Cristianismo

Hans Küng, um gigante da teologia ecuménica novidade

Mas será que a Igreja Católica Romana ainda se pode salvar? Sim, pensava Hans Küng, desde que ela reconheça estar doente e que o vírus da obsessão pelo poder que nela se introduziu progressivamente ao longo dos séculos e causou os cismas com o Oriente em 1054 e com a Europa Central e do Norte 1517, seja combatido com determinação.

A torrente musical de “Spem in Alium”, de Thomas Tallis

Uma “torrente musical verdadeiramente arrasadora”, de esperança pascal, diz o padre Arlindo Magalhães, comentador musical, padre da diocese do Porto e responsável da comunidade da Serra do Pilar (Gaia), a propósito da obra de Thomas Tallis Spem in Alium (algo que se pode traduzir como “esperança para lá de todas as ameaças”).

A Páscoa é sempre “pagã”

A Páscoa é sempre pagã / Porque nasce com a força da primavera / Entre as flores que nos cativam com promessas de frutos. / Porque cheira ao sol que brilha na chuva / E transforma a terra em páginas cultivadas / Donde nascem os grandes livros, os pensamentos / E as cidades que se firmam em pactos de paz.

Monge condenado a dois anos de cadeia na Turquia por dar comida

O padre Sefer Bileçen, padre Aho no nome monástico, da Igreja Siríaca Ortodoxa, ofereceu comida a um grupo que bateu à porta do seu mosteiro. O Ministério Público turco disse que o grupo era do PKK e acusa-o de prestar auxílio a uma organização terrorista, como o Governo turco considera o PKK, que reivindica há décadas a independência do Curdistão.

Bênção de uniões homossexuais em debate na TSF

“Há portas que não devem ser fechadas, porque Deus é que está do outro lado dessas portas”, dizia, a terminar o debate, Jorge Teixeira da Cunha, padre e professor de Teologia Moral na Universidade Católica Portuguesa (UCP), no Porto. No programa Olhe Que Não, que passou nesta quarta-feira, 7 de abril, ao início da tarde, na TSF, com moderação do jornalista Pedro Pinheiro, discutiu-se o documento da Congregação para a Doutrina da Fé, do Vaticano, que respondia “negativo” a uma pergunta sobre se a Igreja não pode abençoar uniões homossexuais.

Solidariedade com Cabo Delgado (3): Helpo quer ajuda para construir salas de aula

No momento em que o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) manifesta publicamente o receio de que, se a violência em Cabo Delgado não for travada, haja em junho mais de um milhão de deslocados na província do Nordeste de Moçambique, torna-se ainda mais urgente a ajuda humanitária prestada por diversas instituições e organizações, como é o caso da Helpo.

Arcebispos de Cantuária e de Westminster criticam corte na ajuda humanitária

É uma tomada de posição conjunta muito pouco frequente: o arcebispo de Cantuária e primaz da Igreja Anglicana, Justin Welby, e o cardeal Vincent Nichols, arcebispo de Westminster e presidente da Conferência Episcopal [católica] de Inglaterra e Gales, publicaram na edição de 6 de abril do Evening Standard uma carta aberta em que criticam asperamente a decisão do Governo do primeiro-ministro Boris Johnson de suspender a ajuda humanitária a vários países.

Sopa de letras

Se os cristãos fossem hoje a cumprir a Torah à letra estaríamos a apedrejar até à morte os adúlteros e os homossexuais, não poderíamos envergar roupa com incorporação de determinados tipos de tecidos, não podíamos comer um rol imenso de alimentos e satisfaríamos muitos outros interditos, além de guardar religiosamente o sábado, quando ninguém poderia trabalhar.

Jesus Cristo, o caminho e a verdade que fez viver o teólogo Hans Küng (1928-2021)

Ficou conhecido por contestar o dogma da infalibilidade papal e o sistema eclesiástico de poder. Por via disso, facilmente era catalogado como “polémico”, “crítico” ou “contestatário”. Mas essa era apenas a imagem imediata de Hans Küng, teólogo suíço-alemão que morreu nesta terça-feira, 6 de Abril, aos 93 anos e foi um dos maiores e mais completos teólogos cristãos das últimas seis décadas.

Ir. Aloïs, de Taizé: “Sozinhos não podemos acreditar, só juntos podemos ouvir o inacreditável”

Numa altura em que o “mundo atravessa a provação de tanto sofrimento e quando a bela esperança humana é tantas vezes abalada” é “ainda mais importante rezar juntos, sentirmo-nos em comunhão, próximos uns dos outros, em amizade”, afirmou o irmão Aloïs, de Taizé, na sua meditação para a Páscoa 2021. “Sozinhos não podemos acreditar, é inimaginável. Mas juntos podemos ouvir o inacreditável, que Maria [de Magdala] e depois os apóstolos anunciaram no dia de Páscoa: Cristo está vivo!”

Voto de pesar pela morte de Xexão Moita proposto no Parlamento

O Parlamento deverá aprovar na próxima quinta-feira, 8 de Abril, um voto de pesar pela morte de Maria da Conceição Moita, voz da vigília na Capela do Rato contra a guerra colonial e uma das últimas presas políticas do Estado Novo, que morreu na madrugada do passado dia 30, terça-feira, soube o 7MARGENS.

Papa lamenta terrorismo e “demasiadas guerras” e pede distribuição de vacinas

O Papa Francisco lamentou neste Domingo de Páscoa, 4 de Abril, as situações de conflito e violência que ainda se verificam por todo o planeta: “No mundo, há ainda demasiadas guerras, demasiada violência! O Senhor, que é a nossa paz, nos ajude a vencer a mentalidade da guerra”, disse, na sua alocução antes da bênção pascal urbi et orbi (à cidade e ao mundo).

Solidariedade da AIS com Cabo Delgado: “É fundamental não ficar indiferente ao sofrimento”

O ataque à cidade de Palma veio agravar a situação já muito alarmante que se vive na província de Cabo Delgado (Norte de Moçambique), mas contribuiu para chamar a atenção da comunidade internacional para um drama que não é recente. O 7 Margens quis saber como é que as organizações vêem o que se está a passar, que trabalho desenvolvem e o que podem os portugueses fazer para ajudar os moçambicanos desta zona do nordeste moçambicano. Damos voz, desta vez, à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

“Sequência da Páscoa: uma das mais belas histórias do mundo”

Sem poder ir ao cinema para poder falar de um novo filme que, entretanto, tivesse estreado, porque estamos em tempo de Páscoa e porque temos ainda viva diante dos olhos a profética peregrinação do Papa Francisco ao Iraque – que não pode ser esquecida, mas sempre lembrada e posta em prática – resolvi escrever (para mim, a primeira vez neste lugar) sobre um filme profundamente pascal e actual: Dos Homens e dos Deuses (é quase pecado não ter experimentado a comoção de vê-lo). E não fui o único a fazê-lo por estes dias.

Meditações de Taizé na Semana Santa: Um tempo vazio, um intervalo num teatro

O Sábado Santo do calendário cristão, o dia que antecede o Domingo de Páscoa, é um “tempo vazio”, mesmo na narrativa bíblica: não há relatos deste “dia de luto e de interiorização”, mas ele é um dia “com muitas coisas a dizer-nos”, diz o irmão András, de Taizé, na meditação que a comunidade ecuménica de monges propõe para esta Semana.

Empurremos o Mundo!

O dia 30 de Março amanheceu inteiro e limpo como há muito não se via. “…a Xexão voou nas asas da luz para o outro lado das águas.” Foi com este salmo tão bonito que, ao romper de aurora, soube pelo irmão Luís Moita, que a minha tão querida amiga Xexão tinha partido. E agora? Que sensação de orfandade esta.

A Paz sem vencedor e sem vencidos

Ao participar nesta tarde de Sexta-feira Santa, 02-04-2021, na Via-Sacra transmitida diretamente da Praça de S. Pedro, em Roma, a forte imagem do Papa Francisco no seu semblante fechado e triste, levou-me a refletir sobre o que iria na sua cabeça.

O Olival (um mistério de Paixão)

Em Sexta-Feira Santa do calendário cristão, o 7MARGENS faz a proposta de excertos de um Mistério (drama), de Michel Pochet, selecionados e lidos pelo ator Júlio Martin. Em cada uma das partes, apresenta-se uma obra de arte, o texto e a gravação do mesmo.

As ignoradas Mães (Madres) do Deserto (II)

Sabemos hoje que, para além das mais conhecidas ammas do deserto – Sinclética, Theodora, Sarah, Matrona, aquelas que deixaram escritos – houve pelo menos 50 ammas dispersas pelo Egito, Terra Santa, Capadócia mas, também, em França e na Irlanda. Como é possível terem sido ignoradas ao longo de tantos séculos?

Centenas evocam os 45 anos do assassinato do Padre Max e Maria de Lurdes

Nos 45 anos que passam sobre o atentado à bomba que vitimou o Padre Maximino Barbosa de Sousa (conhecido como Padre Max) e a estudante Maria de Lurdes Correia, algumas centenas de personalidades de diversos quadrantes divulgaram, neste dia 2 de abril, uma carta aberta para lhes prestar tributo e sublinhar a atualidade das causas por que lutaram.

“Viver com um encantamento” – um testamento espiritual de Xexão Moita

No final das exéquias de Maria da Conceição Moita, conhecida entre familiares, amigos e vários círculos por Xexão, celebradas na manhã deste dia 2 de Abril, Sexta-feira Santa no calendário cristão, a família quis partilhar o texto que ela deixara. Uma espécie de testamento espiritual, que o 7MARGENS aqui reproduz com autorização da família.

… vive nesse canto

A quinta-feira inaugura o tríduo do drama de Jesus, Páscoa de páscoas, passagem pelos lugares da violência, sem heroicidade, narrativa que tece uma outra vida, na qual o verso da história aspira à cidadania. Desafiado a escolher uma obra musical para este dia, não a busquei nos arquivos da “música sacra”, no interior das catedrais, mas na rua.

Tempo de Páscoa, imagens de Vida

A Páscoa era na Quinta-Feira Santa o Lava-Pés dos velhinhos do Asilo, humildes apóstolos, cobertos por vestes brancas. Era a Procissão do Enterro na Sexta-Feira às onze da noite, a vila atravessada pelo andor com o caixão de Jesus, batida compassada dos tambores e metais da banda filarmónica, eram as portas da igreja fechadas em sinal de luto. No Sábado, era o repicar das aleluias. E no bafo da noite, os cânticos saindo pelas portas escancaradas da Igreja Matriz, luz de velas e renovação das promessas do Batismo.

Maria da Conceição Moita (1937-2021): libertadora da nossa liberdade

Quando estava a ser torturada pela polícia política do Estado Novo, Conceição Moita reagiu: “Podem fazer o que quiserem que continuarei a lutar. Nem que tenha 80 anos quando sair daqui, vou continuar a lutar. E vocês hão-de cair!” Saiu de lá pouco depois, viveu até quase completar 84 anos, sempre a lutar. Pela liberdade, pela justiça, pela dignidade e pela paz.

Euromiopia

Cuidado com o eurocentrismo. Há mais mundo para lá da Europa, meus senhores. A bitola europeia não serve para avaliar a diversidade da casa comum da humanidade. Um dos maiores erros do observador europeu quando olha para a realidade social, política e religiosa das Américas é partir sempre dos seus próprios pressupostos, seja em que dimensão for.

Xexão: Vida unificada em Jesus

Na vida da Xexão havia um centro que iluminava toda a sua existência, e esse centro era a relação com Jesus. Esta chave abre-nos a motivação do seu agir, o sentido dos seus compromissos políticos e eclesiais, o horizonte do percurso profissional como educadora e formadora de educadores, o acompanhamento a pessoas e grupos mais marginalizados, uma atenção muito grande à família e aos amigos, ao mundo, ao bairro e ao vizinho, a curiosidade intelectual e o interesse cultural, a procura do silêncio, da reflexão e da oração.

Xexão: A vida é tão surpreendente!

Há 48 anos ergueu-se no meio da comunidade para fazer ouvir a sua voz. Convidou-nos a uma vigília pela paz em tempo de guerra. Antes e depois foi sempre assim: uma voz, uma vida, marcada pela rebelde candura doce da razão e da fé.

Os queijos da abadia de Cister quase esgotaram em três dias (Reportagem)

Quatro mil queijos a mais, quase três toneladas em armazém, estavam a tornar-se um problema. No mosteiro de Citeaux (Cister, perto de Dijon, na Borgonha, França), a casa-mãe da Ordem Cisterciense sofreu os efeitos da pandemia acumulando os queijos produzidos e que não se estavam a vender.
No final da semana passada, os monges associaram-se à Divine Box, uma empresa de jovens empresários que vende produtos de mosteiros e conventos. Queriam escoar uma tonelada de queijo em três dias, explica ao 7MARGENS o irmão Benoît, ecónomo do mosteiro e um dos responsáveis da queijaria.

Uma errata eloquente

A errata que o diário espanhol El País, um dos mais prestigiados jornais europeus, publicou na edição de domingo, 28 de Março, esclarecendo que “no catolicismo, a Trindade está formada pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo; e não pelo Pai, pelo Filho e pela Virgem como se sugeria na reportagem sobre a catedral de Burgos publicada no sábado nas páginas de Cultura”, poderia ser apenas risível. Mas é o sintoma de uma deplorável falta de cultura religiosa que grassa nas redacções dos jornais. E, evidentemente, não apenas nelas.

Bíblia completa traduzida em 66 novas línguas em 2020. E vão 704!

A pandemia foi fecunda para as traduções da Bíblia em novos idiomas, ainda que uma tradução seja um trabalho longo e aturado. Segundo a publicação Evangelicals.info, ao iniciar-se o corrente ano, chegava a 704 o número de línguas em que estava disponível o livro sagrado dos cristãos e dos judeus, mas também dos muçulmanos, mais 66 do que um ano antes.

Voltar a casa – limpeza de Primavera

Enquanto o mundo se reorganizava, houve umas semanas para reflectir na relação que mantemos com a casa onde moramos, com a ideia de casa, e em como essa relação afecta a vida espiritual. “Não temos aqui morada permanente”, é certo, mas também há algo de incómodo nos 40 anos que o povo de Israel precisa para chegar à Terra Prometida ou nas andanças de Jesus, Maria e José pelo Egipto.

Padre de Pemba pede ajuda para alimentar vítimas da guerra em Cabo Delgado

“Pedimos a vossa mão, o vosso socorro”, diz em mensagem de áudio enviada à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre o padre Kwiriwi Fonseca, responsável pela comunicação da Diocese de Pemba, ao relatar os testemunhos recolhidos junto de alguns dos mais de mil fugitivos que chegaram à cidade numa embarcação no domingo, dia 28 de março.

Sem o Islão não teríamos S. Tomás nem Dante

Devemos ao Islão e aos filósofos muçulmanos Avicena (séc. X-XI) e Averróis (séc. XII) terem mantido a cadeia de transmissão da obra de Aristóteles, sem a qual dificilmente obras-primas da literatura e do pensamento como a Suma Teológica ou a Divina Comédia teriam sido concebidas e realizadas.

O Êxodo truncado da “Bíblia dos Escravos” nos EUA

A eleição do primeiro senador negro do estado da Georgia (EUA) é simbólica das divisões que têm atravessado os cristãos – nomeadamente os baptistas – nos Estados Unidos. No fundo, os descendentes dos escravos negros ainda estão a lutar pelo texto completo do livro do Êxodo, que lhes foi censurado na “Bíblia dos Escravos” de 1807 – e a fazer frente aos derrotados na guerra civil do séc. XIX, que estão de regresso.

Meditação de Taizé para o Domingo de Ramos: entrar de jumento, um símbolo de paz

Os irmãos de Taizé, que vivem normalmente do seu trabalho, estão neste momento a diversificar actividades; começaram a produzir bolachas, chás e outros produtos artesanais, uma vez que o acolhimento na aldeia tem estado muito reduzido, em virtude da pandemia. Alguns deles têm mesmo feito trabalhos agrícolas e outros na região. Os produtos para venda estão disponíveis na loja virtual em https://shop.taize.fr/

Um coral protestante de Bach para cantar a fidelidade e a esperança

“Jesus continua a ser a minha alegria”, “é quem me dá força para viver”, por isso “mantenho Jesus no meu coração e como meu horizonte” – são expressões contidas num dos mais famosos corais de Johann Sebastian Bach, Jesus bleibet meine Freude, hino que traduz a atitude de fidelidade e esperança do crente, nos tempos bons como nos maus, na paz como no sofrimento.

O Mercado e o Templo (4): O tempo é bem comum, mas esquecemo-lo

Começámos a vender e a comprar tempo quando, no discurso religioso, entrou o Purgatório e, com ele, o negócio sobre tempo dos mortos e, portanto, também dos vivos. Vemos bem os efeitos da destruição do tempo na questão ambiental onde se faz destruição de futuro numa economia toda jogada no presente. No humanismo bíblico, há o Shabbat; no entanto, todos os dias são de Deus; depois, veio o “tempo misto”; e hoje…

Santa Sé na ONU: Urge combater “pena da maternidade” para as mulheres

“A sociedade deve combater a ‘pena da maternidade’ que inibe as mães de continuar os seus estudos ou que lhes cria desvantagens no trabalho em relação aos colegas do sexo masculino.” A posição foi tomada esta semana por Francesca di Giovanni, subsecretária para o Setor Multilateral da Secção de Relações com os Estados, da Santa Sé, ao intervir na 65ª sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.

Do tudo ao nada – o caminho necessário

Ao longo da sua itinerância, os crentes podem apresentar-se diante de Deus de duas formas: com as mãos cheias de méritos, esforços e conquistas ou com as mãos simplesmente vazias. Na génese das duas atitudes estão corações ávidos e comprometidos com Deus; o que varia é o modo e o modo pode fazer muita diferença. Penso que em geral todos começamos com grandes ímpetos de “acumulação”.

Ex-vice-reitor de Fátima explica saída: uma “opção delicada, séria e difícil”

Foi uma “opção delicada, séria e difícil” que não foi decidida “de ânimo leve”, mas antes “resultou de um processo muito longo de reflexão e meditação”. Desta forma, Vítor Coutinho, que até final de Janeiro exerceu o cargo de vice-reitor do Santuário de Fátima, explica as razões que o levaram a pedir para deixar aquele cargo e, no passado dia 16, a solicitar ao Papa a dispensa do exercício do ministério de presbítero.

Francisco celebra Dante Alighieri como profeta da esperança

A Divina Comédia é “expressão sublime do génio humano”, “fruto duma nova e profunda inspiração” escreve o Papa Francisco na Carta Apostólica “Esplendor da Luz Eterna” que dedica ao poeta florentino na passagem do 700º aniversário da sua morte.

Cardeal de Viena defende que a Mãe Igreja não nega uma bênção

O cardeal arcebispo de Viena, Áustria, foi claro no seu comentário à posição da Congregação da Doutrina da Fé sobre a bênção a casais homossexuais. Se a Igreja é mãe, não pode deixar de abençoar e uma bênção não é um prémio por bom comportamento mas um pedido de presença e protecção.

Uma Igreja em saída

No seu recente livro O Tempo das Igrejas Vazias (ed. Paulinas), o padre Tomáš Halík interroga-se acerca do cumprimento da visão do Papa Francisco, na qual Cristo (que segundo as palavras da Escritura bate à nossa porta) bate desta vez no lado de dentro da porta da Igreja porque quer ir para fora. “E não deveríamos nós segui-lo para além das fronteiras do nosso entendimento atual da Igreja e do Cristianismo, principalmente até ao mundo dos pobres, necessitados e marginalizados?”.

Afonso de Ligório: Papa toma santo doutor da Igreja para desafiar os teólogos da moral

Multiplicam-se os sinais de que o Papa, ele próprio, não quer encerrar a questão das bênçãos aos casais homossexuais, as quais foram objeto de proibição taxativa da parte da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF). Algumas intervenções suas dos últimos dias coincidem no levantar de problemáticas subjacentes ao debate vivo que a CDF suscitou. A mais recente foi a mensagem que dirigiu esta terça-feira, 23, ao superior-geral da Congregação dos Redentoristas, a propósito dos 150 anos da proclamação de Santo Afonso Maria de Ligório como doutor da Igreja.

Índia: Tribunal especial recusa caução a padre jesuíta Stan Swamy

O jesuíta Stan Swamy, de 84 anos, vai continuar a aguardar julgamento na prisão, por decisão de um tribunal especial da Agência Nacional de Investigação (NIA – a organização de luta antiterrorista da India), que recusou a sua libertação mediante pagamento de caução. A deliberação, que vinha sendo adiada desde o início de fevereiro, foi conhecida esta terça-feira, 23, e “prova que o Governo continua a temer a voz de intelectuais dissidentes”, declarou à agência UCA News o advogado jesuíta, A.  Santhanam, que acompanha o processo.

Myanmar: Cardeal Bo incentiva jovens à luta pró-democracia não-violenta

Perante o constante aumento do número de mortos “podem começar a interrogar-se se a luta armada não será a melhor resposta à repressão e brutalidade que enfrentam diariamente”, porém “peço-vos para se manterem firmes e determinados na ação não-violenta” afirmou esta quarta-feira, 24 de março, o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Rangum, num apelo público dirigido aos jovens de Myanmar.

A ciência e o malmequer

Mal-me-quer, bem-me-quer… Parece que há cristãos que recorrem ao jogo do malmequer para definir a sua vida, guiando-se por preconceitos e pensamento mágico, sem ter os pés assentes no chão. Quando se confundem preconceitos e pensamento mágico com fé sem ter os pés assentes no chão dá nisto. Incongruências, atitudes casuísticas e uma porta aberta para o disparate.

O sonho que Maria Lía quis partilhar com o Papa Francisco (Documento)

“Sonho com uma Igreja com mulheres capazes de serem juízas em todos os tribunais onde se julgam as questões matrimoniais, nas equipas de formação de cada seminário, mulheres que exerçam ministérios (…). E sonho que durante o seu pontificado inaugure, ao lado dos sínodos dos bispos, um sínodo diferente: o sínodo do povo de Deus, com uma representação proporcional do clero, consagrados e consagradas, e leigos.”

São Romero dos Direitos Humanos – Lições éticas, desafio educativo

É este o título de um dos livros de Luis Arangurem Gonzalo, traduzido e editado pela Editorial Cáritas, em 2018, mas que ainda não chegou ao domínio publico como o merece a qualidade da obra. A propósito da celebração, nesta quarta, 24, do dia litúrgico de S. Romero – escolhido por ser a data da sua morte como é costume acontecer a todos os cristãos e cristãs que são considerados santos, pela Igreja – fui revisitar o livro acima referido.

Casais homossexuais: Roma falou, mas o assunto não se encerrou

O Responsum foi criticado de forma particularmente viva nos países ditos desenvolvidos, com destaque para a Europa e Estados Unidos. E foi-o essencialmente por duas ordens de razões: linguagem crua e até para alguns “cruel” contida na página e meia de justificações; mas, sobretudo, pelo fechamento total da CDF, com potenciais consequências significativas, no plano da vida de várias igrejas locais e das realidades homoafetivas com que lida.

Deus está infinitamente para além do medo

Acreditar em Deus será necessariamente viver no medo do imprevisível? Só se crermos num deus caprichoso, que ora nos dá graças, ora nos dá dores, independentemente do que façamos, como a Job. É verdade que a desgraça se pode abater sobre qualquer um. Alguns defendem, porém, que dispensar Deus ou deuses e limitar-se a um estrito naturalismo nos isenta de medos supersticiosos, como já a escola filosófica epicurista defendia. É que a natureza não tem caprichos nem humores…

Pré-publicação exclusiva 7M: A palavra precisa sempre do silêncio – como nasceu o “gesto planetário de libertação”

“A palavra precisa sempre do silêncio. E o silêncio só é eloquente quando ecoa a palavra”, escreve Paolo Ruffini, prefeito do Dicastério para a Comunicação, do Vaticano, na apresentação do livro Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé? que, recolhendo fotografias e textos do Papa na Oração pela Humanidade de 27 de Março de 2020 e ao longo deste ano, acerca da situação que o mundo está a viver, pretende resgatar o “humilde poder” da oração, como se escreve no livro, através das palavras, dos gestos e das imagens. O 7Margens publica, em exclusivo para Portugal, a introdução de Paolo Ruffini e imagens do livro que será posto à venda em todo o mundo no próximo dia 24, quarta-feira. A edição portuguesa é das Publicações Dom Quixote.  

O Mercado e o Templo (2) – Não para amar o mundo, mas para cuidar do humano

Detenhamo-nos nas imagens dos Montepios. Antes de mais, a piedade, isto é, a imagem de Cristo morto nos braços de Maria. Porquê a piedade, como imagem dos edifícios, capelas, estandartes dos Montepios? Aquela imagem já era usada por entidades de assistência e pelos hospitais medievais. Simbolizava um dos momentos centrais da fé cristã, amadíssimo pelo povo que, naqueles séculos da vida conhecia sobretudo a dor, especialmente a das mães e das mulheres pela morte de muitos, demasiados, filhos e maridos.

Filipinas: Dois padres na grande coligação para derrubar o Presidente Duterte

Dois eminentes padres das Filipinas, um jesuíta e um da congregação de La Salle, integram uma nova formação política criada para impedir que o Presidente Duterte e os seus aliados ganhem as eleições presidenciais e legislativas do próximo ano. A coligação formada por figuras da sociedade civil e políticos de relevo foi anunciada na quinta-feira, 18 de março, em conferência de imprensa realizada em Manila.

Da memória dos sábados e da ausência de escândalo

Os jovens plebeus sempre se aguentaram bem nas suas posições irreverentes, porém respeitadoras do Senhor Patriarca, como era chamado. Pedíamos mais assistentes religiosos que tivessem capacidade de estar com jovens (e como eramos exigentes!, e como nos ficava bem essa exigência que tanto era de fé como de intelectualidade em fase de aprendizagem!), reclamávamos por mais apoio e compreensão da hierarquia.

Relatório sobre abusos sexuais em Colónia acusa dois bispos e mais 200 pessoas, mas iliba cardeal

“Encobrimento sistemático” de crimes de abusos sexuais por membros do clero e leigos da arquidiocese de Colónia (Alemanha), entre 1975 e 2018, revelados esta quinta-feira, levaram o arcebispo, cardeal Rainer Maria Woelki a suspender o seu bispo auxiliar e o presidente do tribunal eclesiástico. Em consequência, também o arcebispo de Hamburgo, envolvido no processo, anunciou a intenção de solicitar ao Papa a sua resignação, com efeitos imediatos.

Comunidade de Bose: Francisco reafirma apoio a delegado pontifício

O Papa Francisco voltou a reafirmar o seu apoio ao delegado pontifício, padre Amedeo Cencini, que nomeou quando, em maio de 2020, ordenou a Enzo Bianchi que se afastasse da comunidade ecuménica de Bose, fundada por este último. Em carta data de 12 de março, só conhecida nesta quinta-feira, Francisco responde a notícias recentes sobre o futuro da comunidade.

“Precariado” e novas explorações laborais atingem quase milhão e meio – e diocese de Braga debate o tema

Precariedade será o tema do último debate do ciclo Nova Ágora, da diocese de Braga, que decorre nesta sexta-feira, 19 de Março, a partir das 21h, e que pode ser acompanhado através dos canais YouTube e Facebook da diocese. Com o título “Precariado: Novas explorações laborais”, o debate conta com a participação da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Rumi, Al-Sistani e o Papa Francisco

A propósito do encontro entre o Papa Francisco e o Ayatollah Ali al-Sistani, no Iraque, traduzo este poema da tradução inglesa sobre o original, que já referia a dificuldade de penetrar nesse mundo interior. Esforcei-me por manter uma fundamentada empatia e um fraseado elegante. Utilizei especialmente as seguintes obras: The Religious Experience of Mankind (Ninian Smart, Collins, 1971); The Message and the Book (John Bowker, Yale University Press, 2012 – donde o poema, p. 156-157):

Ideias e Perplexidades

Que possível ligação poderá haver entre o pensamento do filósofo francês Luc Ferry nos anos 80, o documento final na V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe em 2007 e o texto da Congregação para a Doutrina da Fé, divulgado na passada segunda-feira dia 15 de março? Permito-me uma associação de ideias, para circunstâncias de referência e de polémica, reações constantes e crescentes, nos dias de reflexão que cada vez mais nos são exigidos.

O Mercado e o Templo (1) – Eis porque é útil, aos bancos, uma santidade laica verdadeira

Estamos hoje no meio de uma crise mundial de dimensões não diferentes das grandes crises dos séculos passados. São precisas novas instituições, mesmo financeiras e seguradoras, capazes de gerir durante e no pós-covid, que deixará o mundo ainda mais desigual, com pobres ainda mais pobres. A grande lição da fundação dos Montepios, pelos franciscanos, diz-nos que não sairemos melhores desta crise se não criarmos novas instituições, também financeiras.

Bispos e mais de mil padres na Alemanha contestam a negação do Vaticano à bênção das uniões homossexuais

“Benzi casas, carros, elevadores, terços sem conta e muitas coisas mais, e agora não poderei benzer duas pessoas que se amam? Não pode ser essa a vontade de Deus!” Nestas palavras do vigário-geral da diocese de Speyer (Espira), Andreas Sturm, publicadas na página de Facebook da diocese, ressoa muito da desilusão e incompreensão com que vastos sectores da Igreja na Alemanha estão a reagir à tomada de posição da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF), do Vaticano, vetando a bênção dos homossexuais na Igreja Católica.

Seminário LOC/MTC: Trabalho, o “elo mais fraco” na era digital

O trabalho nesta era digital tornou-se “o elo mais fraco, mais esquecido, invisível e dispensável, embora seja o palco em que se joga boa parte da concretização dos direitos humanos e da dignidade da pessoa humana” – e esse é um dos temas que Américo Monteiro, coordenador nacional da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), refere ao 7MARGENS como tendo sido dos mais significativos nos debates dinamizados durante o seminário internacional que decorreu no último fim-de-semana, 13 e 14 de março.

O pai Abraão tem muitos filhos

Abraão tem muitos filhos. Os judeus reivindicam a herança abraâmica, tal como os cristãos, que se consideram filhos do patriarca no sentido espiritual, e até os muçulmanos preservam a sua memória, considerando-o um dos cinco grandes profetas do islão. A propósito da recente visita do Papa Francisco ao Iraque, e mais especificamente à região de Ur, cheguei a ouvir na comunicação social que Abraão era o fundador das três grandes religiões monoteístas. Puro desconhecimento.

Fragilidade, dignidade e economia

O Papa Francisco convocou todos os católicos e cristãos do mundo e todas as pessoas de boa vontade a aderirem a uma reforma da economia. Para isso, lançou a iniciativa A Economia de Francisco, com o objetivo de repensar a economia a partir dos jovens. A nova economia, proposta por ele, inclui todos, promove a justiça, preserva o ambiente e gera solidariedade. Esta nova conceção da economia parte da convicção de que todas as pessoas, sem exceção, têm uma profunda dignidade, que provém da sua filiação divina.

Torres Queiruga sobre o mal e o sofrimento humano

O teólogo e escritor Andrés Torres Queiruga profere esta terça-feira a partir das 13h de Lisboa uma conferência intitulada “O mistério pascal e a resposta cristã à questão do mal e do sofrimento”, a ver no YouTube.

João Gutemberg, coordenador da Rede Pan-Amazónica: “Uma atitude crítica em relação aos sistemas predatórios da Casa Comum”

Por ocasião do webinar “Rumo a uma Ecologia Integral, da província Compostela (que inclui Portugal) dos Irmãos Maristas, que se realizará na próxima terça-feira, 16 de março, às 17h00 (hora portuguesa), e no qual se pode participar através desta ligação, o 7MARGENS publica uma entrevista da ONGD espanhola Marista SED (Solidaridad, Educación y Desarrollo) ao irmão marista João Gutemberg, diretor executivo da Repam (Rede Eclesial Pan-Amazónica).

Reconhecer a voz de Deus: 7 pistas sobre o que ouvir na oração

“Nem tudo o que nos vem à cabeça vem diretamente de Deus. Claro que toda a oração é mediada pela nossa consciência, mas quando pergunto: “O que vem de Deus e o que vem de mim?” a maioria das pessoas percebe o que quero dizer. Há diferença entre a voz de Deus e a nossa voz.” Como distinguimos, netão, o que é de Deus e o que é da nossa cabeça? No livro Learning to Pray, acabado de publicar nos Estados Unidos, o padre jesuíta James Martin (autor de Jesus – um encontro passo a passo, ed. Paulinas) propõe sete passos para entender “como” ouvir Deus na oração.

Construir fraternidade é uma heresia?

Por muita falta de nobreza de carácter que alguém tenha nunca poderá considerar que possam ser contranatura todos os esforços que se façam por uma maior humanização do mundo. Poderão não dar um passo nesse sentido e até mesmo criar dificuldades para que se alcance esse desígnio, mas, bem no seu âmago, sabem que viver em harmonia é um bem em si mesmo.

Francisco nomeia mais uma mulher para cargo de relevo no Vaticano

O Papa Francisco nomeou esta semana mais uma mulher para um cargo de relevo no Vaticano. Desta vez, foi a irmã Nuria Calduch-Benages, das Missionárias da Sagrada Família de Nazaré e professora na Universidade Gregoriana de Roma, que foi nomeada secretária de um importante organismo, a Pontifícia Comissão Bíblica. A nova secretária é catalã, tem 64 anos, doutorou-se em Sagrada Escritura e participou na Comissão de Estudo sobre o Diaconado da Mulher (2016-2019).

Igreja Católica retoma celebrações na segunda-feira, dia 15

O conselho permanente da Conferência Episcopal Portuguesa decidiu que as celebrações da eucaristia poderão ser retomadas a partir da próxima segunda-feira, 15 de Março, a par com o reinício de algumas actividades públicas e económicas hoje deliberado pelo Governo. No entanto, procissões e vários ritos e tradições das celebrações da Semana Santa e da Páscoa devem ser evitados, dizem os bispos.

Cardeal Bo pede aos militares da Birmânia para deixarem o poder e servirem o povo

O golpe de estado de 1 de fevereiro fez o país regressar ao “pesadelo da repressão militar, da brutalidade, da violência e da ditadura”, declarou nesta quinta-feira, 11 de março, o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Rangum (Birmânia), num vídeo difundido pela Radio Veritas Asia em que apelou aos militares para que “deixem o poder”, servindo o país em vez de serem os seus donos e para que “defendam o povo em vez de o atacar”, noticiou a Asia News.

Bispos japoneses exigem fecho imediato das centrais nucleares

“Em 2011, na sequência do terramoto e do acidente nuclear de Fukushima, pedimos, enquanto crentes que protegem a vida como um dom de Deus, o fecho imediato das centrais nucleares. Infelizmente, cremos que a situação foi, com o tempo, evoluindo em sentido contrário”, escreve em comunicado divulgado a 11 de março a Conferência Episcopal do Japão, que renova a sua exigência de fecho imediato de todas as centrais nucleares do país.

Liderança das mulheres cristãs ainda não é valorizada, sublinha Conselho Mundial de Igrejas

“A liderança das mulheres em algumas igrejas na África não é valorizada. A falta de representação feminina adequada e de líderes femininas altamente qualificadas foi considerada um dado adquirido”, mas “as igrejas ainda funcionam como se estivessem no primeiro século”. A afirmação é da reverenda Lydia Mwaniki, diretora do departamento de Género, Mulher e Juventude da Conferência de Igrejas de Toda a África, numa sessão que, na passada segunda-feira, 8, assinalou o Dia Internacional da Mulher.

A irrelevância de Deus?

Mas o que queria desde já destacar é o que me parece ser um desafio-paradigma (paradigma, pois põe a questão em termos diferentes dos habituais na análise de situações da Igreja): enfrentar o facto de Deus não ser relevante para muita gente. Esta questão da não relevância de Deus parece-me exposta com clareza no texto de apresentação do congresso de Dresden e que é a autoria dos dois teólogos, Mathias Sellmann (Ruhr – Universität Bochum) e Thomas Arnold (Katholische Akademie Dresden), que intervêm no artigo-debate acima referido.

Francisco e o diálogo com o islão: “São decisões tomadas em oração. Não são caprichos.” (E o Líbano à vista…)

O Presidente Biden saudou a “visita histórica” do Papa ao Iraque, que foi “um símbolo de esperança para o mundo inteiro.” Francisco, no regresso a Roma, criticou quem o acusa de raiar a heresia com a aproximação ao islão, disse que pensa numa viagem ao Líbano e confirmou que irá à Hungria – “não ao país, mas à missa” de conclusão do congresso eucarístico…

A gramática do Papa para o futuro do Iraque

Este é o momento de “reconstruir e recomeçar”, disse o Papa Francisco neste domingo, 7 de Março, em Qaraqosh, a cidade do Iraque onde vive o maior número de cristãos, no último dia do programa da sua visita histórica ao Iraque – o regresso a Roma está previsto para a manhã de segunda-feira.

É preciso cuidar mais do planeta, alerta patriarca

É preciso cuidar mais do planeta, a nossa “casa comum”, e “incrementar a consciência de uma origem comum”, disse o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, numa conversa sobre espiritualidade e pandemia, inserida num ciclo denominado “O Mundo de Amanhã”, promovida pelo Público, a propósito dos 31 anos do jornal.

Guardar o jardim do mundo

Nestes tempos em que o início da Quaresma coincide com um estranho confinamento, explicado por uma pandemia que há um ano nos atinge e que vai afetar pelo segundo ano consecutivo a nossa Páscoa, importa recordar mais uma vez o que o Papa Francisco nos afirmou na encíclica Laudato Si’. Esta pandemia será ultrapassada, com mais ou menos esforço, mesmo que tenhamos de continuar a lidar com o vírus.

Francisco no Iraque, dia 2: O “regresso a casa” em Ur, e o terrorismo e violência como traições da religião

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião. E nós, crentes, não podemos ficar calados, quando o terrorismo abusa da religião.” O segundo dia do Papa no Iraque incluiu um encontro histórico e um discurso que pode já ler-se como o mais importante de Francisco – até agora – nesta viagem.

Os lugares do Papa no Iraque: uma viagem de regresso, reencontro e reafirmação de fraternidade

Os lugares da viagem do Papa ao Iraque erguem memórias que abarcam desde o berço da civilização nas planícies do sul da Mesopotâmia e de toda a sua história até ao berço da expansão judaico-cristã, nos vales e montanhas entre a Assíria e a vizinha Arménia. Ali começou a viagem de Abraão, ali Francisco regressa numa visita que traduz o reencontro e a reafirmação da fraternidade. Um percurso pelos lugares da viagem, ao encontro da memória desses lugares.

“Calem-se as armas!” Dignidade, justiça, fraternidade e direitos, os caminhos do Papa no primeiro dia no Iraque

Os dois discursos iniciais de Francisco em terras do Iraque marcaram o dia da sua chegada: apelos dramáticos aos políticos para que se ponha fim à violência, se pacifique a sociedade, e se permita uma vida digna para todos; e pedidos aos responsáveis católicos de que sejam exemplo de serviço, respeito e unidade nas diferenças. E não faltou um tapete das Mil e Uma Noites num dos discursos…

Gana: Violência contra comunidade LGBTQI após comunicado dos bispos

A Rede Global de Católicos Arco-íris (GNRC) divulgou na quarta-feira, dia 3 de março, um apelo urgente “ao Papa Francisco, ao cardeal Secretário de Estado [do Vaticano] Pietro Parolin e ao cardeal Marc Ouellett, prefeito da Congregação para os Bispos, para atuar rapidamente e intervir em nome das pessoas LGBTIQ no Gana”. De acordo com o comunicado, vários ativistas foram presos ou alvo de violência e os escritórios da principal organização de direitos humanos LGBTIQ do país foram encerrados na sequência de declarações recentes da Conferência dos Bispos Católicos do Gana (GCBC).

Paz, esperança e diálogo inter-religioso na viagem histórica do Papa ao Iraque, “berço da civilização” e “terra abençoada e ferida”

A viagem do Papa ao Iraque que se inicia esta sexta-feira, 5, é histórica por várias razões: é a primeira de um líder católico ao país e à “terra de Abraão”, é a primeira de Francisco depois do início da pandemia, inclui o primeiro encontro com um líder muçulmano xiita e a primeira celebração num rito caldeu. E é, sem dúvida, a mais perigosa em termos de segurança. Ou, corrigindo, uma das mais interessantes…

O tempo da Visitação (Pré-publicação do novo livro de Tomáš Halík)

Durante o tempo da Quaresma e Páscoa de 2020, o padre Tomáš Halík, responsável da paróquia universitária de Praga e um dos mais importantes pensadores católicos contemporâneos, foi gravando as homilias relativas aos textos bíblicos da liturgia católica dos domingos e datas festivas. Essas homilias eram depois colocadas na página da paróquia universitária. Do conjunto, resultou o livro O Tempo das Igrejas Vazias. O 7MARGENS apresenta, em pré-publicação, excertos do texto de abertura.

O Karimojong português

O padre Germano Serra, um missionário comboniano português, acaba de publicar o dicionário mais completo da língua karimojong, uma tribo semi-nómada do Uganda por que se apaixonou há quase quatro décadas.

Eternidade

A vida segue sempre e nós seguimos com ela, necessariamente, como se fôssemos empurrados pela passagem inexorável do tempo. Mas enquanto uns aceitam esse empurrão inexorável como um impulso para levantar voo – inclusive até lugares onde o tempo não domina –, outros deixam-se arrastar por ele até ao abismo. Porque quando o tempo não serve para moldar e edificar pedaços de eternidade, ele apenas dura e, portanto, a nada conduz (a não ser à morte), pois a sua natureza é durar, sem mais.

Domingo: um bem cultural a proteger, defendem Igrejas Católica e Protestante alemãs

As duas grandes Igrejas cristãs da Alemanha, a Católica e a Evangélica (protestante), numa declaração conjunta publicada segunda-feira, dia 1 de março, sublinham a importância de continuar a salvaguardar o domingo: “É uma interrupção do quotidiano, um tempo de encontro, um estímulo à vida em comunidade.” É um “bem cultural” importante que merece protecção.

O Iraque que o Papa Francisco vai encontrar

Um país ainda a cicatrizar feridas e que espera por mudanças políticas significativas. A partir desta sexta-feira, o Iraque acolhe o Papa Francisco, que não deixará de apelar ao regresso dos muitos cristãos que deixaram as suas casas, e de dirigir uma palavra de alento aos iraquianos. O olhar do jornalista José Manuel Rosendo.

CNJP contra discriminação dos portugueses ciganos

“Classificar um grupo de pessoas (os ciganos), globalmente, como subsídio-dependentes, parasitas que não querem trabalhar, é injusto e infundado, revela desconhecimento acerca de uma realidade que é múltipla, complexa e diversificada”, defende a Comissão Nacional Justiça e Paz.

CRC promove homenagem a Luís Salgado Matos

O Centro de Reflexão Cristã promove no próximo dia 10 de março um encontro de homenagem a Luís Salgado de Matos, falecido a 15 de fevereiro, autor com um largo contributo para o estudo da história religiosa contemporânea com muitas obras e artigos.

O padre que incitou o Papa Francisco a visitar o Iraque

Em Outubro de 2015, nos arredores de Erbil, no Curdistão iraquiano, o padre Jalal Yako lançava o desafio: “O Papa Francisco que venha ao Iraque!”. Um desafio e simultaneamente um pedido, em nome da esperança que os cristãos (e outras comunidades) iraquianos precisavam de ter, face ao sofrimento que estavam a passar.

Contemplação deve ser cultivada na universidade, defende cardeal Tolentino Mendonça

Para fazer frente à “mudança epocal” requerida pela pandemia, será necessário criar um “vocabulário do futuro” que passa por duas palavras a que a Universidade terá de prestar atenção: contemplação e cuidado. A proposta vem do cardeal José Tolentino Mendonça, no discurso proferido no ato de receção do Prémio Universidade de Coimbra, com que esta instituição o quis homenagear.

“Os Perdigotos”: aprender a fé em campos de férias

A iniciativa foi de duas alentejanas, Ana Bettencourt e Mariana Medeiro, uma de Beja e outra de Serpa. “Sabíamos que já existiam bastantes grupos que realizavam este tipo de campos de férias católicos, e já tínhamos participado em peregrinações com esses grupos, mas não havia nenhum na nossa região.”

Negros católicos americanos não se sentem acolhidos na Igreja

“Durante anos, os negros tiveram de lutar sozinhos por uma presença nas comunidades católicas, porque o conjunto da Igreja tratou-os como inexistentes ou, pior ainda, agiu ativamente para reprimir a sua presença mostrando uma total falta de interesse quanto a existirem, ou não, católicos negros” afirmou o padre Bryan Massingale.

Padre Armindo Marques Garcia: um homem na minha vida

Éramos ainda adolescentes e ele era o nosso ídolo. Tinha pouco mais de dez anos do que nós. Uma diferença que o tornava suficientemente respeitável, mas igualmente próximo, muito próximo. E tinha um ar juvenil, surpreendentemente jovem, que, de resto, conservou durante toda a vida.

Conferência sobre Desarmamento 2021: Santa Sé avança propostas concretas

Ligar a segurança nacional à acumulação de armas é “uma falsa ‘lógica’ e facilita a desproporção entre os recursos em dinheiro e inteligência dedicados ao serviço da morte e os recursos dedicados ao serviço da vida”, afirmou o secretário da Santa Sé para as Relações com os Estados, arcebispo Paul Richard Gallagher.

Cardeal Tolentino vence Prémio Universidade de Coimbra

O Prémio Universidade de Coimbra foi atribuído ao cardeal José Tolentino Mendonça, anunciou a instituição nesta quinta-feira, 25. O reitor, Amílcar Falcão, referiu-se ao premiado como “uma figura ímpar, uma pessoa de cultura com uma visão social inclusiva.”

Recolha de bens e fundos para Pemba continua em Braga até 31 de março

O Centro Missionário Arquidiocesano de Braga – CMAB decidiu prolongar até 31 de março a campanha para recolha de bens a enviar para Moçambique, onde serão geridos e distribuídos pela Diocese de Pemba, para apoiar “o meio milhão de pessoas deslocadas que fogem das suas aldeias atacadas por um grupo sem rosto.

Começou a distribuição de vacinas aos países mais pobres através da OMS

As vacinas contra a covid-19 começaram a chegar nesta quarta-feira ao Gana, que se torna o primeiro entre os 100 países mais pobres do mundo a receber doses de imunização contra a doença, fornecidas pela iniciativa Covax. Enquanto isso, o Vaticano e outras entidades relgiiosas pedem a libertação das patentes, para que as vacinas sejam produzidas em maior quantidade e cheguem mais rápido aos países mais pobres. 

Quaresma: tempo para renovar a fé, a esperança e a caridade

Começou o tempo da Quaresma. Tempo favorável (cfr. Isaías 49,8) e de conversão proposto, todos os anos, aos cristãos. É um tempo muito especial por culminar no acontecimento mais importante do cristianismo: a celebração da Páscoa. A sensação que se pode apoderar de muitos de nós é que se trata de mais um tempo ritual sem consequências de mudança na vida dos seus destinatários e, por eles, na da Igreja em geral.

Assembleia do Conselho Mundial irá debater papel das Igrejas em tempo de pandemia

“As igrejas necessitam agora encontrar juntas, num movimento ecuménico renovado pelo bem do mundo, uma voz mais pública para falar de uma esperança (…) que leve a construir um mundo melhor que o mundo tão profundamente modelado pelo materialismo, o individualismo e o consumismo, um mundo onde se repartam os recursos, se abordem as desigualdades e se estabeleça uma nova dignidade entre nós e connosco.”

Conselho Ecuménico das Igrejas lança campanha quaresmal pela água

A campanha de quaresma do Conselho Mundial das Igrejas (CMI) será este ano centrada sobre a América do Norte, anunciou a organização na Quarta-Feira de Cinzas, 17 de fevereiro. Desde 2008 que o Conselho aproveita o facto de o Dia Mundial da Água (22 de março) ter sempre lugar durante o período quaresmal para organizar, a nível mundial, a campanha “Sete Semanas pela Água”.

Franz Jalics, in memoriam: a herança mais fecunda

Correr-se-ia o risco de passar despercebido o facto de ser perder um dos mais interessantes e significativos mestres da arte da meditação cristã do século XX, de que é sinal, por exemplo, o seu reconhecimento como mestre espiritual (a par de Charles de Foucauld) pela conhecida associação espanhola Amigos del Desierto, fundada por Pablo d’Ors.

Abusos sexuais: dois anos após cimeira Igreja ainda tem muito por fazer

“Ainda existem hoje lugares onde a Igreja continua a negar a evidência dos abusos sexuais perpetrados e a proteger os violadores. São lugares em que não fazemos o necessário para apurar responsabilidades quando se descobre que um bispo encobriu abusos, ou recusou registá-los” afirmou o jesuíta Hans Zollner.

A debilidade de Deus

Praticamente todas as religiões monoteístas, e especialmente as abraâmicas, quando falam catafaticamente acerca de Deus, referem-se a Ele várias vezes como sendo Omnipotente, Todo-Poderoso. Acontece que nas nossas sociedades pós-modernas altamente secularizadas e perante a constatação de ocorrências de catástrofes naturais, do sofrimento e da morte, é por vezes difícil conciliar essa cosmovisão de um Deus bom e que tudo pode.

Uma Quaresma para mudar a forma de pensar e cuidar dos mais fracos, propõem os cristãos da Amazónia e o Papa

É preciso mudar a nossa forma de pensar e de agir em relação à nossa ‘casa comum’ e em relação a todos os seus habitantes, especialmente os que mais sofrem do abuso do poder político e económico.” É desta forma que o padre jesuíta brasileiro Adelson Araújo dos Santos, aponta o horizonte para a reflexão dos cristãos neste tempo de Quaresma, iniciado nesta Quarta-Feira de Cinzas, 18 de Fevereiro.

Estar com a Irmã Maria Domingos

À saída, acompanhava-me quase sempre para lá da porta do mosteiro. Pisava a rua e era nessa altura que, habitualmente, me contava algumas das suas aventuras em busca do Amor, desde a adolescência, à passagem pelo mosteiro em Fátima, onde iniciou a vida de monja, até ao mosteiro em França, lugar de que me falava com entusiamo sobre descobertas que considerava fundamentais.

Águas contaminadas de Fukushima não podem ser lançadas no Pacífico, alerta a Igreja Católica

As comissões de Justiça e Paz e Meio Ambiente das conferências episcopais do Japão e da Coreia do Sul acabam de dirigir uma carta ao primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, manifestando-se contrárias à intenção das autoridades japonesas de lançar no oceano Pacífico as águas contaminadas e armazenadas na central de Fukushima desde o desastre nuclear em 2011, na sequência de terremoto.

Palmirinha – Bolbos, socas e Deus

A Ir. Maria Domingos deixou-nos nesta segunda-feira, 15, ao meio dia, na hora que marca a passagem da manhã para a tarde, como se o dia se pudesse dividir em dois. Impossível. O Sol vai-se levantando e depois tombando, devagarinho, até se deitar. Mas o zénite, implacável, revelou-se. Parou ao meio dia, para a Domingos se despedir.

Pin It on Pinterest

Share This