Comunhão Anglicana: os “Apelos” de Lambeth

| 26 Out 2023

Lambeth Conferencia

Os bispos/as reunidos na Conferência de Lambeth. Foto © LambethConference

 

A Conferência de Lambeth, de bispos anglicanos, convocada de dez em dez anos reuniu a última vez em julho de 2022, para analisar dez tópicos, contendo questões sobre a “igreja segura”, relações ecuménicas, ambiente e desenvolvimento sustentável, sob o lema “A Igreja de Deus para o Mundo de Deus – caminhar, ouvir e testemunhar juntos”. A Conferência foi programada em três fases: uma primeira, entre 2001 e 2002, destinada à “escuta” e preparação dos bispos anglicanos que incluiu conversas online dos bispos entre si sobre o que [o texto bíblico] da Primeira Carta de Pedro lhes dizia a propósito do tema da Conferência e na escuta do povo de cada diocese.

Uma segunda, foi um encontro presencial dos bispos, entre 26 de junho e 8 de agosto de 2022, que combinou oração diária e sessões plenárias, de onde saíram os “Apelos de Lambeth” e uma iniciativa ambiental “A Floresta da Comunhão”. Uma terceira fase, que durará três anos, até 2025, em que os anglicanos são encorajados a discernir sobre os “Apelos de Lambeth” e a colocá-los em prática. Os “Apelos de Lambeth” não são “resoluções” ou “ordens” a serem impostas, mas ligações a serem explorados por toda a Comunhão Anglicana que fortaleçam a vida, com a participação de todos os anglicanos em todo o mundo.

Baseados nas cinco marcas da Comunhão Anglicana (proclamar as boas novas do reino de Deus, ensinar, batizar e nutrir os novos crentes; responder às necessidades humanas com amor; procurar a transformação das estruturas injustas da sociedade; desafiar toda a espécie de violência e buscar a paz e a reconciliação; e lutar para salvaguardar a integridade da Criação, sustentar e renovar a vida da terra) os “Apelos de Lambeth” são dez, assim denominados: 1) Discipulado, 2) Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, 3) Identidade Anglicana 4) Igreja Segura (Safe Church), 5) Ciência e Fé, 6) Dignidade Humana, 7) Unidade Cristã, 8) Missão e Evangelismo, 9) Relações Inter-Religiosas e 10) Reconciliação. Agora fazem parte da reflexão de todo o povo anglicano. Propõe a Conferência de Lambeth que na sua reflexão e ação se sigam as seguintes etapas: “1) Uma declaração, resumindo o que a Igreja Cristã tem ensinado normalmente sobre o tema do “apelo”. 2)Uma afirmação, resumindo o que os bispos e bispas querem dizer sobre os assuntos no momento atual. 3) Apelos específicos a futuras testemunhas, compartilhando ações ou desafios que os bispos e bispas querem oferecer uns/as aos/às outros/as, a colegas cristãos/ãs e ao mundo.”

No momento as igrejas de tradição anglicana debruçam-se sobre o segundo tema, em Portugal também, divulgaram através de sessões várias opiniões e realiza-se nas diversas dioceses a discussão sobre o tema.

Duas razões importantes a reter do seguimento desta metodologia. A primeira é o interesse da Comunhão Anglicana em ampliar os seus apelos a toda(s) a(s) Igreja(s), chamando-a(s) a participar naquilo que os moveu na sua Conferência, e não se limitando a enviar decisões, o que está em linha com os esforços de outras tradições, nomeadamente a Igreja Católica Romana. A segunda, a verificação de uma unidade e diversidade de pensamentos, incluindo o respeito por cada diocese na atuação sobre os seus “apelos”.

 

Joaquim Armindo é diácono católico da diocese do Porto, doutorado em Ecologia e Saúde Ambiental.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem

Reunida em Seminário Internacional

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem novidade

“Precisamos que os sindicatos sejam mais fortes e tenham mais força nas negociações e apelamos a todos os os trabalhadores a unirem-se em volta das suas associações”. A afirmação é dos representantes da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), que estiveram reunidos no passado fim de semana no Museu da Central do Caldeirão, em Santarém, para o seu Seminário Internacional.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This