Igrejas europeias em declaração conjunta

Cristãos devem unir-se na oração e na ação para cuidar da casa comum

| 27 Ago 2021

plantar cuidar planeta terra foto c yaruta

“Renovar o Oikos de Deus, a casa comum que partilhamos, é um conceito que une toda a família humana na procura por um desenvolvimento integral e sustentável com justiça partilhada”. Foto © Yaruta.

 

O convite destina-se a “todos os cristãos nas Igrejas da Europa, paróquias, comunidades eclesiais e todas as pessoas de boa vontade” e foi publicado esta sexta-feira, 27, pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e pela Conferência das Igrejas Europeias (CEC):  que todos celebrem o “Tempo da Criação” e cuidem da “Casa Comum” com “espírito ecuménico, unidos na oração e na ação”.

Numa mensagem conjunta, intitulada ‘Uma casa para todos? Renovando o Oikos de Deus’, os presidentes do CCEE e da CEC, cardeal Angelo Bagnasco e reverendo Christian Krieger, sublinham que a palavra grega Oikos remete para “casa” e para aquilo que “é doméstico e familiar, tudo o que é objeto de cuidado”, representando um interesse comum e também uma responsabilidade partilhada.

Assim, “renovar o Oikos de Deus, a casa comum que partilhamos, é um conceito que une toda a família humana na procura por um desenvolvimento integral e sustentável com justiça partilhada”, pode ler-se na declaração.

Os dois organismos convidam todos os cristãos da Europa a rezar pelo encontro das Nações Unidas sobre a Biodiversidade (que decorrerá de 25 de abril a 8 de maio de 2022, em Kunming, China), e pela COP 26 (Cimeira do Clima), agendada para dezembro, em Glasgow.

O “Tempo da Criação” (um mês para sensibilizar para o cuidado do planeta) começa na próxima quarta-feira, 1 de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e termina a 4 de outubro, quando a Igreja Católica celebra a festa litúrgica de São Francisco de Assis.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco”

Comissões Justiça e Paz da Europa

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco” novidade

“O direito da Ucrânia a defender-se é indiscutível e todos os fornecimentos de armas que permitam a sua defesa no quadro dos imperativos da proporcionalidade e do direito humanitário internacional são legítimos”, diz a plataforma católica Justiça e Paz Europa. No entanto, “os meios militares, por si só, não podem trazer uma paz duradoura”.

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas novidade

O ensino das sagradas escrituras na época de Jesus era uma prática comum entre o povo judeu. Desde cedo, os rabinos ensinavam às crianças a leitura e escrita da Torá e a memorizar grandes porções da mesma. Entre as várias técnicas de ensino, estava a utilização de parábolas.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This