Covid-19 em Timor-Leste: Igreja tenta ajudar a conter surto, num país com zero mortes

| 23 Mar 21

timor leste covid-19 foto do vatican news sem creditos

Timor-Leste. Foto: Direitos reservados/Vatican News.

 

Timor-Leste vive presentemente um surto de contágios por coronavírus, que levou o Governo a ordenar um confinamento nos municípios de Díli, Baucau e Viqueque.

A ex-colónia portuguesa, estado independente há duas décadas, que não teve até agora nenhum caso mortal relacionado com a pandemia, registou, desde 7 de março, 229 infeções, das quais 95 são casos ainda ativos, em cinco municípios.

A Igreja Católica em Timor-Leste, maioritária no país, anunciou que está a intensificar os esforços para ajudar a conter este recente aumento de casos.

O padre Angelo Salshina, presidente da equipa de apoio pastoral covid-19 da arquidiocese de Díli, disse que, em resposta a esta situação alarmante, padres, freiras e colaboradores da sua diocese foram mobilizados para ajudar a garantir que as pessoas tomam precauções.

“Também estamos a aproveitar os programas de catequese online durante a Quaresma para realizar uma campanha de conscientização sobre como evitar a infecção ou a propagação do vírus”, disse, citado pela agência UCA News.

 

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia novidade

Há tempos, numa visita a uma adega nacional conhecida, em turismo, ouvi uma curiosa explicação da nossa guia que me relembrou imediatamente da vida de fé e das questões dos tempos modernos. Dizia-nos a guia que é hábito encontrar roseiras ao redor das vinhas como salvaguarda: quando os vitivinicultores encontravam algum tipo de doença nas roseiras, algum fungo, sabiam que era hora de proteger a vinha, de a tratar, porque a doença estava próxima.

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This