Inscrições abertas

Curso internacional sobre discernimento, tomada de decisão e sinodalidade

| 3 Jul 2022

Homepage do Boston College

 

Abre esta segunda-feira, 4 de julho, o curso internacional multilingue sobre sinodalidade, com patrocínio de instituições reconhecidas, centrado no tema “Discernimento comum e tomada de decisões numa Igreja sinodal”.

Da responsabilidade direta da Escola de Teologia do Boston College, este curso de frequência gratuita é realizado em seis línguas, entre os quais o português, e tem ainda as inscrições abertas.

Não há propriamente aulas, mas sim um programa assente em vídeos e materiais de apoio, que podem ser consultados de acordo com a disponibilidade dos cursistas, ao longo do mês de julho. Os organizadores referem que a frequência de cada módulo requer pelo menos três horas de trabalho.

Neste momento, encontram-se já disponíveis os vídeos correspondentes ao primeiro módulo (semana 1), cujo programa se debruça sobre o sub-tema “Do discernimento conjunto à construção de consenso”.

De acordo com a informação dos organizadores, é este o itinerário proposto no curso:

A primeira semana oferece alguns critérios que ajudarão a avaliar e aprofundar a teologia e a prática do discernimento comum e da construção de consensos eclesiais. A segunda semana aborda a elaboração e a tomada de decisões na Igreja, que “constitui um dos grandes desafios para um novo modelo institucional”. A terceira e última semana oferece reflexões sobre liderança e governança na Igreja. Todos os temas são fundamentados na tradição cristã aprofundada à luz do Concílio Vaticano II e lidos a partir de contextos eclesiais diversificados.

Em cada sub-tema, além de uma conferência de fundo e de palestras de aprofundamento, haverá sempre lugar à apresentação de experiências de diferentes continentes.

Entre as entidades patrocinadoras encontram-se os conselhos de conferências episcopais da América Latina, Europa e Ásia e as uniões de superiores gerais.

 

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia novidade

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This