Nota sobre a Laudate Deum

Comissão Nacional Justiça e Paz apela a “mudanças de estilo de vida”

| 23 Out 2023

Exortação postólica Laudate Deum. Foto Vatican media

Citando a Laudate Deum, a comissão destaca  o desafio feito por Francisco a que “duma vez por todas acabemos com a atitude irresponsável que apresenta a questão apenas como ambiental, ‘verde’, romântica”. Foto © Vatican Media.

 

“Este é o tempo da ação, que requer o envolvimento de todos”, afirma a Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) numa nota publicada esta segunda-feira, 23 de outubro, em resposta à mais recente exortação apostólica do Papa, Laudate Deum. O organismo da Igreja Católica portuguesa faz saber que subscreve as palavras de Francisco e apela a todos que tenham a coragem de assumir “mudanças de estilo de vida” para proteger a casa comum.

“A Comissão Nacional Justiça e Paz apela a todas as mulheres e homens de boa vontade a que se empenhem na promoção de um diálogo sério, acolhendo o contributo e a reflexão das várias sabedorias e racionalidades com que se pode e deve pensar o cuidado da casa comum e a condição humana, tal como nesta Exortação é feito, de modo a incentivar as mudanças de estilo de vida que devemos hoje, com coragem, assumir”, pode ler-se na nota enviada às redações.

Referindo-se ao “tempo de tantas perplexidades” que vivemos, “em que as guerras parecem impor a sua lógica e as alterações climáticas fazem igualmente sentir as suas consequências, sobretudo, e como sempre, na vida dos mais pobres e mais frágeis”, a CNJP assegura ter acolhido, ela própria, o convite do Papa para realizar “um percurso de reconciliação com o mundo que nos alberga e a enriquecê-lo com o próprio contributo, pois o nosso empenho tem a ver com a dignidade pessoal e com os grandes valores”.

Citando a Laudate Deum, a comissão destaca  o desafio feito por Francisco a que “duma vez por todas acabemos com a atitude irresponsável que apresenta a questão apenas como ambiental, ‘verde’, romântica, muitas vezes ridicularizada por interesses económicos. Admitamos, finalmente, que se trata dum problema humano e social em sentido amplo e a diversos níveis”.

“Porque, de facto, nos aproximamos muito perigosamente dum ponto de não retorno, e em muitas coisas já  o atingimos, porque não estamos mesmo a reagir do modo necessário e com a rapidez requerida, porque se trata de um problema global  que atinge a dignidade da vida humana e de todas as criaturas, porque não se trata duma questão secundária, ou ideológica, mas dum drama que nos prejudica a todos, as alterações climáticas referidas são claramente apontadas ‘como exemplo chocante de pecado estrutural'”, a CNJP assinala que os cristãos não podem ignorar as palavras do Papa e que da sua própria fé devem “brotar as motivações para a ação”.

 

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This