Face a "descredibilização" dos presbíteros

Clero de Angra pede “incremento da pastoral vocacional” assente no “testemunho do padre”

| 22 Abr 2024

47ª Sessão plenária do Conselho Presbiteral da Diocese de Angra Foto Igreja AçoresMM

Participaram na 47ª Sessão plenária do Conselho Presbiteral da Diocese de Angra 36 padres conselheiros. Foto © Igreja Açores/MM

 

Reconhecendo que o contexto da Igreja universal “é caracterizado pela descredibilização do clero provocada por diversas crises, pela redução do número de vocações ao sacerdócio ministerial e pela situação sociológica de individualismo e de crescente indiferença perante a questão vocacional”, os representantes do Clero diocesano de Angra (Açores) defendem o incremento da “pastoral vocacional assente na comunidade, sobretudo na família e no testemunho do padre”.

“A vida do presbítero deve ser marcada por um imperativo de conversão pessoal que se caracteriza por um seguimento convicto, audaz e feliz de Jesus Cristo, através da espiritualidade, proximidade, coerência de vida e fraternidade”, pode ler-se no comunicado conclusivo da 47ª Sessão plenária do Conselho Presbiteral da Diocese de Angra, que decorreu entre os dias 15 e 18 de abril, em Angra do Heroísmo.

Presidida pelo bispo diocesano, Armando Esteves Domingues, a assembleia debruçou-se sobre “uma síntese recolhida a partir de uma consulta sinodal diversificada” e procurou responder às questões “que perfil de padre?”, “que paradigma vocacional?” e “que Seminário?”.

Os 36 padres conselheiros presentes consideraram que a igreja deve fazer “uma acurada reflexão na procura de um modelo formativo para os desafios de hoje, protagonizado pelo Seminário diocesano”.

No caso concreto do Seminário Episcopal de Angra, este “continuará a existir na sua missão formadora, retomando o processo para garantir a obtenção do Grau académico numa instituição de ensino superior”, adianta o texto enviado ao 7MARGENS. Foi também “constatada a necessidade de implementação do Pré-Seminário” e de a pastoral vocacional  ter “incidência particular no âmbito universitário”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica novidade

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This