Diários de quarentena (33): Registar o tempo que passa

| 19 Abr 20

Dizem os historiadores que a Guerra da Secessão (1861-64) é a primeira sobre a qual se sabe muito, se pode investigar e conhecer imenso. Porquê? Porque, ao contrário do que se passara em anteriores conflitos, nela muitos soldados e baixas patentes sabiam escrever. E escreveram. Diários, cartas e outros textos. Sobretudo cartas. Durante a guerra e nos anos posteriores. Um enorme registo de emoções, razões, expetativas, interpretações, sofrimentos e alegrias.

Hoje, confinados em suas casas, por todo o mundo milhares de artistas e autores experimentam o que mais tarde dará origem a obras de arte que nos ajudarão a questionar estes tempos e a dar-lhes sentido. Alguns textos publicados em jornais e revistas, algumas fotografias e alguns vídeos a que temos acesso, dão-nos já notícia desse fervilhar artístico que dentro das casas fermenta (era, dantes, nos cafés!…).

Compete a cada um de nós gravar o seu registo destes tempos. Nem tweets, nem SMS, nem outros do género. Registo para mim. Escrita lenta como o passar deste tempo. A verdade dos dias, tal como a vivo, sinto e penso. Escrita para que os dias não passem todos iguais, esfumando-se numa não memória nevoenta, baça e pardacenta. Hoje todos sabemos escrever. Mas não escrevemos, limitamo-nos a enviar telegramas, linguagem cifrada, fragmentos desconexos. Precisamos de regressar ao diário, aos diários. Aos três parágrafos que condensam o acontecido, o vivido e o sabor de cada dia. Para que possamos recordar, sem mistificações avulsas, o que vivemos nestes tempos absolutamente extraordinários. E para constituir esse acervo único que um dia entregaremos aos que vão estudar, recriar, repensar estes dias e sobre eles criarem as obras de arte que mais do que cada um de nós dirão a verdade deste tempo.

Caderno Diário. Jorge Wemans

Foto © Jorge Wemans.

Jorge Wemans, jornalista e membro da equipa editorial do 7MARGENS

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]