Mais pobres sem vacinas

Covax atinge menos de metade do previsto

| 10 Dez 2021

covid 19 vacinas foto c No-Mad

No final de Novembro, a Covax tinha entregue apenas 596 milhões de doses de vacinas. Para chegar aos 800 milhões, ainda teria de entregar 200 milhões só neste mês. Foto © No-Mad.

 

A iniciativa Covax não chegará a distribuir este ano muito mais de 800 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, número muito abaixo do objetivo inicial de dois mil milhões de doses previstos para entregar aos países mais pobres do mundo, concluiu uma investigação conduzida por jornalistas do Washington Post, publicada nesta sexta, 10 de dezembro.

Enquanto os responsáveis pelo sistema Covax, incluindo altos funcionários da Organização Mundial de Saúde (OMS), argumentam que o atraso se deve às necessidades acrescidas da vacinação nos países ricos, com a inoculação da terceira dose e a vacinação das crianças a fazerem esgotar a oferta de vacinas, os críticos da operação são mais contundentes, afirmando que a Covax não está no caminho certo para cumprir as suas modestas metas e muito menos vacinar o mundo.

A iniciativa Covax é uma plataforma de colaboração internacional lançada em meados de 2020, liderada pela OMS, pela GAVI e pelo CEPI para impedir que os países mais ricos monopolizem a produção e a aquisição de vacinas contra o vírus SARS-CoV-2 (ver 7MARGENS).

De acordo com o Washington Post, a ómicron, a mais recente variante do vírus que provoca a covid, fez aumentar a procura de vacinas, mas também perturbou o envio de mais doses para os países mais pobres.

A mesma fonte acrescenta que a Covax, embora tenha sido criada para reunir dinheiro para comprar vacinas a vários fabricantes, adiou a compra durante a primeira metade do ano e está agora cada vez mais dependente dos Estados Unidos e vários outros países.

No final de Novembro, a Covax tinha entregue apenas 596 milhões de doses de vacinas. Para chegar aos 800 milhões, ainda teria de entregar 200 milhões só neste mês – o que significa mais do que em qualquer outro mês até agora, nota ainda o Washington Post. Em novembro, as entregas atingiram um recorde – mais de 150 milhões, de acordo com dados da UNICEF. Em alguns dos últimos dias, a Covax terá entregue 11 milhões de doses por dia, mas não é seguro que isso seja suficiente para chegar sequer aos 800 milhões.

Até agora, de acordo com o Our World in Data, citado também no Washington Post, os países mais pobres administraram pouco mais de 60 milhões de doses (ou seja, pouco mais de três vezes as doses que foram administradas em Portugal, segundo os dados de sexta-feira, dia 10: 8,6 milhões com vacinação primária completa mais 1,8 milhões com dose de reforço).

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha

Este fim de semana

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha novidade

Está de regresso, já a partir desta sexta-feira, 19 de julho, o evento que celebra a cooperação transfronteiriça e a herança cultural de duas nações: Portugal e Espanha. Com um programa “intenso e eclético”, que inclui música, dança, gastronomia e outras atividades, o Festival D’ONOR chega à sexta edição e estende-se, pela primeira vez, às duas aldeias.

Bonecos de corda e outras manipulações

Bonecos de corda e outras manipulações novidade

“Se vivermos em função do loop que as redes sociais e outros devoradores de dados nos apresentam, do tipo de necessidades que vão alimentando e das opiniões e preconceitos que vão fabricando, vivemos uma fraca vida. Essa será, sem dúvida, uma vida de prazo expirado, por mais que o dispositivo seja de última geração e as atualizações estejam em dia.” – A reflexão de Sara Leão

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This