Ano de S. José em Coimbra

Dia do Ambiente assinalado com plantação de cedro do Líbano

| 8 Jun 21

Plantação de um cedro do Líbano como forma de homenagear S. José no Dia Mundial do Ambiente, na paróquia de S. José, em Coimbra. Foto: Direitos reservados.

 

A Paróquia de S. José (Coimbra) assinalou, no passado sábado, o Dia Mundial do Ambiente com a plantação de um cedro do Líbano no jardim junto à igreja. Um momento que contou com a presença de Helena Freitas, professora do Departamento de Botânica da Universidade de Coimbra, e de um grupo de crianças da catequese, do Grupo ASJ – Adolescentes de São José e de vários paroquianos.

Helena Freitas falou à jovem plateia da “necessidade de preservar as espécies em extinção e de combater as alterações climáticas, que põem em causa a sobrevivência dessas mesmas espécies”, e lembrou as palavras do Papa Francisco, segundo as quais a “nossa vida está ligada à dos outros: todos dependemos uns dos outros”.

No diálogo aberto com a professora, e conforme comunicado enviado ao 7MARGENS, “o lince ibérico e o urso polar foram alguns dos exemplos de espécies a proteger destacados pelas crianças, que demonstraram ser excelentes guardiães da Natureza e conhecer as regras básicas de proteção do planeta”. Usar cada vez menos plástico, não deitar lixo para o chão, cuidar das árvores, comer bem e utilizar energias não poluentes foram apenas alguns dos conselhos deixados pelos mais novos, segundo indica o mesmo comunicado.

A iniciativa terminou com a plantação do cedro, um gesto simbólico que se insere no conjunto de iniciativas com que a paróquia tem vindo a assinalar este ano dedicado ao seu patrono e em que “não poderia ficar esquecida a questão ambiental, tão atual e preocupante na nossa vida coletiva”, conclui o comunicado.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O outro sou eu

O outro sou eu novidade

Há tanto que me vem à cabeça quando penso em Jorge Sampaio. Tantas ocasiões em que o seu percurso afetou e inspirou o meu, quando era só mais uma adolescente portuguesa da primeira geração do pós-25 de Abril à procura de referências. Agora, que sou só uma adulta que recusa desprender-se delas, as memórias confundem-se com valores e os factos com aspirações.

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados

Líbano tem novo Governo

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados novidade

O novo Governo do Líbano, liderado pelo muçulmano sunita Najib Mikati, obteve nesta segunda-feira, 20 de setembro, o voto de confiança do Parlamento. A nova estrutura de Governo reflete na sua composição a variedade do “mosaico” libanês, nomeadamente do ponto de vista das diversas religiões e confissões religiosas, mas os siro-católicos dizem ter sido marginalizados.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This