Desempregados são 400 mil e há 6000 casais com as duas pessoas atingidas

| 17 Dez 20

Desemprego Portugal Novembro 2020

Mais de 6.000 casais portugueses tinham, no final de novembro, os dois membros do casal inscritos nos centros de emprego, o que representa um aumento de praticamente 16 por cento relativamente ao mês homólogo de 2019. Em relação a outubro último, estes dados significam, no entanto, um ligeiro decréscimo (1,5 por cento). Os dados foram divulgados esta quinta-feira pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Os casais na situação de duplo desemprego têm direito a uma majoração de 10 por cento do valor da prestação de subsídio de desemprego, nos casos em que tenham dependentes a cargo.

O IEFP acaba de divulgar também estatísticas relativas a novembro que indicam que o número de desempregados inscritos nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas era de 398.287 pessoas. Este número representa mais 30,2 por cento do que aquele registado em novembro de 2019 e menos 1,3 do que em outubro último.

Entre os grupos profissionais mais afetados pelo desemprego no Continente, salientam-se, por ordem decrescente, os trabalhadores não qualificados (24,9%); trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção, segurança e vendedores (23%); e pessoal administrativo (11,6%).

Quanto à origem do desemprego, dos 339.138 desempregados que, no final do mês em análise, estavam inscritos como candidatos a novo emprego, 72,6% tinham trabalhado em atividades do sector dos “serviços”, um óbvio reflexo do impacto da pandemia de covid-19.

 

Roma, temos um problema, e este livro ajuda a entendê-lo

Abusos sexuais na Igreja

Roma, temos um problema, e este livro ajuda a entendê-lo novidade

Roma, Temos um Problema pode ser apresentado em quatro partes, assumidas aliás pela organização que o autor lhe dá: um primeiro levantamento histórico; uma segunda parte sobre casos marcantes a nível internacional, incluindo alguns pouco conhecidos; e uma terceira parte sobre os casos portugueses até agora vindos a público. Em síntese, faz-se uma descrição e análise de causas e consequências sobre o que aconteceu em 20 séculos de história do cristianismo (sobretudo ocidental).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma Teofania nos corações humanos

Uma Teofania nos corações humanos novidade

A Epifania é celebrada pelas Igrejas Ortodoxas a 6 de Janeiro no calendário Juliano (19 no calendário Gregoriano), 12 dias após a Festa do Natal. A banalização da festa do Natal inscreveu-a no imaginário do espírito humano, sobrevalorizando-o e operando a sua dessacralização em detrimento do Espírito de Deus.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This