Diocese de Tóquio faz campanha contra desperdício de água

| 20 Set 2020

Palácio Imperial. Tóquio. Água. Rio. Fonte

Fonte de água e rio junto do palácio Imperial em Tóquio. Foto © bjornman/Wikimedia Commons

 

A arquidiocese de Tóquio (Japão) lançou uma campanha para que cada pessoa assuma a responsabilidade de poupar e proteger a água, que tantas vezes é “maltratada, poluída e desperdiçada”, colocando em perigo “a sobrevivência e a saúde dos seres humanos”.

“Quando estiver com sede, encha um copo de água até metade e beba. Se for necessário, acrescente mais água.” Um pequeno gesto, aparentemente banal, mas que ajuda a não desperdiçar a nossa “fonte de vida”, diz o apelo da campanha, referida pelo Vatican News.

A arquidiocese preparou mesmo um subsídio litúrgico dedicado ao tema “água, fonte da vida”, que foi divulgado neste mês de Setembro, e que se inspira no documento Aqua fons vitae, do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, divulgado em Março, por ocasião do Dia Mundial da Água, referido na ocasião pelo 7MARGENS.

Nesse texto do Vaticano, os fiéis são convidados à oração e à acção concreta pela salvaguarda dos recursos hídricos, focalizada na protecção da vida em todas as suas formas.

O guião preparado na diocese da capital japonesa propõe pequenos gestos quotidianos, sublinha o valor da “promoção da paz” que a água possui, por ajudar a “uma maior coesão social” convida ao debate sobre a importância de economizar água, sugere visitas a instalações de depuração e distribuição e diz que os recursos hídricos não podem ser possuídos, saqueados, administrados, consumidos e trocados, pois são “um elemento essencial de todas as formas de vida”. Nesse sentido, apela ainda aos cristãos a que se informem sobre a questão da privatização da água e contesta a “privatização do mar, realizada em benefício exclusivo dos grandes agentes económicos” – e que é considerada como “predação do mar”.

Os católicos são ainda convidados a verificar se não há desperdício de água nas suas casas. O texto recorda: “Cerca de dois mil milhões de pessoas no mundo ainda não têm água potável suficiente porque as nascentes estão muito distantes ou muito poluídas” e isso ameaça fortemente sua saúde.

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This