Após ataque que fez 168 mortos

Cristãos incentivam “greve” aos festejos de Ano Novo em Myanmar

| 14 Abr 2023

Ruas vazias em Rangun, Myanmar, durante o Festival da Água, 13 de abril de 2023. Foto via Twitter @TostevinM

Ruas vazias em Rangun, Myanmar, durante o Festival da Água, 13 de abril de 2023. O Festival da Água, considerado o mais importante de Myanmar, é habitualmente uma celebração alegre que junta pessoas de todas as religiões à maioria budista. Foto obtida via Twitter de @TostevinM.

 

Apesar de estar a decorrer o Festival da Água de Thingyan, que até dia 16 de abril assinala o Ano Novo birmanês, as ruas permanecem desertas em algumas das principais cidades de Myanmar. Com o incentivo de grupos cristãos no país, esta é uma forma de protesto contra os recentes ataques aéreos da junta militar no poder, que terão provocado pelo menos 168 mortos.

O Festival da Água, considerado o mais importante de Myanmar, é habitualmente uma celebração alegre que junta pessoas de todas as religiões à maioria budista do país. Mas os Católicos Independentes pela Justiça em Myanmar, um grupo composto por padres, religiosos e leigos, instaram a população a observar uma “greve”, ficando em casa, noticia a UCA News.

O ministro da cooperação internacional no gabinete do paralelo Governo de Unidade Nacional (GUN), no exílio, conhecido como Dr. Sasa e assumidamente cristão, afirmou por seu lado: “Rezo para que este ano seja o último ano de celebração do Festival da Água sob o ditador.”

Em comunicado divulgado esta quinta-feira, 13 de abril, o representante do GUN (que se declara autoridade legítima do país) instou as pessoas a “marcharem juntas em direção ao objetivo de uma união federal com unidade”.

Enquanto isso, o GUN divulgou um relatório que indica que o número de mortos no ataque aéreo perpetrado pela junta militar na região de Sagaing, no passado dia 11, aumentou para 168, incluindo 35 crianças e 27 mulheres.

A junta militar no poder reconheceu na quarta-feira que tinha levado a cabo os ataques aéreos, insistindo que estava a visar opositores armados, que descreveu como “terroristas”. Os ataques foram realizados durante a inauguração de um escritório administrativo ligado ao GUN.

A comunidade internacional, incluindo os Estados Unidos, a União Europeia (UE) e a ONU, condenou o ataque a Sagaing, um dos piores massacres desde o golpe militar que depôs a líder eleita Aung San Sii Kyi, em fevereiro de 2021.

Ao todo, mais de 3.200 pessoas foram mortas e cerca de 21 mil estão detidas desde o golpe, de acordo com uma organização local de defesa dos direitos humanos.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This