Do Minho a Compostela a pé

Diário de Caminho (1): Fazermo-nos pontes

| 5 Mar 2024

1o sinal de indicação do caminho que vi, em Valença. Foto © Cláudio Louro

O primeiro sinal de indicação do caminho que vi, em Valença. Foto © Cláudio Louro

 

Gare do Oriente. 7h09. É hora de partir no Alfa, rumo à aventura do Caminho. É a primeira vez que o trilho. Há sete anos saboreei pequenos troços, em grupo.

Cheguei a Viana com entusiasmo e aquela sensação de vida a desabrochar. Por um lado, é abissal a sensação de “e agora?”.

Sei que somos chamados a abrir caminhos e a atravessar pontes, ou melhor, fazermo-nos pontes, rumo à outra margem. Chego a Tuí. No próximo dia, nova folha por desenhar.

 

Início do registo do diário de Caminho de Santiago, de Cláudio Louro

Início do registo do diário de Caminho de Santiago de Cláudio Louro.

 

Cláudio Louro é animador pastoral e professor de Educação Moral e Religiosa Católica; nas horas livres volta ao universo da música e do teatro musical com os amigos e considera-se atualmente em estado de caminho.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This