Channel 4 exibe documentário

Descoberta a “Capela Sistina dos Antigos”

| 3 Dez 2021

A Capela Sistina dos Antigos: mãos com diversos traços e formas, que aparecem em diversos murais em Cundinamarca e Boyacá. Foto © GIPRI Colômbia.

 

O canal televisivo britânico Channel 4 vai exibir dia 12 de dezembro um documentário sobre um dos maiores sítios de arte rupestre pré-histórica descoberto no ano passado no centro-sul da Colômbia a cerca de 400 quilómetros da capital, Bogotá, em plena floresta amazónica e já conhecida como A Capela Sistina dos Antigos, noticiou The Guardian na sua edição de 29 de novembro.

A edição em língua portuguesa de dia 4 de dezembro de 2020 da radiotelevisão alemã Deutsche Welle classificava a descoberta arqueológica como sendo algo de “tirar o fôlego”, por serem pinturas a céu aberto que se estendem por “uma superfície de quase 12 quilómetros” com “dezenas de milhares de imagens de animais e humanos”.

Muitas das pinturas representam animais extintos no território da América do Sul há mais de 12.000 anos. As pinturas rupestres de Foz Côa serão anteriores, pois algumas estão datadas de 20.000 anos AC.

A Capela Sistina dos Antigos situa-se na Serranía de la Lindosa, zona durante muitos anos controlada pelos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), o que impediu descobri-la e inventariá-la mais cedo. 

A Capela Sistina dos Antigos. Foto © GIPRI Colômbia.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Mata-me, mãe

Mata-me, mãe novidade

Tiago adorava a adrenalina de ser atropelado pelas ondas espumosas dos mares de bandeira vermelha. Poucos entenderão isto, à excepção dos surfistas. Como explicar a alguém a sensação de ser totalmente abalroado para um lugar centrífugo e sem ar, no qual os segundos parecem anos onde os pontos cardeais se invalidam? Como explicar a alguém que o limiar da morte é o lugar mais vital dos amantes de adrenalina, essa droga que brota das entranhas? É ao espreitar a morte que se descobre a vida.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This