Apelo internacional

Cruz Vermelha quer levar ajuda urgente às vítimas das cheias no Brasil

| 25 Mai 2024

Imagens aéreas das cheias na cidade de Canoas, Rio Grande do Sul, captadas no dia 5/5/2024, no sobrevoo do Presidente da República, Lula da Silva.

 Foto © Ricardo Stuckert / PR, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons.

05.05.2024 – Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante Sobrevoo em Canoas, Canoas – RS.


Foto: Ricardo Stuckert / PR

 

Com o objetivo de “aumentar a assistência humanitária às comunidades afetadas pelas devastadoras inundações no Rio Grande do Sul, no Brasil”, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) lançou um “apelo de emergência de cerca de oito milhões de euros”, anunciou a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), na última quarta-feira, 22 de maio.

Os serviços de comunicação desta organização humanitária em Portugal recordam que estas inundações, “sem precedentes, afetaram dois milhões de pessoas nas zonas rurais e urbanas, enquanto o número de pessoas deslocadas ultrapassou os 620 mil, com mais de 81 mil alojados em escolas, ginásios e outros abrigos temporários”. Estes números, acrescenta a mesma fonte, “podem aumentar, tendo em conta que os danos ainda estão a ser avaliados em algumas áreas remotas ou isoladas”.

Além disso, aquele Estado brasileiro “está novamente em alerta, com o risco das águas subirem para níveis recordes na capital, em Porto Alegre”, onde “mais de 80 por cento dos moradores não têm água canalizada”, e onde “cinco das seis estações de tratamento de água da cidade não estão a funcionar e as autoridades locais decretaram que a água seja usada, exclusivamente, para consumo essencial”.

Através deste apelo de emergência, a rede global da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho pretende apoiar, “durante os próximos 12 meses, 25 mil pessoas que perderam as suas casas e necessitam urgentemente de assistência, especialmente famílias monoparentais de crianças com idades inferiores a cinco anos, idosos e pessoas com deficiência”.

Segundo Daniel Bolanos, chefe da Delegação do Cone Sul da FICV, cuidar da saúde das vítimas é uma das prioridades: “No imediato, vamos concentrar-nos no cuidado da saúde física e mental das pessoas mais vulneráveis, garantindo-lhes o acesso à água, incluindo informação e meios para realizar a desinfeção doméstica da água e distribuindo artigos de limpeza e higiene, cobertores, lâmpadas solares e aconselhamento sobre prevenção de doenças.” “A recuperação das cheias levará, pelo menos, um ano e a Cruz Vermelha está pronta para coordenar, com as próprias comunidades afetadas, o que precisa de ter prioridade e quais as formas de lidar com isso ao longo do tempo”, acrescentou o responsável.

 

Texto redigido por Juliana Batista/revista Fátima Missionária, ao abrigo da parceria com o 7MARGENS.

 

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo” novidade

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This