Crentes e não-crentes celebram a mulher na Capela do Rato, em Lisboa

| 2 Abr 19 | Destaque 2, Igrejas Cristãs, Religiões e Mulheres, Últimas

Sandro Botticelli, A Primavera. Ilustração reproduzida da Wikimedia Commons

 

Crentes e não-crentes, mulheres e homens, vão celebrar a figura da mulher através de canto, prosa e poesia. A iniciativa, organizada pela escritora e jornalista Leonor Xavier, tem lugar na Capela do Rato, em Lisboa, nesta quarta-feira, 3 de Abril, a partir das 18h30. A ideia é que cada pessoa escolhe um texto para ler ou declamar ou uma canção para cantar, que simbolize o papel ou a importância da mulher.

“Deixamos a cada pessoa a escolha do aspeto que queira valorizar da condição feminina. É uma iniciativa ao livre cuidado de cada um e de cada uma, para evocar o que quiser. Não queremos controlar as participações, apenas queremos receber a diversidade dos contributos”, explicava, na página do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, o padre António Martins, responsável da Capela de Nossa Senhora da Bonança (conhecida como Capela do Rato).

A sessão está pensada com 24 pessoas no total, com igual número de participações de homens e mulheres. Confirmaram a participação, entre outros, os cantores Amélia Muge, Carlos Alberto Moniz, Teresa Salgueiro, Tozé Brito e Vitorino, os jornalistas Jorge Wemans, Maria João Avillez e Vicente Jorge Silva, a pintora Catarina Castel-Branco, o embaixador Francisco Seixas da Costa, o crítico Jorge Leitão Ramos, o deputado José Manuel Pureza, o produtor Nuno Artur Silva, a professora Luísa Ribeiro Ferreira, a actriz Lídia Franco e a escritora Teolinda Gersão.

Integram ainda a lista de participantes Alfreda Ferreira da Fonseca, Ana Lúcia Esteves, Ana Marim, Fernando Mena, Gisa Dória, João Almeida Dias, José Alberto Costa e Patrícia Vasconcelos.

O padre António Martins explica, sobre a razão de ser uma iniciativa que implica crentes e não-crentes: “O humano, a nossa condição, a nossa luta, a nossa carne, o nosso corpo, a nossa experiência, a condição masculina e feminina, a multiplicidade de sensibilidades e de afectos, é uma ponte de encontro de toda a gente, independentemente da sua dimensão confessional, religiosa. É um ponto de encontro experimental, real, concreto, que nos pode reunir pela causa de Deus e pela causa do humano.”

A iniciativa pretende assinalar a data de 25 de Março, quando a Igreja Católica festeja a Anunciação a Nossa Senhora, que o movimento Nós Somos Igreja tenta registar há 21 anos de forma diferente – em Março de 1998, a primeira vez que isso aconteceu, concelebraram a eucaristia, na mesma capela, o bispo Jacques Gaillot, na sua primeira vinda a Portugal depois de ter sido demitido pelo Papa João Paulo II, com o padre Peter Stilwell, então responsável da capela, os frades dominicanos Bento Domingues e Luís de França, além do pastor presbiteriano Dimas de Almeida, que também estava presente.

Artigos relacionados

Breves

Encontro de artistas portugueses com músicas do grupo Gen Verde

Um encontro de artistas de várias áreas, que sejam sensíveis às dimensões do Sagrado, da Beleza e do Bem Comum, está convocado para a tarde deste sábado, 18 de Maio, entre as 16h30 e as 18h, no Auditório da Igreja São Tomás de Aquino (Laranjeiras), em Lisboa.

Bolsonaro contestado por cortes na Educação

As ruas de mais de duas centenas de municípios em 26 estados brasileiros foram tomadas esta quarta-feira, 15 de maio, por manifestações que registaram a participação de centenas de milhares de estudantes e professores.

Televisão: Fátima vence Cristina

As cerimónias da peregrinação de 13 de maio a Fátima, transmitidas pela RTP1, conquistaram 381 mil espectadores, deixando o programa Cristina, da SIC, a grande distância (317 mil).

Boas notícias

É notícia 

Entre margens

Vemos, ouvimos e lemos…

O centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen é especial, muito para além de mera comemoração. O exemplo de cidadania, de talento, de ligação natural entre a ética e estética é fundamental. De facto, estamos perante uma personalidade extraordinária que é lembrada como referência única, como um exemplo que fica, que persiste.

Europeias 2019: Não nos tires as tentações

Estamos em crise, sim. Que bom. Porque é tempo de escolher e definir caminhos. Ao que parece, a última braçada de bruços perdeu balanço e é a nossa vez de dar o próximo impulso. Com a liberdade de questionar o inquestionável, herdámos o peso da responsabilidade. Mas desde quando desligar o automático é mau?

Cultura e artes

Coro do Trinity College de Dublin em Lisboa para concerto e eucaristia

Neste sábado e domingo, 18 e 19 de Maio, Lisboa acolhe dois concertos do Coro da Capela do Trinity College de Dublin (Irlanda). Às 17 horas de sábado, o coro dará um concerto de música sacra na Sé de Lisboa; no domingo, participa na eucaristia dominical na Catedral Lusitana de S. Paulo em Lisboa (Comunhão Anglicana), com início às 11h00 (Rua das Janelas Verdes).

Teatro: À espera de um jogo de espelhos em Goga

Entra-se e estão as 23 personagens no palco. Em rigor, esse número inclui as personagens e os seus espelhos. Estão fixas, rígidas. São um quadro que se deve olhar, de modo a reparar em todos os pormenores. Porque está o corcunda Teobald de livro na mão? Porque há um homem e uma mulher com malas?

Sete Partidas

A Páscoa em Moçambique, um ano antes do ciclone – e como renasce a esperança

Um padre que passou de refugiado a conselheiro geral pode ser a imagem da paixão e morte que atravessou a Beira e que mostra caminhos de Páscoa a abrir-se. Na região de Moçambique destruída há um mês pelo ciclone Idai, a onda de solidariedade está a ultrapassar todas as expectativas e a esperança está a ganhar, outra vez, os corações das populações arrasadas por esta catástrofe.

Visto e Ouvido

Uma criação musical para Quinta-Feira santa: O Senhor mostrou o poder do seu amor, de Rui Miguel Fernandes, SJ

Agenda

Mai
20
Seg
Conferências de Maio – “Os jovens chamados a transformar” – III – A justiça e a equidade, e a solidariedade entre as gerações @ Centro Nacional de Cultura
Mai 20@18:30_20:00

Participam Alice Vieira, escritora e jornalista; Carla Ganito, docente em Ciências da Comunicação na Universidade Católica Portuguesa; e Ana Barata; jovem licenciada em serviço social.

Mai
27
Seg
Conferências de Maio – “Os jovens chamados a transformar” – IV – “Os jovens descobrem Deus” @ Centro Nacional de Cultura
Mai 27@18:30_20:00

Participam Alfredo Teixeira, antropólogo e compositor, autor de Religião na Sociedade Portuguesa, Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa, e João Valério, arquitecto e músico.

Ver todas as datas

Fale connosco