às 11h, e com o qual a Faculdade de Teologia (FT) da UCP assinala o fim das comemorações dos 50 anos da sua criação. A intervenção da teóloga brasileira é importante, tendo em conta o contexto actual, ainda mais quando acabou de se realizar o Sínodo dos Bispos sobre a Amazónia: fala-se de novas correntes da teologia da América Latina, recuperando muita da reflexão do II Concílio do Vaticano, das assembleias episcopais do continente e da Teologia da Libertação. A conferência decorre a partir das 9h30, no campus da Foz da UCP-Porto.

Casada desde 1969, Bingemer está em exclusivo na PUC-Rio desde 1982. Mas, antes de se dedicar à Teologia, formou-se em comunicação social e continua a colaborar regularmente com o Jornal do Brasil e outras publicações, além de dirigir o conteúdo e manter uma coluna no sítio digital Amai-vos.

“A Igreja na América Latina, que inventou o modelo das comunidades de base que fazia a teologia a partir da prática, foi dizimada, levou golpes muito duros e os seus mais ilustres representantes também”, dizia, em Abril de 2018, em entrevista ao Público.

Clara Bingemer tem três livros publicados em Portugal (todos na Paulinas): Viver como Crentes no Mundo em Mudança, Experiência de Deus na Contemporaneidade e Simone Weil. Neles identifica as crises contemporâneas – ética, cultural, religiosa – para dizer que é nesse contexto que “o cristianismo é chamado a encontrar e a compreender o seu rosto e a sua identidade”. Interessada no diálogo teológico com a modernidade, Bingemer propõe uma “mística de olhos abertos e ouvidos atentos ao ruído mundano” que encontre em expressões de vida como as de Simone Weil, Etty Hillesum ou Dorothy Day referências integradoras de realidades como o corpo, a estética, a atenção aos mais pobres, a espiritualidade, a sexualidade, o trabalho ou a amizade.

No simpósio da FT, intervêm ainda outros nomes importantes da Teologia contemporânea: terça, às 11h30, Julio Luis Martínez Martínez, reitor da Universidade Pontifícia Comillas (Madrid, Espanha), falará sobre “A pertinência pública do discurso teológico hoje”; e às 16h30 Lieven Boeve, da Faculdade de Teologia e Estudos Religiosos da Universidade Católica de Leuven (Lovaina flamenga) desenvolve o tema “A teologia no mundo universitário”.

Quarta, dia 6, às 15h, o tema do impacto da cultura (pós)secular na transformação do discurso teológico será desenvolvido por Pierangelo Sequeri, presidente do Instituto João Paulo II, de Roma. O programa completa-se com dois painéis temáticos sobre “A pluralidade das teologias” e “Caminhos da interdisciplinaridade”, cujos intervenientes podem ser conferidos no programa completo.

Artigos relacionados