Duplo atentado fez um morto e 20 feridos

Comunidade Israelita de Lisboa condena ataques terroristas em Jerusalém

| 23 Nov 2022

ataques terroristas em jerusalem foto twitter Israel ישראל @Israel

Ainda estão a ser apurados os motivos e autores deste duplo ataque, que aconteceu ao fim de meses de intensificação das tensões entre israelitas e palestinianos. Foto publicada na conta de Twitter Israel ישראל.

 

A Comunidade Israelita de Lisboa manifestou, em comunicado divulgado nas redes sociais, “a sua condenação e pesar pelos ataques terroristas ocorridos em Jerusalém por volta das 7 horas da manhã de hoje [quarta-feira, 23 de novembro] e que causaram a morte de uma pessoa e cerca de 20 feridos, alguns dos quais permanecem em estado crítico”.

“Enviamos as nossas sentidas condolências à família do jovem estudante morto e os votos de uma rápida recuperação aos feridos”, pode ler-se na nota.

Também o Congresso Judaico Europeu (EJC, na sigla inglesa) expressou “o seu horror e condenação face aos ataques terroristas contra civis e passageiros em Jerusalém nesta manhã”.

“Estes ataques cobardes e brutais têm como alvo civis inocentes e visam induzir medo e terror. Eles demonstram, mais uma vez, as reais intenções das organizações terroristas palestinianas de mutilar e matar israelitas e judeus onde quer que estejam”, afirmou o presidente do EJC, Ariel Muzicant.

Ainda estão a ser apurados os motivos e autores deste duplo ataque, que aconteceu ao fim de meses de intensificação das tensões entre israelitas e palestinianos. Para já, a polícia avançou que os dispositivos que levaram às explosões provavelmente eram controlados remotamente.

Na sequência de ataques mortais em Israel, a partir de março, o exército israelita realizou mais de duas mil ofensivas na Cisjordânia. Estes ataques e os confrontos por vezes a eles associados causaram a morte a 125 palestinianos, o maior número de vítimas em sete anos, de acordo com a ONU.

Sem reclamar responsabilidade pelos ataques de Jerusalém, o movimento islamista palestiniano Hamas, no poder na Faixa de Gaza, considerou-os “o preço dos crimes e agressões de Israel contra o povo” palestiniano.

 

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança

Um ano depois do naufrágio

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança novidade

Passou precisamente um ano desde aquela trágica noite em Cutro, no sul de Itália, em que um barco que saíra da Turquia com cerca de 200 migrantes a bordo colidiu com um banco de areia a cem metros da praia. O acidente custou a vida a 94 pessoas, 35 delas crianças. “Que o Senhor nos dê a força para entender e chorar”, disse então o Papa. E das lágrimas derramadas no luto surgiu uma ideia: transformar um pedaço daquele barco, símbolo de morte, num apelo à esperança. Assim nasceu o genuflexório que esta semana foi oferecido a Francisco.

As Fotografias de Maria Lamas

Fundação Gulbenkian: Exposição comemorações 50 anos do 25 de Abril

As Fotografias de Maria Lamas novidade

Mais uma exposição comemorando os 50 anos do 25 de Abril: na Fundação Gulbenkian As Mulheres de Maria Lamas mostra Maria Lamas (1893-1983) no seu esplendor: como fotógrafa-antropóloga, como tradutora, jornalista e articulista, investigadora, bem como outras dimensões do trabalho e ação desta mulher exemplar. Poderá ver a exposição até 28 maio 2024, diariamente das 10:00 às 18:00. [Texto de Teresa Vasconcelos]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This