Adiamento

Início do curso sobre mística cristã será em Maio

| 7 Fev 2022

Hildegarda de Bingen, uma das mais destacadas místicas medievais. Iluminura do Liber divinorum operum

 

A mística e a poesia, os estudos filosóficos sobre a mística e a mensagem e impacto das figuras místicas ao longo da história do cristianismo são alguns dos temas de um curso livre sobre Mística e Místicos no Cristianismo que se iniciará dia 5 de Maio e decorre até 29 de Setembro, promovido pela área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona.

O programa inclui ainda temas como os místicos portugueses, a história da mística, a mística e a afectividade, os elementos constitutivos do misticismo cristão e os tipos de experiência mística cristã.

Sendo o fenómeno místico objecto de “múltiplas abordagens que interessam não só à teologia e à ciência das religiões, como à psicologia, à psicopatologia e até mesmo à psicofísica”, o curso propõe-se, assim, estudar fenómenos como a levitação, a estigmatização ou o êxtase que, sendo considerados extraordinários e até provas de santidade ou de união inédita com Deus, acabam por ter influência em muitas correntes espirituais.

“Conhecer a mística cristã, na história do cristianismo, na reflexão teológica e espiritual, na centralidade da pessoa e do mistério de Cristo, na exegese bíblica, na cultura, na linguagem e na simbólica” é outro dos objectivos do curso. A par da ideia de “conhecer a teologia ascética, mística e espiritual cristã, conhecer os místicos e os desafios que lançaram ao cristianismo e interpretar os fenómenos místicos”.

“Com origem no termo grego ‘ocultar’, a mística cristã tem três dimensões”, explica-se na apresentação do curso: “a bíblica refere-se a interpretações ocultas ou alegóricas das Escrituras; a litúrgica refere-se à presença de Cristo na Eucaristia; e a espiritual, o conhecimento contemplativo, ensinando verdades espirituais inacessíveis apenas por meio do intelecto.”

As sessões do curso decorrem sempre aos sábados, das 19h00 às 22h00.

 

(Notícia actualizada dia 9, às 12h20, depois de a organização ter comunicado nova data de início do curso.)

 

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança”

Tolentino recebeu Prémio Pessoa

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança” novidade

Na cerimónia em que recebeu o Prémio Pessoa 2023 – que decorreu esta quarta-feira, 19 de junho, na Culturgest, em Lisboa – o cardeal Tolentino Mendonça falou daquela que considera ser “talvez a construção mais extraordinária do nosso tempo”: a “ampliação da esperança de vida”. Mas deixou um alerta: “não basta alongar a esperança de vida, precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança e a deseje fraternamente repartida, acessível a todos, protagonizada por todos”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

E Jesus, estaria ele no Tik Tok?

7MARGENS/Antena 1

E Jesus, estaria ele no Tik Tok? novidade

“Falar Piano e Tocar Francês” é o título do livro do maestro Martim Sousa Tavares. Arte, música, cultura, paixão e mediação são temas do livro e pretextos para a conversa no programa 7MARGENS, da Antena 1. Que começa por uma pergunta: e Jesus, estaria ele hoje no Tik Tok?

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This