Confissões minoritárias à espera do telefonema do primeiro-ministro

Alguns já escreveram cartas, outros lamentam a espera em que estão ou a confusão em que ainda se sentem. As confissões religiosas minoritárias querem também falar com o primeiro-ministro acerca do regresso dos cultos comunitários. Do gabinete de António Costa ainda não há resposta.