“Como tudo se transforma quando descobrimos a nossa paixão”

| 9 Fev 2024

Ken Robinson

“Há coisas em que somos mesmo bons e há coisas que adoramos fazer. Quando ambas se encontram, dá-se o fenómeno a que Sir Ken Robinson chama de O Elemento.” Foto: Ken Robinson, retirada do vídeo da palestra.

 

Ken Robinson [1] é o autor do livro “O Elemento – Como tudo se transforma quando descobrimos a nossa paixão”, mas é simultaneamente o orador da Ted Talk (palestra disponível no Youtube) mais vista de sempre, conforme publicitado na capa deste livro.

Começo por falar desta palestra porque foi a sua visualização que me motivou a ler o livro. O tema da palestra de Ken Robinson é sobre a criatividade e o papel da escola na descoberta daquilo que adoramos fazer.

Neste livro, a criatividade é discutida sobre o prisma da descoberta. O livro aborda essencialmente a descoberta do nosso Elemento. E esse Elemento não é sobre pessoas que nos completam, nem qualquer tipo de bem material, é sobre a descoberta do que nos faz feliz, a nossa paixão. Descobrir o combustível que nos dá energia: “Há coisas em que somos mesmo bons e há coisas que adoramos fazer. Quando ambas se encontram, dá-se o fenómeno a que Sir Ken Robinson chama de O Elemento.”

O autor apresenta casos reais, de diferentes áreas de conhecimento, que nos permitem refletir sobre a autodescoberta e o equilíbrio. Em determinados casos, a descoberta do Elemento acontece muito cedo, mas noutros casos pode demorar uma boa parte da vida para lá chegar.

Sugiro a leitura deste livro para pessoas que ainda não aceitaram ou descobriram o seu Elemento e também para pessoas que queiram ajudar outros (netos, filhos, amigos, leitores desconhecidos) a encontrar o seu Elemento, a fazer aquilo em que essas pessoas são boas e, simultaneamente, adoram fazer. Será que essa paixão está na cozinha, na escrita, na medicina, na dança, no teatro, na química, no humor, no cuidar dos outros, ou em outras áreas?

O livro questiona, mas também aconselha e apresenta diferentes estratégias para descobrir o formato adequado para cada indivíduo. Porque todos somos diferentes e é nessa diferença que a criatividade, de cada um, deve ser explorada.

Ken RobinsonNeste sentido, Ken Robinson defende que a escola tem um papel fundamental na descoberta. A maioria das experiências que partilha têm por base a presença de um bom professor e a ideia de uma transformação da educação. Para abrir o apetite para a leitura deste livro, partilho um mote: O método mais eficaz para se melhorar a educação é investindo na melhoria do ensino e no estatuto de grandes professores. Não há nenhuma grande escola em nenhum ponto do mundo que não possua grandes professores.

Se pertencem ao grupo dos afortunados, que descobriram desde muito cedo e de forma natural, o que vos faz felizes e não encontraram barreiras ou limites para exercer a vossa paixão, este livro, na minha opinião, irá ajudar a perceber o quão gratos devem estar.

No entanto, também evidenciará que esta descoberta é mais desafiante para a maioria das pessoas, especialmente para aquelas que não tiveram acesso a um contexto que as orientasse na exploração e identificação da sua verdadeira paixão. Alguém que as compreendesse e valorizasse, que promovesse as condições necessárias para que o seu potencial fosse desenvolvido.

Por fim, descobrimos que em qualquer dos casos, não estamos sós e que em qualquer momento podemos ser surpreendidos pela maravilhosa dádiva da descoberta das nossas capacidades.

 

[1] https://www.sirkenrobinson.com/

Título: O Elemento. Como tudo se transforma quando descobrimos a nossa paixão
Autor: Ken Robinson
EditoraLua de Papel
Ano: 2021
Nº de páginas: 304

 

Marta Cerqueira é antropóloga de formação académica, trabalha na área da educação, crê em Deus e na humanidade (mesmo nos dias mais difíceis). 

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This