Conselho Ecuménico das Igrejas lança campanha quaresmal pela água

| 19 Fev 21

Água. EUA, Dacota do Norte, Igrejas cristãs, casa comum

Líderes e clérigos de igrejas cristãs envolveram-se também no movimento que reclamou o respeito pelos direitos dos povos indígenas em Standing Rock, ameaçados por um oleoduto no Dacota do Norte (Estados Unidos). Foto © Steven D. Martin/NCCCUSA/WCC-CMI

 

A campanha de quaresma do Conselho Mundial das Igrejas (CMI) será este ano centrada sobre a América do Norte, anunciou a organização na Quarta-Feira de Cinzas, 17 de fevereiro. Desde 2008 que o Conselho aproveita o facto de o Dia Mundial da Água (22 de março) ter sempre lugar durante o período quaresmal para organizar, a nível mundial, a campanha “Sete Semanas pela Água”. As águas contaminadas da cidade de Flint (Michigan), a reserva natural de Standing Rock (Dacota) e a nação Navajo, nos EUA, serão algumas das realidades propostas à reflexão dos participantes na campanha.

Durante as sete semanas da Quaresma o CMI publicará outras tantas reflexões teológicas tendo como pano de fundo aquelas realidades e a água enquanto dom de Deus (ver notícia a propósito do texto do Conselho Ecuménico sobre o Dia Mundial da Água). “Ainda que a água assuma na tradição cristã uma enorme importância espiritual, a sua poluição e má utilização pelo homem ameaçam este recurso essencial enquanto milhões de pessoas não têm acesso a água potável” – lembra o Conselho Mundial das Igrejas.

Flint foi escolhida como exemplo das muitas cidades norte-americanas em que as águas estão contaminadas pelo chumbo; na reserva de Standing Rock os índios sioux conseguiram parar a construção de um pipeline, cujo traçado ameaçava as águas sagradas daquela tribo; finalmente, os territórios navajo estarão presentes na campanha deste ano por terem sido fortemente atingidos pela covid-19 devido às dificuldades da população em lavar as mãos com frequência por causa da crónica escassez de água.

Este ano a campanha “Sete Semanas pela Água” – animada, como é tradicional, pela Rede Ecuménica da Água do CMI ­– será uma realidade exclusivamente virtual, com conferências, documentação bíblica e teológica, reuniões e reflexões propostas via internet.

 

Jorge Sampaio, um laico cristão

Jorge Sampaio, um laico cristão novidade

Já tudo, ou quase tudo, foi dito e escrito sobre a figura do Jorge Sampaio. Assinalando a sua morte, foram, por muitos e de múltiplas formas, sublinhadas as diversas facetas definidoras da sua personalidade nos mais diversos aspetos. Permitam-me a ousadia de voltar a este tema, para sublinhar um aspeto que não vi, falha minha porventura, sublinhado como considero ser merecido.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja novidade

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro

União Europeia

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro novidade

A União Europeia (UE) deverá divulgar, no próximo mês de outubro, uma “nova estratégia de combate ao antissemitismo e promoção da vida judaica”. A iniciativa surge na sequência da disseminação do racismo antissemita em inúmeros países da Europa, associada a teorias da conspiração que culpabilizam os judeus pela propagação da covid-19, avançou esta quarta-feira, 22, o Jewish News.

Livrai-nos do Astérix, Senhor!

Livrai-nos do Astérix, Senhor! novidade

A malfadada filosofia do politicamente correcto já vai no ponto de apedrejar a cultura e diabolizar a memória. A liberdade do saber e do saber com prazer está cada vez mais ameaçada. Algumas escolas católicas do Canadá retiraram cerca de cinco mil títulos do seu acervo por considerarem que continham matéria ofensiva para com os povos indígenas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This