Orçamento do Vaticano para 2022

Défice de 37 milhões, mais verdade e maior transparência na Santa Sé

| 28 Jan 2022

Juan Antonio Guerrero Alves foto vatican newssociety of jesus

Juan Antonio Guerrero Alves sublinhou que o orçamento de 2022 consolidará as contas de 90 entidades dependentes do Vaticano, caminhando para “a honestidade e a transparência nas questões financeiras”. Foto © Vatican News / Society of Jesus.

 

O orçamento do Vaticano para o corrente ano prevê um défice de 37,1 milhões de euros, revelou o padre Juan Antonio Guerrero Alves, prefeito da Secretaria de Economia, em entrevista publicada no Vatican News nesta sexta-feira, 28 de janeiro.

Guerrero sublinhou que o orçamento de 2022 consolidará as contas de 90 entidades dependentes do Vaticano e não apenas as 60 anteriores, caminhando, assim, para “a honestidade e a transparência nas questões financeiras”.

O alargamento do perímetro de consolidação orçamental permite tornar pública uma visão mais próxima da realidade composta por todas as instituições dependentes da Santa Sé. No orçamento para 2022, “foram incluídas as entidades que, embora não sejam propriamente dicastérios ou a Cúria Romana, são propriedade da Santa Sé ou dependem e estão sob a sua responsabilidade financeira”, referiu Guerrero, explicando por que razão a despesa orçamental passa dos 300 milhões de euros em 2021 para um pouco mais de 800 milhões este ano. Quando forem incorporadas mais três instituições que por razões técnicas ainda ficaram “de fora” em 2022, a despesa atingirá os mil milhões de dólares.

 

Óbolo de São Pedro: seis anos a cair

Estas alterações visam garantir “mais visibilidade, mais transparência e mais controlo” sobre as contas do Vaticano, que vêm acumulando défices nos últimos anos.  É por isso que, tendo apenas em consideração as 60 entidades (aquelas que segundo Guerrero compõem a Cúria), “as despesas previstas para este ano atingem um novo mínimo histórico, ficando pelos 289 milhões de euros em comparação com os 293 milhões do ano passado: uma redução de quatros milhões de euros”.

Uma das receitas que mais tem caído nos últimos anos tem sido o “óbolo de São Pedro” – a recolha de fundos que tem lugar em todo o mundo a 29 de junho de cada ano e que se destina a financiar o apoio concedido pelo Papa a ações de caridade, mas também a financiar as estruturas do Vaticano e as nunciaturas.

“Se em 2020 o total do óbolo de São Pedro arrecadado foi de 44 milhões de euros, em 2021 não deve ultrapassar os 37 milhões”, disse Guerrero. Esta redução seguiu-se a “uma queda de 23% entre 2015 e 2019”, voltando a reduzir-se em “18% em 2020, o primeiro ano da pandemia”.

 

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC

Mensagem e conferência online

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC novidade

“Num mundo em conflito, com profundas desigualdades e ambientalmente insustentável, o trabalho digno representa o caminho para a paz e a justiça social”, defende o Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos, na véspera do Dia Internacional pelo Trabalho Digno, que se assinala  a 7 de outubro. A mensagem foi divulgada em Portugal pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos, nesta quinta-feira, 6, data em que dinamiza, pelas 21 horas, uma videoconferência subordinada ao tema “Trabalho digno para todos”.

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche

Argentina

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche novidade

Os líderes de diferentes Igrejas cristãs de Bariloche (cidade na região da Patagónia Argentina) apelaram esta quarta-feira, 5, à busca de vias de diálogo e de paz, depois de no dia anterior as forças policiais federais terem iniciado uma operação de desalojamento de uma comunidade indígena mapuche, recorrendo ao uso de gás lacrimogéneo e balas de borracha, e que resultou na detenção de pelo menos dez pessoas, entre elas uma mulher grávida e cinco menores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Dia 4 de outubro

Filme “A Carta” exibido em Campo de Ourique

O documentário “A Carta” que relata a história da Encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco vai ser exibido no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo na terça-feira, dia 4 de outubro, às 21h15.

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha

Em causa disputa sobre o Caminho Sinodal alemão

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha novidade

O cardeal Kurt Koch, prefeito do Dicastério para a Unidade dos Cristãos, cancelou a sua visita à Alemanha, depois do bispo Georg Bätzing, presidente da Conferência Episcopal daquele país, ter dito que ele não seria bem-vindo enquanto não tornasse público um pedido de desculpas pelas afirmações feitas no final de setembro contra o Caminho Sinodal alemão, noticia o jornal católico The Pillar na sua edição de 3 de outubro.

Silêncio: devolver à vida a sua beleza

Livro de oração

Silêncio: devolver à vida a sua beleza novidade

Será um passo paradoxal falar do silêncio: afinal, ele será rompido para que dele se fale. Mas sabemos, na nossa experiência quotidiana, como a ausência de reflexão pode ser sinónimo, não de silêncio, mas de um adormecimento nos ruídos, distrações e imagens que constantemente nos interpelam.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This