Comunidade de Sant’Egidio lança plataforma internacional contra pena de morte

| 12 Out 2020

A Comunidade de Sant’Egidio lançou a plataforma online No Death Penalty, com o objectivo de reunir informação sobre as diversas iniciativas que está a dinamizar na luta pela abolição da pena de morte em todo o mundo.

Disponível em italiano, espanhol e inglês, o site – criado a propósito do Dia Mundial contra a Pena de Morte, que se assinalou no passado sábado, 10 de outubro – apresenta a lista de petições a decorrer contra a pena de morte em diferentes países, nomeadamente nos EUA e na Bielorrússia, bem como a possibilidade de assiná-las online.

A plataforma divulga ainda a iniciativa Cidades pela Vida, que decorre anualmente no dia 30 de novembro, data em que se recorda a primeira abolição da pena de morte (que aconteceu em 1786 na região da Toscana, Itália). Através do site, as cidades de todo o mundo são convidadas a aderir à iniciativa, juntando-se assim a Lisboa, Roma e Paris, entre outras.

A Comunidade de Sant’Egidio está também a aceitar, através desta plataforma, inscrições de voluntários que queiram corresponder-se com os condenados à morte que manifestaram interesse em receber cartas.

Neste novo site, é ainda possível aceder a um dossier com inúmeras informações sobre a pena de morte no mundo e conhecer a lista dos 19 motivos que levam a Comunidade de Sant’Egidio a defender a sua abolição.

Segundo os dados disponibilizados, existem neste momento 56 países onde a pena de morte é legal. Em 2019, os cinco estados que levaram a cabo mais execuções foram a China, o Irão, a Arábia Saudita, o Iraque e o Egito.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Cruz Vermelha quer levar ajuda urgente às vítimas das cheias no Brasil

Apelo internacional

Cruz Vermelha quer levar ajuda urgente às vítimas das cheias no Brasil novidade

Com o objetivo de “aumentar a assistência humanitária às comunidades afetadas pelas devastadoras inundações no Rio Grande do Sul, no Brasil”, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) lançou um “apelo de emergência de cerca de oito milhões de euros”, anunciou a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), na última quarta-feira, 22 de maio.

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

A Dignidade da pessoa humana como prioridade novidade

Na semana depois de Pentecostes é oportuno recordar a publicação da declaração Dignitas Infinita sobre a Dignidade Humana, elaborada durante cinco anos e divulgada pelo Dicastério para a Doutrina da Fé, pondo a tónica na dimensão universal, filosófica e antropológica, do respeito pela pessoa humana enquanto fator de salvaguarda dos direitos humanos, do primado da justiça e do reconhecimento de que todos os seres humanos como livres e iguais em dignidade e direitos.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This