Colômbia: Igreja suspende 15 padres por suspeitas de abuso sexual

| 6 Abr 20

Catedral de Bogotá, Colômbia.

Catedral de Bogotá, Colômbia. Foto Jimmy Gómez N/Wikimedia Commons

 

Após ter recebido uma denúncia de supostos atos de abuso sexual cometidos por padres pertencentes à arquidiocese de Villavicencio, no centro da Colômbia, a hierarquia católica daquele país iniciou um processo de investigação e decidiu suspender, desde já, 15 padres implicados.

Em comunicado divulgado na sexta-feira, 3 de abril, a arquidiocese garantiu que está a seguir “as diretrizes dadas pelo Papa Francisco e pela Conferência Episcopal [Colombiana] de tolerância zero para com os abusos sexuais por parte de clérigos”, noticiou o diário francês La Croix.

A denúncia foi feita por um adulto que terá sido vítima de abuso sexual no passado e que tomou a iniciativa de apresentar queixa depois de ler a obra Dejad que los niños vengan a mi (em português, Deixai vir a mim as criancinhas), publicada em 2019, na qual o jornalista Juan Pablo Barrientos denunciou uma série de casos de presumível abuso sexual por parte de clérigos católicos em várias regiões da Colômbia.

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This