Comunidade do Rato traz o claustro para a cidade para repensar práticas do jejum e caridade

| 28 Fev 2021

Consolata, Missionários, Refugiados, Cacém

Lava-pés com refugiados na casa do Cacém dos Missionários da Consolata. Foto © Ecclesia.

 

Estimular a imaginação criativa das tradicionais práticas penitenciais do jejum, da esmola (caridade) e da oração é a ideia do ciclo de encontros de Quaresma que a comunidade da Capela do Rato, em Lisboa, propõe durante três semanas, a partir da próxima quarta-feira, 3 de Março.

A partilha será dinamizada por pessoas integradas em comunidades religiosas e monásticas, “procurando estabelecer pontos de convergência entre a vida religiosa em comunidade e o actual contexto das nossas famílias em confinamento”, explica a comunidade, na notícia sobre a iniciativa, na sua página na internet.

“Do claustro para o mundo, do mundo para o claustro. Comunhão solidária de esperanças e angústias” é o título genérico da série. O primeiro dos encontros (dia 3), com o tema “Era estrangeiro e acolheste-me – Abrir a casa e o coração ao estranho”, terá a participação do padre Ermanno Savarino (Missionários da Consolata), que contará a experiência da sua comunidade no Cacém (Sintra), no acolhimento a refugiados e no exercício do diálogo intercultural e inter-religioso.

No dia 10, Carlos Antunes, monge cisterciense do Mosteiro do Sobrado (Galiza) e autor do livro Só o Pobre se faz Pão (ed. Paulinas), falará sobre “Nem só de pão vive o ser humano – O jejum: espaço para a hospitalidade”. O último encontro (17 de Março) terá como convidada a irmã Maria do Carmo Tovar, monja beneditina do Mosteiro de Santa Escolástica (Roriz, Santo Tirso), partilhará a sua experiência sobre o tema “Entra no teu quarto e reza em segredo – A fecundidade do silêncio e da solidão”

Os encontros decorrem todos às 19h e serão transmitidos em directo através de plataformas digitais, podendo qualquer pessoa interessada aceder através da ligação preparada para as três sessões.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This