Polónia

Diocese pede desculpa por questionar se vítima de abuso sexual teria tido prazer na relação

| 19 Jan 2022

Foi na igreja de Sta Mª Madalena, Międzybrodzie Bialskie, Polónia, que alegadamente sucederam os abusos referidos. Foto © Petrus Silesius/Wikimedia Commons.

 

A diocese polaca de Bielsko-Zywiec, no sul do país, pediu desculpa pelo facto de o seu advogado ter solicitado ao tribunal que determinasse se um homem, vítima de abuso sexual quando era criança por parte de um padre católico, seria homossexual e se o contacto sexual lhe teria proporcionado prazer, avançou esta quarta-feira, 19, a UCA News.

“Desejamos enfatizar inequivocamente que não procuramos diminuir a responsabilidade do autor que cometeu crimes contra um menor, muito menos culpar a pessoa prejudicada”, afirmou a diocese de Bielsko-Zywiec em comunicado.

Katarzyna Sroczynska, porta-voz da Wounded in the Church (em português, “Feridos na Igreja”), uma organização de defesa das vítimas de abuso, considera que o sucedido mostra como “a Igreja institucional ainda tem um longo caminho a percorrer – precisa de uma mudança total de mentalidade e consciência”.

“Mais uma vez, temos que falar e explicar porque é que a violência sexual contra crianças, sejam quais forem as circunstâncias, é profundamente prejudicial”, concluiu.

 

Polícia da moralidade encerrada no Irão

Protestos a produzir efeitos

Polícia da moralidade encerrada no Irão novidade

A ausência de polícia de moralidade nas ruas de Teerão e de outras grandes cidades iranianas nos últimos meses alimentaram a especulação que foi confirmada na noite de sábado pelo Procurador-Geral do Irão, Mohammad Jafar Montazeri, de que a polícia havia sido desmantelada por indicação “do próprio local onde foi estabelecida”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Um Deus mergulhado na nossa humanidade

Um Deus mergulhado na nossa humanidade novidade

Diante de uma elite obcecada pelo ritualismo de pureza, da separação entre puros e impuros, esta genealogia revela-nos um Deus que não se inibe de operar no ordinário e profano, que não toma preferência alguma acerca daqueles que se assumem categoricamente como sendo corretos, puros de sangue ou mesmo como pertencentes a determinada etnia ou género.

feitos de terra

feitos de terra

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, Domingo II do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 3 de Dezembro de 2022.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This