Crenças e rituais

Crónicas de um jejuador (5): Os últimos cartuchos

Estórias, sentimentos e percepções durante o Ramadão

Crónicas de um jejuador (5): Os últimos cartuchos

“Já aqui falámos da importância que as noites assumem no calendário deste sagrado mês e, destas, as últimas dez noites são especialíssimas. Eu justifico: a cada dez dias, há um propósito específico, e se os primeiros são da Misericórdia e do Perdão, estes últimos têm como intento a procura do refúgio divino.” – Uma nova crónica de Khalid Jamal sobre o modo como vive o Ramadão.

Um enorme tapete de flores para homenagear Nossa Senhora dos Prazeres

Domingo de Pascoela na Casa de Mateus

Um enorme tapete de flores para homenagear Nossa Senhora dos Prazeres

O dia 7 de abril foi, para a comunidade de Mateus, em Vila Real, um dia especialmente dedicado à padroeira Nossa Senhora dos Prazeres. Neste Domingo de Pascoela, a Capela da Casa de Mateus abriu portas para a celebração da eucaristia, seguindo-se a procissão sobre o tradicional tapete de flores com a extensão de pouco menos de um quilómetro e que, tal como em anos anteriores, começou a ser montado em frente ao local de culto dias antes.

Crónicas de um jejuador (4): As noites mágicas

Estórias, sentimentos e percepções durante o Ramadão

Crónicas de um jejuador (4): As noites mágicas

“Há quem diga que os muçulmanos, durante o mês do Ramadão, trocam o dia pela noite. Talvez seja verdade e, se tivermos em consideração o esforço e a abstinência a que estamos sujeitos durante o dia, é inequívoca alguma quebra de produtividade profissional que se verte num incremento da espiritualidade e da sensibilidade, social, moral, humanitária. Mas o mais interessante, diria mesmo mágico, são as noites.” – Uma nova reflexão de Khalid Jamal sobre o modo como está a viver este Ramadão.

Pin It on Pinterest

Share This