Guerra da Ucrânia

Diálogo entre Papa e Cirilo “muito difícil”

| 9 Ago 2022

Papa Francisco em videoconferência com patriarca cirilo a 16 março 2022 foto facebook de antonio spadaro sj

Papa Francisco em videoconferência com patriarca Cirilo, a 16 de março de 2022. Agora, um eventual encontro está afastado. Foto do Facebook de Antonio Spadaro sj.

 

O diálogo entre o Papa e o patriarca Cirilo está cada vez mais difícil, admitiu o secretário de Estado da Santa Sé, Pietro Parolin. Previsto para o passado mês de junho, e a realizar-se em Jerusalém, Parolin garante que o encontro entre Francisco e Cirilo “foi suspenso porque não se chegou a um entendimento”, descreveu em entrevista à revista geopolítica italiana Limes, citado pela Vida Nueva Digital.

“O maior desejo do Papa e, portanto, a sua prioridade, é que através das suas viagens possamos atingir um benefício concreto”, apontou o cardeal Parolin.

Nesse sentido, a intenção do Papa de viajar até Kiev visa “trazer conforto e esperança” às populações afetadas pela guerra. E Francisco também estava, de acordo com Parolin, disposto “a ir a Moscovo se as condições fossem realmente úteis para alcançar a paz”. No entanto, o diálogo entre o Vaticano e a Rússia está a tornar-se “mais difícil”. “Avança em pequenos passos”, notou o cardeal responsável pelas relações externas da Santa Sé. Esse diálogo “vive fases flutuantes”, mas ainda “não parou”. destacou.

Uma paz duradoura

O que está para já descartado é o encontro que ocorreria em Jerusalém, previsto para junho passado, entre Francisco e Cirilo, pois, como explicou Parolin, “não teria sido alcançado um entendimento e o peso da guerra em curso tinha-o condicionado em demasia”.

O problema, adianta o cardeal, é o que não se consegue antecipar no futuro. “Acho que ainda não somos capazes de prever ou calcular as consequências do que está a acontecer”, reconheceu. “Milhares de mortes, cidades destruídas, milhões de pessoas deslocadas, o ambiente natural devastado, o risco de fome por falta de trigo em muitas partes do mundo, a crise energética”, descreveu Parolin, convicto de que “a única resposta possível, o único caminho viável, a única perspetiva viável é parar as armas e promover uma paz justa e duradoura”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores