Necessária "resposta internacional"

Conselho Mundial de Igrejas pede ajuda para os deslocados de Nagorno-Karabakh

| 14 Nov 2023

WCC general secretary Rev. Prof. Dr Jerry Pillay near the bridge connecting the Lachin corridor to Nagorno-Karabakh (Artsakh). Photo WCC

O secretário-geral do Conselho Mundial de Igrejas, Jerry Pillay, durante uma visita a Nagorno-Karabakh, no passado mês de setembro. Foto © CMI.

 

A população e as igrejas arménias precisam urgentemente de “uma resposta internacional generosa para atender às necessidades humanitárias dos refugiados que fugiram de Nagorno-Karabakh, especialmente mulheres vulneráveis, crianças, idosos, pessoas com deficiência e pessoas que não têm outros meios de subsistência”, alertou esta terça-feira, 14 de novembro, o comité executivo do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), que esteve reunido em Abuja (Nigéria), ao longo da última semana.

Depois de, no final de setembro, ter acompanhado de perto as consequências da ofensiva militar do Azerbaijão àquele território, através de uma delegação ecuménica enviada ao local, o CMI quer agora evitar que as vítimas deste conflito sejam esquecidas. Quase toda a população de Nagorno-Karabakh (mais de 100 mil pessoas de um total de cerca de 120 mil), fugiu nessa altura para a Arménia.

Assim, a organização – que representa mais de 350 igrejas e comunidades cristãs de todo o mundo – dirige-se em primeiro lugar, através de um comunicado divulgado no final da reunião, ao Governo do Azerbaijão, para que garanta “a segurança e a igualdade de direitos das pessoas de origem arménia que permaneceram nas suas casas ou que decidem regressar”, para que respeite “a liberdade de religião ou crença (incluindo o acesso a locais religiosos e de culto)”, e para que permita e facilite uma missão de avaliação independente da UNESCO para visitar a região e documentar a situação dos locais relevantes.

No mesmo texto, o CMI insta a União Europeia a reforçar a sua missão na Arménia, garantindo pessoal e recursos suficientes “para monitorizar e comunicar qualquer incursão das forças armadas do Azerbaijão no território soberano da mesma”.

A organização apela também ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para que continue “atento à questão” e aja “com firmeza e rapidez caso as forças armadas do Azerbaijão ataquem o território soberano da Arménia”.

Por fim, deixa o convite a “todas as igrejas membros do CMI a orar pelas pessoas afetadas e a apoiar e acompanhar a Igreja Apostólica Arménia enquanto ela ajuda a nação Arménia neste momento de luto e incerteza em relação ao futuro”.

Ao longo das últimas semanas, têm estado a decorrer conversações entre a Arménia e o Azerbaijão, mas até agora nenhum acordo foi alcançado entre ambas as partes.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This