Como quatro dioceses dos EUA procuram dar o exemplo no combate às alterações climáticas

| 11 Nov 19

Foto retirada do guião com propostas de oração elaborada pela Catholic Agency for Overseas Development (Agência Católica para o Desenvolvimento de Além-Mar) e usadas pela Comissão Cuidado da Criação, da arquidiocese de Indianapolis: as quatro dioceses dos EUA entenderam que não basta rezar a pedir que chova…

 

Várias dioceses nos Estados Unidos da América têm manifestado preocupação e cuidado acerca do impacto das mudanças climáticas, especialmente na forma como afeta a experiência católica. Tendo como base a mensagem do Papa Francisco na encíclica Laudato Sí, quatro dioceses de Atlanta, Nova Iorque, Indianápolis e San Bernardino decidiram dar o seu exemplo de como concretizaram ações para combater as alterações climáticas.

Em dezembro de 2015, a arquidiocese de Atlanta apresentou o seu plano de ação da Laudato Si, um documento com 52 páginas que pretende transformar as palavras do Papa em ações. Desde que foi posto em prática, refere o National Catholic Reporter, o plano de ação foi integrado no currículo científico e religioso de todas as escolas católicas da diocese. Também passou a ser organizada uma Missa Verde, em que se glorifica a beleza da criação de Deus e os participantes rezam pela memória daqueles que trabalham diligentemente pela proteção do planeta.

Muitas paróquias têm também formado equipas dedicadas ao cuidado com a criação, com o propósito de aplicar um plano de ação em cada comunidade. Outras dioceses têm tomado partes do plano de ação nos seus próprios esforços pela sustentabilidade. Um outro exemplo dado por Atlanta é o edifício da Chancelaria Diocesana, que foi certificado pela Energy Star como utilizador de energia numa forma eficiente.

 

Reduzir a fatura energética

Outro exemplo é o caso de Nova Iorque. Nos últimos cinco anos, Martin Susz tem feito uma alteração profunda na forma como uma das maiores dioceses do país usa, conserva e canaliza a energia que alimenta 296 paróquias, 200 escolas e muitos mais edifícios que se estendem a dez condados (equivalente a concelhos). Susz foi contratado pela arquidiocese de Nova Iorque com o objetivo de formar o primeiro departamento de manutenção de energia, estabelecendo a redução em 10% dos custos energéticos totais num ano (cerca de 37 milhões de euros).

Até ao início deste mês de novembro, 84 paróquias de Nova Iorque instalaram iluminação LED, substituíram caldeiras e radiadores, melhoraram o isolamento térmico, calafetaram janelas, cobriram a tubagem de água quente e colocaram em prática outras medidas com o propósito de impedir que o ar escape de dentro do “envelope do edifício”. “A nossa atitude tem sido: caminha antes de correres”, diz Susz, no NCR. “Por isso começamos devagar, obtendo algumas vitórias. Vamos descobrindo a melhor forma de melhorar o sistema e depois tentamos replicar em outros sítios. É desta forma que estamos a operar.”

 

Fomentar o interesse e a aprendizagem pela ecologia

A arquidiocese de Indianápolis, neste verão passado, completou a primeira fase do seu plano piloto de sustentabilidade. Quatro paróquias na cidade, em conjunto com a escola Scecina Memorial, participaram na fase inicial de dez semanas, que consistiu no início da iniciativa da comissão arquidiocesana do “Cuidado da criação”. Esta comissão alcançou, em setembro deste ano, a plantação de mais de 200 árvores em treze paróquias na diocese.

“Demora um bocado até ganharmos gás e decidirmos o que vamos fazer e como vamos fazer”, afirma John Mundell, um membro da comissão e presidente da firma de consultoria ambiental Mundell & Associates, citado ainda no NCR. A comissão do “Cuidado da criação” também criou uma página digital, repleta de ligações e endereços da administração ambiental e ensino católico, canções e orações com temas ambientais e conhecimentos básicos para o combate às alterações climáticas e práticas sustentáveis.

Por fim, San Bernardino (uma cidade no estado da Califórnia), no seu Dia Anual para o Cuidado da Criação (assinalado no dia 5 de outubro), homenageou 11 paróquias que se converteram à energia solar. Os prémios recebidos durante a sessão servem como um incentivo em relação aos passos necessários a tomar na diocese do sul da Califórnia. Pouco depois do lançamento da encíclica do Papa, a comissão Laudato Sí da cidade criou uma página digital institucional, na qual se fornecem estudos, recursos educacionais e espirituais e uma carta do bispo, referindo a importância dos temas ecológicos na formação de bispos, padres e catequistas.

Artigos relacionados


Notice: Undefined index: HTTP_REFERER in /home/setemargve/www/wp-content/plugins/smart-marketing-for-wp/egoi-for-wp.php on line 188