Direitos Humanos

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

TIJ inicia audiências sobre ocupação israelita de territórios

Segunda-feira, 19 de fevereiro

TIJ inicia audiências sobre ocupação israelita de territórios

Mais de 50 países e três organizações internacionais vão participar nas audiências orais do Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) sobre a ocupação de Israel, que vão ter lugar em Haia entre 19 e 26 de fevereiro. As audiências decorrem de um pedido da Assembleia Geral das Nações Unidas de dezembro de 2022 para que o Tribunal exarasse um parecer consultivo sobre as consequências jurídicas das políticas e práticas de Israel no Território Palestiniano Ocupado.

Faixa de Gaza: 30 cristãos mortos e 10 em risco por falta de tratamento médico

Fundação AIS alerta

Faixa de Gaza: 30 cristãos mortos e 10 em risco por falta de tratamento médico

É cada vez mais difícil a situação da pequena comunidade cristã que permanece na Faixa de Gaza. Desde que os conflitos se intensificaram em outubro, 30 cristãos morreram na região: 17 vítimas de um ataque à paróquia ortodoxa grega onde se encontravam refugiados, duas mulheres assassinadas por franco-atiradores na paróquia católica da Sagrada Família, e 11 devido a doenças crónicas que não puderam ser devidamente tratadas. Com os cuidados médicos em níveis críticos, outros dez cristãos estão atualmente em risco de não sobreviver por falta de tratamento adequado, alerta a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Autoridades indianas “estão a destruir casas, empresas e locais de culto muçulmanos”

Amnistia Internacional denuncia

Autoridades indianas “estão a destruir casas, empresas e locais de culto muçulmanos”

Já é conhecida entre os políticos e pelos meios de comunicação social na Índia como “a justiça dos bulldozers” e não podia ser mais “cruel e chocante”: na sequência de protestos por parte dos muçulmanos contra a discriminação de que têm sido alvo no país, as suas propriedades estão a ser demolidas sem qualquer justificação legal pelas autoridades indianas, naquela que é uma “campanha de ódio contra a comunidade minoritária”, denunciou esta semana a Amnistia Internacional (AI). [Texto de Clara Raimundo]

No Tigré, depois da guerra, a ameaça da fome

Um milhão de refugiados

No Tigré, depois da guerra, a ameaça da fome

Há cada vez mais habitantes de Tigré, no norte da Etiópia, que estão sujeitos a esta dieta drástica: como única refeição diária, uma injera simples – um pão achatado feito de teff, um cereal local. Há já um acordo de paz, mas a realidade de uma população deslocada à força é a de uma fome iminente. Um milhão de pessoas estão retidas em Tigré.

Nicarágua: “Exílio não é sinónimo de liberdade, é crime contra a humanidade”

Carta de religiosos e religiosas na clandestinidade

Nicarágua: “Exílio não é sinónimo de liberdade, é crime contra a humanidade”

Para os religiosos e religiosas nicaraguenses na clandestinidade o exílio a que foram forçados os bispos Rolando Álvarez e Isidoro Mora e mais 17 sacerdotes e seminaristas “não é sinónimo de liberdade”, pelo contrário “é um crime contra a humanidade”. A afirmação é feita numa carta datada de 1 de fevereiro divulgada pelo jornal espanhol Religión Digital no dia 2 de fevereiro.

Myanmar: resistência sobrevive a três anos de terror

Aniversário do Golpe Militar

Myanmar: resistência sobrevive a três anos de terror

Apesar da brutal repressão de que é permanentemente vítima, a resistência organizou no terceiro aniversário do golpe de Estado que colocou a junta militar no poder (1 de fevereiro de 2021), mais uma greve silenciosa nas grandes cidades de Myanmar. Desde 2021 os militares mataram mais de 4.000 civis, mantêm 20.000 pessoas presas e o número de desalojados é agora superior a 2,6 milhões.

Está em curso “um genocídio cristão” na Nigéria, alerta bispo católico

Ataques sucedem-se

Está em curso “um genocídio cristão” na Nigéria, alerta bispo católico

São mais de 86 milhões os cristãos na Nigéria – cerca de metade da população do país – mas o bispo Wilfred Anagbe, que lidera a diocese de Makurdi, acredita que poderão desaparecer completamente nas próximas décadas. Nesta terça-feira, 30, dia em que se soube que novos ataques à comunidade cristã no estado de Plateau deixaram dezenas de mortos, Anagbe estava em Washington DC (EUA) para participar na Cimeira Internacional sobre a Liberdade Religiosa. Num evento paralelo promovido pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, o bispo disse não ter dúvidas: o que está a acontecer na Nigéria é “um genocídio cristão”.

Índia: Cristãos e muçulmanos pressionados a converter-se ao hinduísmo

Campanha "regresso a casa"

Índia: Cristãos e muçulmanos pressionados a converter-se ao hinduísmo

Um grupo de 251 famílias, duas delas muçulmanas e as restantes católicas, correspondente a cerca de mil pessoas, ter-se-á alegadamente convertido à religião hindu no último fim de semana, no estado de Chhattisgarh, no centro da Índia, noticiou uma organização de grupos pró-hindus. Mas o arcebispo católico da região, Victor Henry Thakur, alerta que a informação pode não corresponder à realidade e que se trata de pressão para atingir os cristãos e as suas instituições.

Esfregar sal na ferida

Esfregar sal na ferida

Tenho-me perguntado muitas vezes o que estará na origem da escolha do pior horror nazi como termo de comparação para o que Israel – ou o governo de Netanyahu – está a fazer em Gaza. De onde vem esta facilidade (talvez até: este prazer?) em dizer “Holocausto” quando falamos dos crimes cometidos por Israel? — uma reflexão de Helena Araújo

As seis religiosas sequestradas no Haiti foram libertadas, mas “espiral de violência” no país continua

ONU denuncia

As seis religiosas sequestradas no Haiti foram libertadas, mas “espiral de violência” no país continua

As seis irmãs da Congregação de Sant’Ana raptadas há uma semana por homens armados na capital do Haiti, Porto Príncipe, foram libertadas esta quinta-feira, 25 de janeiro, depois de muitos apelos, incluindo do Papa, para que tal acontecesse. Mas, no mesmo dia em que o sequestro destas mulheres terminava, no Conselho de Segurança da ONU eram apresentados dados preocupantes: ao longo do último ano, houve um  aumento de 122% no número de vítimas diretas da violência de gangues. E a situação tem tendência a piorar.

Extermínio na Faixa de Gaza: não esqueceremos!

Extermínio na Faixa de Gaza: não esqueceremos!

A violência inominável com que as forças armadas israelitas têm levado a cabo o extermínio do povo palestino que habitava Gaza não tem paralelo com qualquer outra guerra contemporânea. A teoria que suporta o genocídio em curso é conhecida e há muito que foi desenvolvida nas altas esferas militares israelitas. Nunca se pensou que pudesse ser levada a cabo. Está a acontecer.

Número de cristãos perseguidos no mundo é o mais alto em 31 anos: ultrapassa os 365 milhões

Relatório Open Doors 2024

Número de cristãos perseguidos no mundo é o mais alto em 31 anos: ultrapassa os 365 milhões

Mais de 365 milhões de cristãos estão atualmente sujeitos a perseguição. O número, só por si, impressiona. E pode impressionar ainda mais se pensarmos que corresponde a um em cada sete cristãos no mundo inteiro… ou seja: quase 15%. Os dados acabam de ser avançados pela organização americana Open Doors, que divulgou esta semana a sua “World Watch List 2024” (uma lista dos 50 países que mais discriminam os cristãos) e deixou o alerta: em 31 anos de registos de perseguição, a tendência tem sido para aumentar, e este foi um ano recorde.

Bispos católicos e anglicanos pedem apoio para requerentes de asilo na Irlanda

Tristes com manifestações de repúdio

Bispos católicos e anglicanos pedem apoio para requerentes de asilo na Irlanda

Os bispos católicos e anglicanos da Irlanda dizem-se “perturbados” e “tristes” com as fortes manifestações que têm ocorrido em algumas cidades portuárias do país, com o objetivo de impedir o acolhimento de requerentes de asilo. Numa declaração conjunta divulgada esta semana, pedem “calma” e lembram que os migrantes “vêm de situações muito angustiantes” e “merecem qualquer nível de ajuda que possa ser oferecido”, mesmo que isso implique “algum sacrifício” da parte de quem acolhe.

Gato por lebre

Gato por lebre

Foi Churchill quem escreveu, em 1933, a propósito do genocídio arménio “a História procurará em vão a palavra Arménia”.  Exprimia assim a sua decepção com o Tratado de Lausanne que, ao firmar a paz com a Turquia, diplomaticamente apagara a referência a esse que foi o primeiro Holocausto do século XX. Decepção não apenas com o texto do Tratado, mas com o manto de esquecimento propositadamente vertido sobre a História em nome de cínicos interesses comerciais e geopolíticos. [Texto de Luís Soares Barbosa]

Pastor cristão condenado a 14 anos de prisão na China

Igrejas domésticas perseguidas

Pastor cristão condenado a 14 anos de prisão na China

Um pastor protestante, líder de uma igreja doméstica na China, foi condenado a 14 anos de prisão por alegado envolvimento em “práticas comerciais ilegais” e dinamização de um xie jiao (em português, culto proibido). A notícia, avançada esta quarta-feira, 16, pela UCA News, refere que a esposa do pastor e outros quatro réus ligados àquela igreja enfrentam igualmente penas de prisão, embora com duração mais reduzida.

Governo da Nicarágua desterra para o Vaticano dois bispos e 15 padres

São já três os bispos exilados

Governo da Nicarágua desterra para o Vaticano dois bispos e 15 padres

Numa operação que se repete nos últimos três meses, o regime de Daniel Ortega, da Nicarágua, acaba de desterrar para o Vaticano cerca de dúzia e meia de clérigos católicos, incluindo dois bispos, um dos quais Rolando Álvarez, que se encontravam detidos como prisioneiros políticos. Segundo informações do Vatican News, a Roma chegaram na madrugada deste domingo, além do bispo Álvarez, mais 18 membros da Igreja Católica, incluindo o bispo de Siuna, recentemente detido, 15 padres e dois seminaristas.

Campos de trabalho escravo libertados no norte de Myanmar

Junto à fronteira com a China

Campos de trabalho escravo libertados no norte de Myanmar

Os grupos armados que lutam contra a junta militar de Myanmar no norte do país, junto à fronteira com a China, divulgaram terem desmantelada uma rede que envolvia 100 mil escravos (41 mil dos quais foram entregues às autoridades chinesas) trabalhando em centros telefónicos de negócios de burla informática que visavam residentes na China, Tailândia e no próprio Myanmar.

Os 13 países onde as crianças mais precisam de ajuda em 2024

UNICEF apela à solidariedade

Os 13 países onde as crianças mais precisam de ajuda em 2024

Do Haiti à Palestina, passando pelo Sudão, pelo Afeganistão ou por Myanmar, chegamos a 2024 com “um número sem precedentes de pessoas a precisar de ajuda”, em particular crianças, assinala a UNICEF – Fundo da ONU para a Infância, nesta terça-feira, 2 de janeiro. A instituição diz ter “capacidade de levar ajuda às crianças em risco e necessitadas”, mas alerta que “a situação de fundos é sombria”, e apresenta a lista das 13 “crises que precisam de mais financiamento para o ano novo”.

Os jovens israelitas que recusam fazer parte do “ciclo interminável de derramamento de sangue”

Enfrentando prisão e assédio

Os jovens israelitas que recusam fazer parte do “ciclo interminável de derramamento de sangue”

Tal Mitnick tem 18 anos e está a cumprir uma pena de 30 dias na prisão porque recusou juntar-se ao exército israelita. Sofi Orr tem 17 e é suposto alistar-se dentro de alguns meses, mas já decidiu que não o fará, apesar dos riscos que enfrenta. Ambos estão inabaláveis na sua convicção: “a violência não resolverá a violência”.

Jacques Delors: Mais do que Europa

1925-2023

Jacques Delors: Mais do que Europa

Conheci Jacques Delors antes de se tornar mito. Foi a militância cristã que acompanhei desde os anos setenta. Conheci-o pessoalmente na passagem dos anos noventa para 2000. Falámos então sobre a herança de Emmanuel Mounier, sobre a Educação para o século XXI e sobre questões candentes na construção europeia, que muito o preocupavam, como o alargamento, o défice democrático e a perda na coesão económica e social. Em outubro de 2000, celebrámos na UNESCO em Paris, com Paul Ricoeur e Guy Coq os cinquenta anos do filósofo do “Traité du Caràctere”. (Um texto de Guilherme d’Oliveira Martins)

Autoridades chinesas impedem pela força celebrações e festejos natalícios

Em cidades próximas de Pequim

Autoridades chinesas impedem pela força celebrações e festejos natalícios

Em pelo menos duas cidades da província de Hebei, as autoridades chinesas recorreram a medidas extraordinárias para impedir a celebração e os festejos de Natal. A Asia News dava conta em despacho de 26 de dezembro de “bloqueios de trânsito e encerramento obrigatório de algumas lojas”, de “proibição, em vários dormitórios universitários, da exposição de quaisquer objetos relacionados com o Natal”, além de “outras medidas massivas de ‘segurança’ adotadas pelas autoridades para desencorajar a participação dos fiéis na noite de Natal”.

Direitos Humanos

Direitos Humanos

O 75º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebrado no passado dia 10 de dezembro, foi associado numa nota da comissão executiva da assembleia das comissões Justiça e Paz europeias (Justiça e Paz Europa) ao 60º aniversário da encíclica do Papa São João XXIII Pacem in Terris, a qual foi publicada em 11 de abril de 1963. (Pedro Vaz Patto)

Nós e os outros: o “grande problema” no inverno do mundo

Nós e os outros: o “grande problema” no inverno do mundo

O grande desafio da educação para a paz passa por olhar o outro, os outros – pessoas, grupos, povos – como enriquecimento, em vez de ameaça; querer conhecer melhor as suas culturas e anseios, em vez de me fechar numa atitude autorreferencial; “escutar com o coração”, como sugeria recentemente o Papa Francisco, em lugar de apenas ouvir; e aprender a fazer caminho com os outros, em vez de à revelia dos outros. Por aí se poderá desatar o nó cego do “grande problema”.

ONU pede pausa humanitária no Sudão para evitar “fome catastrófica”

Situação sem precedentes

ONU pede pausa humanitária no Sudão para evitar “fome catastrófica”

As projeções feitas no verão eram desanimadoras, mas a realidade revelou-se ainda pior do que o previsto: cerca de 18 milhões de pessoas já enfrentam fome aguda no Sudão, um número que corresponde ao dobro do registado no mesmo período do ano anterior, e que supera a estimativa de 15 milhões feita na avaliação de agosto. O diretor nacional do Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU no Sudão, Eddie Rowe, apela a uma pausa humanitária e ao acesso irrestrito da ajuda para evitar uma catástrofe de fome no país.

Na faixa de Gaza ocupada, Israel usa a fome como arma de guerra

Human Rights Watch acusa

Na faixa de Gaza ocupada, Israel usa a fome como arma de guerra

O governo israelita está a utilizar a fome de civis como método de guerra na faixa de Gaza ocupada, o que é um crime de guerra, afirmou a Human Rights Watch em comunicado divulgado no dia 18 de dezembro. De acordo com aquela organização, “as forças israelitas estão a bloquear de forma deliberada o fornecimento de água, alimentos e combustível, enquanto arrasam áreas agrícolas e privam a população civil de bens indispensáveis ​​à sua sobrevivência”.

Em cada dia, dois cristãos são atacados na Índia

Perseguição cresceu com Modi

Em cada dia, dois cristãos são atacados na Índia

A perseguição aos cristãos “aumentou acentuadamente” na Índia com a chegada ao poder do partido pro-hindu de Narendra Modi, alerta a organização de defesa dos direitos humanos United Christian Forum (UCF), com sede em Nova Delhi. Só este ano, foram registados 687 ataques a cristãos (pelo menos dois por dia), um número muito superior aos 147 registados, ao todo, em 2014, ano em que Modi foi eleito primeiro-ministro.

Somos cúmplices da desumanidade

Somos cúmplices da desumanidade

Há uma rusga, uma inspeção, e os jornais enchem-se de títulos entre o sensacionalismo e o déjà vu.  É notícia de abertura em todos os noticiários. De cada vez que tal acontece, existe sempre a esperança de que o assunto seja por fim discutido e levado a sério; que apareçam os comentadores de serviço a analisar o problema; que as diferentes organizações levantem a voz em defesa da humanidade. Pura ilusão. Na verdade, somos todos cúmplices de um crime que se perpetua.

Suicídio de migrante em “barco-prisão” revela a “crueldade” da política britânica

Igrejas cristãs alertam

Suicídio de migrante em “barco-prisão” revela a “crueldade” da política britânica

As Igrejas e organizações cristãs no Reino Unido são unânimes: é necessário um sistema de imigração que defenda a dignidade humana daqueles que procuram refúgio no país e ter requerentes de asilo “presos” num barco ao largo de Inglaterra não é compatível com isso. Na sequência da morte de um migrante, esta terça-feira, 12, na barcaça Bibby Stockholm – que, segundo a BBC, ter-se-á suicidado – organizações como o Serviço Jesuíta aos Refugiados pedem o encerramento daquela estrutura.

José Sousa e Brito: “A desigualdade religiosa feria profundamente o espírito da democracia e da Constituição democrática”

Liberdade Religiosa em exposição no Parlamento

José Sousa e Brito: “A desigualdade religiosa feria profundamente o espírito da democracia e da Constituição democrática”

Principal autor material da Lei da Liberdade Religiosa que viria a ser aprovada pelo Parlamento em 2001, o juiz conselheiro José Sousa e Brito considera que o objetivo fundamental de “pôr a legislação em matéria religiosa de acordo com uma nova Constituição democrática, depois do 25 de Abril, foi realizado, em grande parte devido à Lei da Liberdade Religiosa”. Na semana em que abre a exposição evocativa das duas décadas da Lei da Liberdade Religiosa em Portugal, o 7MARGENS publica a entrevista concedida por Sousa e Brito para o catálogo da exposição. 

Guterres não desiste de cessar-fogo em Gaza

Nações Unidas

Guterres não desiste de cessar-fogo em Gaza

O secretário-geral da ONU, António Guterres, prometeu este domingo que “não desistirá” de apelar a um cessar-fogo humanitário em Gaza, acrescentando que a inação do Conselho de Segurança está a minar a sua própria credibilidade e defendendo a reforma deste órgão “esclerosado”.

Comunidade internacional tem de “enfrentar a China”

Grupo de Apoio ao Tibete

Comunidade internacional tem de “enfrentar a China”

No dia em que se assinala o 75.º Dia Internacional dos Direitos Humanos, grupo de direitos humanos veio defender que a comunidade internacional enfrente o governo chinês, por este estar a aumentar “drasticamente os seus esforços visando a criação de um reforçado estado policial em todas as regiões, territórios e países sob ocupação por si controlados”.

Absolutizar o território por causa da religião “corre o risco de ocupar o lugar do próprio Deus”

Francisco Martins, padre e biblista, no 7M/Antena 1

Absolutizar o território por causa da religião “corre o risco de ocupar o lugar do próprio Deus”

“Qualquer valor ou território que se torna absoluto por causa de uma dinâmica religiosa corre o risco de ocupar o lugar do próprio Deus.” A afirmação é do padre jesuíta Francisco Martins, biblista, entrevistado esta semana no programa 7MARGENS, da Antena 1, a propósito do seu livro A Bíblia Tinha Mesmo Razão?, que acaba de ser publicado pela Temas e Debates, e do qual já divulgámos um excerto, em pré-publicação.

Amnistia entrega a Marcelo mais de 13 mil assinaturas pelo cessar-fogo em Gaza

"Única forma de salvar vidas"

Amnistia entrega a Marcelo mais de 13 mil assinaturas pelo cessar-fogo em Gaza

A Amnistia Internacional entregou ao Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, nesta quinta-feira, 7 de dezembro – dia em que se assinalam dois meses de conflito no Médio Oriente “marcados por constantes ataques ilegais e um número cada vez mais assustador de mortes” – uma petição assinada por mais de 13 mil pessoas em Portugal a exigir “um cessar-fogo entre o Estado de Israel e o Hamas”.

Confrontos étnicos intensificam-se em Manipur e fazem mais 13 mortos

Comunidade cristã ameaçada

Confrontos étnicos intensificam-se em Manipur e fazem mais 13 mortos

Pelo menos 13 pessoas foram mortas num tiroteio entre dois grupos armados no nordeste do estado de Manipur (Índia), assolado ao longo dos últimos sete meses por episódios de violência étnica e religiosa. O tiroteio aconteceu no início desta semana, mas desde maio que os confrontos se sucedem, tendo já feito, ao todo, mais de 180 vítimas mortais e 40 mil deslocados. A comunidade cristã tem sido particularmente visada, com mais de 350 igrejas arrasadas e sete mil casas destruídas.

Secularismo e Direitos Humanos

Secularismo e Direitos Humanos

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) decidiu, no passado dia 28 de novembro (ver 7MARGENS), que a administração pública de um país pode proibir os seus funcionários de usarem visivelmente qualquer sinal que revele crenças filosóficas ou religiosas, a fim de criar um “ambiente administrativo neutro”. Devo dizer que esta formulação me deixa perplexa e bastante preocupada. É óbvio que todos sabemos que a Europa se construiu sobre ruínas de guerras da religião. (Teresa Toldy)

Gaza: Previsível “uma das situações mais horríveis em muitas décadas”

Debate da associação Civitas em Braga

Gaza: Previsível “uma das situações mais horríveis em muitas décadas”

Dois académicos do Porto – Manuel Loff e Alberto Azeredo Lopes – mostraram-se fortemente críticos da política devastadora levada a cabo pelos israelitas na Faixa de Gaza, num “encontro de cidadania” promovido esta quinta-feira, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga. Loff é professor e investigador de história contemporânea na Universidade do Porto, e apresentou uma contextualização histórica do conflito, enquanto que Azeredo Lopes é professor de Direito na Universidade Católica, também no Porto, analisando o mesmo fenómeno do ponto de vista jurídico.

Não desviemos o olhar da “catástrofe humanitária épica” em Gaza

O apelo de Guterres

Não desviemos o olhar da “catástrofe humanitária épica” em Gaza

A ajuda que as agências da ONU estão a dar aos palestinianos da Faixa de Gaza, perante aquilo que o secretário-geral considera uma “gigantesca catástrofe humanitária”, é manifestamente inadequada, porque insuficiente. A advertência chega de António Guterres, e foi proferida em plena reunião do Conselho de Segurança, que ocorreu esta quarta feira, 29, no tradicional Dia de Solidariedade com o Povo Palestiniano.

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Alertando para "erros" do passado

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Os líderes africanos que vão participar na cimeira sobre o clima das Nações Unidas, COP28, “devem evitar os erros cometidos durante a Cimeira Africana do Clima”, que decorreu no passado mês de setembro, e na qual adotaram a Declaração de Nairobi sobre as Alterações Climáticas e Apelo à Ação. Porque esta, “em muitos aspetos, não deu prioridade efetiva aos direitos humanos e à justiça climática para o continente”, alertou a Amnistia Internacional.

Plataforma PAJE e associação ProChild distinguidas com o Prémio Direitos Humanos 2023

Iniciativa da Assembleia da República

Plataforma PAJE e associação ProChild distinguidas com o Prémio Direitos Humanos 2023

Duas organizações que têm trabalhado na área da proteção das crianças foram as escolhidas pela Assembleia da República para receber o Prémio Direitos Humanos 2023: a P.A.J.E. – Plataforma de Apoio a Jovens ex-Acolhidos e o ProChild – Laboratório Colaborativo. Será ainda atribuída a Medalha de Ouro Comemorativa do 50.º Aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos aos membros da extinta Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa, adianta um comunicado divulgado pelo Parlamento.

Deslocados de Cabo Delgado tentam regressar a casa, mas insegurança persiste

ONU denuncia

Deslocados de Cabo Delgado tentam regressar a casa, mas insegurança persiste

Durante 13 dias, a relatora especial da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os direitos humanos dos deslocados internos, Paula Gaviria Betancur, esteve em Moçambique. De visita à província de Cabo Delgado, observou a enorme vontade das populações deslocadas de voltar para as suas casas, mas verificou também que “persiste a insegurança” e que as comunidades não têm como autossustentar-se.

“Assassinato de civis sem paralelo” prossegue: a cada 10 minutos, morre uma criança em Gaza

Guterres e OMS denunciam

“Assassinato de civis sem paralelo” prossegue: a cada 10 minutos, morre uma criança em Gaza

Já lá vão mais de seis semanas desde que o conflito Israel-Palestina se intensificou, na sequência dos ataques do Hamas. O tempo não para, os bombardeamentos também não, e, a cada dez minutos que passam, há mais uma criança que morre na Faixa de Gaza. As contas são fáceis de fazer, mas o resultado custa a assimilar: estão a morrer 160 crianças por dia naquela região, quase tantas quanto as que nascem, denunciou esta terça-feira, 21 de novembro, a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Supremo confirmou ilegalidade da “exportação” de refugiados para o Ruanda

“Vitória da humanidade” no Reino Unido

Supremo confirmou ilegalidade da “exportação” de refugiados para o Ruanda

Por unanimidade, os cinco juízes do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) do Reino Unido rejeitaram o plano do governo de recambiar os refugiados requerentes do pedido de asilo para o Ruanda, mantendo, desse modo, a decisão do tribunal de recurso. Cai, assim, por terra uma das promessas mais emblemáticas e polémicas do primeiro ministro britânico, Rishi Sunak, para travar a chegada de pequenos barcos vindos do outro lado do Canal da Mancha, na qual já tinha investido 140 milhões de libras (160 milhões de euros).

Ciclo de conferências dá a conhecer práticas religiosas aos profissionais de saúde

Na Aula Magna, em Lisboa

Ciclo de conferências dá a conhecer práticas religiosas aos profissionais de saúde

Começa esta quinta-feira, 16 de novembro, na Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, o ciclo de conferências “Conhecer para Cuidar”, uma série de encontros que visam divulgar, junto dos profissionais de saúde, as diferentes práticas religiosas associadas aos momentos de nascimento, doença e morte, para que possam compreender melhor os seus utentes, seja qual for a sua religião, e assim promover o seu bem-estar e direitos.

Vem aí a Semana Vermelha, para lembrar que a perseguição religiosa existe

Iniciativa da Fundação AIS

Vem aí a Semana Vermelha, para lembrar que a perseguição religiosa existe

Porque é preciso alertar que “no mundo, nos nossos dias, em demasiados países”, continua a existir perseguição religiosa, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) promove, de 17 a 26 de novembro, mais uma Semana Vermelha. Ao longo dessa semana, inúmeros edifícios públicos, igrejas e monumentos irão iluminar-se de vermelho, diversas paróquias organizarão momentos de oração e será divulgado, em vários pontos do pais, o mais recente relatório da organização sobre a liberdade religiosa no mundo.

Bahá’is sofrem nova vaga de buscas domiciliárias e detenções no Irão

Repressão intensifica-se

Bahá’is sofrem nova vaga de buscas domiciliárias e detenções no Irão

As forças de segurança iranianas invadiram na semana passada, sem apresentar qualquer justificação, as casas de mais de 20 bahá’is e, após agredi-los física e verbalmente, levaram pelo menos 19 sob custódia, desconhecendo-se o seu paradeiro. Estas “detenções e buscas domiciliárias confirmam os receios crescentes de que o governo do Irão tenha redobrado a sua repressão à comunidade bahá’í perseguida” no país, denuncia a Comunidade Internacional Bahá’í.

TotalEnergies desrespeita milhares de sepulturas para construir maior oleoduto do mundo

ONG inter-religiosa denuncia

TotalEnergies desrespeita milhares de sepulturas para construir maior oleoduto do mundo

São mais de duas mil as sepulturas localizadas ao longo do percurso daquele que se prevê que venha a ser o maior oleoduto do mundo, cruzando o Uganda e a Tanzânia. Com a sua construção, a cargo da petrolífera francesa TotalEnergies, a maioria destes túmulos está a ser destruída, danificada ou relocalizada, “sem qualquer respeito pelos ritos e tradições funerárias locais”, denunciou esta quinta-feira, 9 de novembro, a ONG inter-religiosa GreenFaith.

O martírio de Rolando, bispo de Matagalpa

À margem

O martírio de Rolando, bispo de Matagalpa

Era um sábado, aquele 2 de abril de 2011. Ainda ele não tinha chegado a Matagalpa, já os fiéis mais curiosos se começavam a juntar nas bordas da estrada que vinha de Manágua, na direção do interior do país. As bandas de música marcavam presença e algumas casas comerciais haviam colocado colunas com música de louvor à Virgem e afixado imagens do Papa e do novo bispo. Rolando era o seu nome. Rolando Alvarez Lagos.

Presidente iraniano falou com o Papa e ambos concordam: cessar-fogo é urgente

Telefonema pela paz

Presidente iraniano falou com o Papa e ambos concordam: cessar-fogo é urgente

O Papa conversou este domingo, 5 de novembro, com o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, depois de este último ter manifestado interesse em que dialogassem sobre o o conflito Israel-Palestina. O telefonema reforçou o sentimento mútuo de que é urgente o cessar-fogo no Médio Oriente, assim como o compromisso da parte de ambos de que farão tudo aquilo que estiver ao seu alcance para conseguir que este se torne realidade.

“Falar, falar, falar”

[Margem 8]

“Falar, falar, falar”

A gente habitua-se ao tom de enfado desta repetição, ao tom de denúncia de quem diz “falar, falar, falar” como se colocasse o dedo na ferida da nossa inconsequência. Nos piores casos, da nossa hipocrisia. Mas aconteceu-me outra coisa em julho. No podcast do Centro de Espiritualidade Redentorista (CER) temos a cada dia 9 uma conversa com alguém de quem gostamos.

Se o Evangelho não é migração, então é o quê?

Se o Evangelho não é migração, então é o quê?

Jornada extensa. Temporã. Três da manhã. Viagem longa. Escalas. Fuso horário. Reuniões à chegada. Demasiadas. Oito da noite. O cansaço a impor-se. A fome a acusar negligência. Ingredientes de sobra para encerrar o dia. Pausar. Parar mesmo. No entanto insuficientes para ignorar os relatos que começáramos a escutar.

Empresas de redes sociais devem intensificar luta contra propagação do ódio online

Amnistia Internacional apela

Empresas de redes sociais devem intensificar luta contra propagação do ódio online

À medida que o conflito Israel-Palestina se intensifica no terreno, também se verifica um “aumento alarmante da incitação ao ódio que constitui um estímulo à violência, à hostilidade e à discriminação nas plataformas das redes sociais”, alerta a Amnistia Internacional (AI), apelando às empresas de redes sociais que intensifiquem medidas de proteção dos direitos humanos neste campo.

Pelo menos 21 repórteres mortos em Gaza

Federação de Jornalistas condena

Pelo menos 21 repórteres mortos em Gaza

Pelo menos 21 repórteres palestinianos foram mortos, sete ficaram feridos e vários estão desaparecidos na sequência das operações militares em curso entre o Hamas e Israel na Faixa de Gaza. Os dados foram avançados esta quarta-feira, 25 de outubro, pela Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) e pelo Sindicato dos Jornalistas Palestinianos (PJS), que condenam “os assassinatos e os ataques contínuos” aos profissionais dos média naquela região, pedem proteção e “uma investigação imediata” sobre as mortes ocorridas.

Pelo menos 2 mil crianças mortas em Gaza

Save the Children alerta

Pelo menos 2 mil crianças mortas em Gaza

Pelo menos 2.000 crianças foram mortas em Gaza nos últimos 17 dias, outras 27 morreram na Cisjordânia, e ainda mais 27 em Israel, alerta a organização humanitária Save the Children num comunicado emitido ao final do dia de segunda-feira, 23 de outubro. As perspetivas, com os “ataques aéreos que continuam inabaláveis, são aterradoras, sublinha a ONG: “mais de 1 milhão de crianças estão presas no meio da zona de conflito ativa, sem nenhum lugar seguro para onde ir”.

O que preocupa as crianças e jovens em Portugal? A UNICEF quer saber

Inquérito online

O que preocupa as crianças e jovens em Portugal? A UNICEF quer saber

Porque “todas as crianças têm direito a ser ouvidas quando os adultos tomam decisões que as afetam e de ver as suas opiniões tidas em consideração”, a UNICEF Portugal leva a cabo, pela segunda vez, a iniciativa “Tenho voto na matéria”. Trata-se de uma consulta pública dirigida a crianças e jovens de todo o país, com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos, para que estes expressem o que mais os preocupa e proponham soluções para tornar as comunidades em que vivem “mais seguras e sustentáveis”.

As mães conseguirão fazer-se ouvir?

Músicas pela paz (3)

As mães conseguirão fazer-se ouvir?

Há mulheres, muitas, que marcham, vestidas de branco, lado a lado, sorridentes, em festa — e fazem-no pela paz. São quatro mil, duas mil israelitas, duas palestinianas, que caminharam em direção a Jerusalém, para pedirem a paz numa terra a que muitos chamam santa e vive em estado (quase) permanente de guerra e conflito. E fizeram da esperança uma canção.

A não-violência como opção política e o “perigo” da corrida às armas

Estreia do “7Margens” na Antena 1 

A não-violência como opção política e o “perigo” da corrida às armas

O discurso público não tem falado da não-violência, mas ela é uma “opção política” também “no contexto” do actual conflito entre Israel e grupos palestinianos. A ideia é defendida por Teresa Cravo, professora em Coimbra, no primeiro programa 7MARGENS, da Antena 1, que já pode ser ouvido aqui, com ligação ao podcast da rádio pública.

Contra o fanatismo

Contra o fanatismo

Estou a ler um livrinho pequenino chamado Contra o Fanatismo, do escritor israelita Amos Oz. Ele diz que o fanatismo começa na superioridade moral que o fanático supõe deter em relação ao Outro. E isto encontra-se até nas coisas mais comezinhas. [Um artigo de Ruben Azevedo]

Mais um grito, perante este flagelo horrendo

Dia Europeu contra o Tráfico de Pessoas

Mais um grito, perante este flagelo horrendo

Este ano, não vou falar das vítimas. Vou destacar os traficantes e os clientes, para quem, respectivamente, as pessoas são apenas mercadoria que dá muito dinheiro ou meros objectos, como instrumentos baratos de trabalho e/ou de prazer egoísta, hedonista. Se não houvesse procura, a oferta não seria tão avultada. Para mim, traficantes e clientes, são pessoas sem dignidade humana e, por isso, não reconhecem a sagrada dignidade de cada ser humano.

“A religião está intimamente ligada ao centro da identidade da pessoa”

Heiner Bielefeldt, ex-relator da ONU para a Liberdade Religiosa

“A religião está intimamente ligada ao centro da identidade da pessoa”

“A liberdade religiosa pode abrir espaço também em benefício das questões de género. As leis matrimoniais estão intimamente relacionadas com as questões de género”, diz Heiner Bielefeldt, ex-relator da ONU para a Liberdade Religiosa. Nesta entrevista, também afirma que “a religião está intimamente ligada ao núcleo central da identidade da pessoa”. 

Como ajudar as vítimas do conflito Israel-Palestina?

Solidariedade

Como ajudar as vítimas do conflito Israel-Palestina?

É praticamente inútil escrever os números de mortos, feridos, reféns e deslocados na sequência do ataque surpresa e sem precedentes da parte de militantes do Hamas e da retaliação que se seguiu pelas forças israelitas. A cada minuto que passa, esses números – na ordem dos milhares – ficam desatualizados. Mas será certamente útil, isso sim, escrever de que modo é possível ajudar aqueles que estão a sofrer – de ambos os lados – com o reacender do conflito israelo-palestiniano. 

Líderes cristãos consternados e unidos no apelo à paz no Médio Oriente

Convite a oração global

Líderes cristãos consternados e unidos no apelo à paz no Médio Oriente

“O mundo parece ter enlouquecido, parece que contamos apenas com a força, com a violência, com o conflito, para resolver problemas que estão aí, reais, e que devem ser resolvidos com métodos bem diferentes.” A frase é do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, e expressa a sua consternação com a escalada de violência em Israel. Consternação e desejo de paz que são partilhados com inúmeros líderes cristãos, assim como a vontade de que uma solução para o conflito seja encontrada que não envolva morte e destruição.

Arquidiocese do México alerta para sobrecarga de centros de acolhimento a migrantes

Igrejas transformadas em abrigos

Arquidiocese do México alerta para sobrecarga de centros de acolhimento a migrantes

O fluxo de migrantes na cidade do México “aumentou de tal forma que criou uma verdadeira crise humanitária”, alerta a arquidiocese local numa declaração divulgada nas suas redes sociais, em que apela a todos aqueles “que tenham possibilidade” para “fornecer ajuda financeira ou em espécie” aos vários centros de acolhimento que têm vindo a ser improvisados pela Igreja, ou então a oferecer-se como voluntário.

A ativista que luta pelos direitos das mulheres no Irão… mesmo estando presa

Nobel da Paz para Narges Mohammadi

A ativista que luta pelos direitos das mulheres no Irão… mesmo estando presa

“Zan. Zendegi. Azadi”. Quando as três palavras em persa soaram, pausadamente, na manhã desta sexta-feira, 6 de outubro, a abrir o discurso de anúncio do Prémio Nobel da Paz 2023, muitos perceberam de imediato que a laureado seria uma iraniana. Essas mesmas palavras – que em português significam “mulher, vida, liberdade”, têm servido de slogan para as inúmeras manifestações contra a opressão das mulheres no Irão, na sequência da morte da jovem Mahsa Amini, há pouco mais de um ano. E correspondem a um “lema que expressa adequadamente a dedicação e trabalho de Narges Mohammadi”, a ativista de 51 anos premiada, que começou há mais de 30 a lutar pela liberdade das mulheres no país, e que não para de lutar, mesmo estando presa.

Como defender as “vozes de coragem” das mulheres moçambicanas

Workshop em Cabo Delgado

Como defender as “vozes de coragem” das mulheres moçambicanas

Aumentar a visibilidade das mulheres defensoras dos direitos humanos, particularmente em contextos de conflito, foi uma necessidade assinalada na iniciativa “Vozes de coragem”, realizada no dia 27 de Setembro no Hotel Pemba Express, em Pemba, Moçambique. Abudo Gafuro, da associação Kuendeleya, indicou um conjunto de estratégias para proteger as mulheres que lutam pelos direitos humanos, numa intervenção que transcrevemos.

Ciclo de encontros

“Sociedade, Justiça e Prisões em Democracia”

“Sociedade, Justiça e Prisões em Democracia” é o tema de um ciclo de encontros promovido pelo Observatório Permanente da Justiça, para “refletir de forma integrada sobre os problemas e os desafios que circundam o sistema prisional e, consequentemente, sobre a ‘melhor’ agenda estratégica de reforma do sistema prisional”.

Mesquita destruída na Suécia em alegado fogo posto

Extremismo aumenta

Mesquita destruída na Suécia em alegado fogo posto

A mesquita da cidade de Eskilstuna (no sudeste da Suécia) foi destruída por um incêndio que os membros da comunidade acreditam ter sido causado deliberadamente, dado que, ao longo do último ano, foram várias as ameaças recebidas, noticiou o site The Muslim Times esta quinta-feira, 28 de setembro.

Reservatório de Utopias

Reservatório de Utopias

República Centro Africana. Custa dizer. Por tantas razões. Nome comprido. Podia ser outro. Libéria. Níger. Sudão. Mali. Chade. Nomes simples. Curtos. Sintetizam fácil o ADN de miséria infra-humana da África subsariana. Mas não. A República Centro Africana é diferente. O nome. Porque a miséria, essa, é ainda mais miserável ao centro. Sem outro desígnio, chamou-se assim. A república que está mesmo no centro de África.

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio

Nagorno-Karabakh

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio

Não é algo que se costume referir quando se fala da Arménia, mas sem dúvida que é uma informação importante para compreender o que se passa no enclave de Nagorno-Karabakh (internacionalmente reconhecido como parte do Azerbaijão, mas governado de facto por arménios desde o colapso da União Soviética): trata-se da primeira nação do mundo a ter adotado o cristianismo como religião de Estado, no início do século IV. E o enclave, ao qual os habitantes locais chamam Artsakh, é o território ancestral de 120 mil pessoas, dos quais 98% são arménios cristãos, e lar de inúmeras igrejas e mosteiros que estão entre os mais antigos do mundo.

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU

Perseguição dura há 44 anos

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU

Quem ouvir o discurso que o Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, fez na semana passada na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, mostrando o Alcorão, defendendo a igualdade e apelando ao respeito pelas religiões em todo o mundo e à não violência, poderá ser levado a pensar que o pais está finalmente no bom caminho quanto ao respeito pelas minorias religiosas. Infelizmente, não é o caso, alerta a Comunidade Bahá’i Internacional (BIC, na sigla inglesa), para quem “a hipocrisia de tirar o fôlego do governo iraniano deve ser denunciada. Se o governo iraniano acredita que todas as pessoas são iguais, porque tem perseguido sistematicamente a comunidade bahá’í do Irão durante os últimos 44 anos?”, questionam.

Jornalistas e organizações de ajuda humanitária impedidos de atuar na Líbia

Amnistia Internacional denuncia

Jornalistas e organizações de ajuda humanitária impedidos de atuar na Líbia

A Amnistia Internacional (AI) apelou esta segunda-feira, 25 de setembro, para que as Forças Armadas Árabes da Líbia (LAAF) – grupo que controla o leste do país, incluindo a cidade de Derna, devastada pelas cheias – “levantem imediatamente todas as restrições indevidas impostas aos meios de comunicação social e procedam à facilitação de ajuda humanitária a todas as comunidades afetadas” na região.

As prisões e as suas falácias – alguns contributos

As prisões e as suas falácias – alguns contributos

O conhecimento da realidade do sistema prisional em Portugal está longe de estar patente em muitos responsáveis políticos e, ainda menos, na opinião pública em geral. Assiste-se, de vez em quando, à propalação de indicadores e comentários baseados em elementos superficiais falaciosos. [A opinião de Manuel Hipólito Almeida dos Santos]

Mil e duzentos milhões de pessoas vivem ainda na pobreza

ONU aquém das metas

Mil e duzentos milhões de pessoas vivem ainda na pobreza

Eleva-se a 1,2 mil milhões o número de pessoas que ainda viviam na pobreza em 2022, e calcula-se em 680 milhões, ou seja, cerca de 8 por cento da população mundial, aquelas que ainda enfrentarão a fome até ao final da década. Isto apesar dos compromissos assumidos pela ONU, em 2015, de combater a pobreza e a fome no mundo, e apostar decididamente no desenvolvimento sustentável.

Cristãos são os alvos dos ataques em Nagorno-Karabach

Instituição católica denuncia

Cristãos são os alvos dos ataques em Nagorno-Karabach

O Azerbaijão visou especificamente os cristãos arménios na ofensiva militar desta semana ao território de Nagorno-Karabakh, denuncia a instituição de caridade católica francesa L’Œuvre d’Orient num comunicado divulgado esta quarta-feira, 20 de setembro. O secretário-geral do Conselho Mundial de Igrejas, reverendo Jerry Pillay, esteve em Nagorno-Karabakh nos últimos dias e constatou o bloqueio à entrada de ajuda humanitária na região.

Metas para 2030 estão longe de estar concretizadas

Aviso de António Guterres

Metas para 2030 estão longe de estar concretizadas

Antecipando a abertura formal da Assembleia Geral das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou mais um grito de alerta pelo estado do mundo, notando que, “hoje, apenas 15 por cento das metas” dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estão no caminho certo, e com muitas dessas metas a inverterem-se”.

O cemitério de Lampedusa

Lugares

O cemitério de Lampedusa

  À entrada do cemitério velho de Lampedusa, no cimo da Cala Pisana, somos recebidos assim:   Este mar que nos envolve no presente não é feito só de ondas. Mas também de ferro e aço, É uma fronteira que mata, Tornado assim pelas leis dos homens. É um mar de...

Extração de cobalto e cobre desaloja comunidades inteiras na República Democrática do Congo

Amnistia Internacional denuncia

Extração de cobalto e cobre desaloja comunidades inteiras na República Democrática do Congo

A extração industrial de cobalto e cobre para baterias recarregáveis está a conduzir à expulsão forçada de comunidades inteiras e a graves violações dos direitos humanos na República Democrática do Congo (RDC), denuncia a Amnistia Internacional num relatório divulgado esta terça-feira, 11 de setembro, e enviado ao 7MARGENS. Além das  ameaças ou intimidações à população para que abandone as suas casas, o documento inclui testemunhos fortes de casos de violência sexual, fogo posto e espancamento.

Acolhimento a migrantes é “cada vez mais disfuncional”, denuncia Médicos Sem Fronteiras

Grécia

Acolhimento a migrantes é “cada vez mais disfuncional”, denuncia Médicos Sem Fronteiras

O número de migrantes a chegar às ilhas gregas de Lesbos e Samos aumentou nos meses de verão e o sistema de acolhimento naqueles locais é “cada vez mais disfuncional”, com “lacunas muito significativas” em particular no acesso destes requerentes de asilo aos cuidados de saúde essenciais, denunciou a organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF) esta segunda-feira, 5 de setembro.

Etiópia: Detenções em massa e mortes em combate preocupam ONU

Situação agrava-se

Etiópia: Detenções em massa e mortes em combate preocupam ONU

Mais de mil pessoas foram detidas na Etiópia desde só no mês de agosto, e pelo menos 183 morreram desde julho, na sequência dos confrontos em andamento na região de Amhara, a segunda mais populosa do país. O aumento da violência está a levantar “grande preocupação” no Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, que pede às autoridades etíopes que “parem com os assassinatos, violações e abusos”.

Europa, corredor da morte

Europa, corredor da morte

Neste fim-de-semana, mais um barco, mais sonhos, mais vidas destruídas, mais famílias a chorar a morte dos seus entes queridos pela desesperada busca de paz, harmonia e subsistência, que os leva a pagar, a dar tudo o que têm em muitos casos, a contrabandistas aceitando as condições mais arriscadas em barcos de borracha rumo ao Reino Unido.

“Na Igreja, há quem nos queira calar, mas o Papa estaria do nosso lado”

Jovens na JMJ pedem mais misericórdia para reclusos

“Na Igreja, há quem nos queira calar, mas o Papa estaria do nosso lado”

Com sorte, este grupo de jovens ainda entrega um folheto destes ao Papa, dizem eles, convictos. Contestando o estado das prisões em Portugal, foram ao Parque do Perdão, onde estão os confessionários feitos por 150 presos, para sensibilizar para os valores da misericórdia e do perdão. Mas houve responsáveis da Igreja que os quiseram impedir. “Lamentável”, diz o presidente da Obra Vicentina de Auxílio aos Reclusos. 

O trabalho com os cristãos LGBTQ está dentro dos ensinamentos da Igreja

Padre James Martin ao 7MARGENS

O trabalho com os cristãos LGBTQ está dentro dos ensinamentos da Igreja

O encontro com o padre James Martin, que trabalha com cristãos LGBTQ, foi o mais concorrido dos mais de dois mil participantes do Magis. Os jovens não querem fazer parte de uma Igreja que não os aceita na condição de homossexual – ou que não aceita os seus amigos homossexuais, como dirá o padre Martin nesta curta entrevista ao 7MARGENS.

A teia de aranha

[O flagelo que não acaba – X]

A teia de aranha

Ainda há pessoas a quem lhes custa acreditar que a realidade dos abusos seja verdadeira; outras gostariam que estas coisas não se tornassem públicas, porque o que não se sabe não existe e é melhor não saber; e outras negam absolutamente que isso aconteça e veem isto como um ataque à Igreja. [A opinião de Cristina Inogés-Sanz]

Jovens universitários ciganos formam comité nacional para combater discriminação

Evocação dos 500 anos das perseguições

Jovens universitários ciganos formam comité nacional para combater discriminação

Os 39 jovens ciganos que frequentam atualmente o ensino universitário a nível nacional acabam de juntar-se para formar o Comité dos Jovens Ciganos de Portugal. A iniciativa surge no âmbito do núcleo jovem da comissão promotora da evocação do quinto centenário das perseguições aos portugueses ciganos, que será assinalado no biénio 2025-2026, “mas tem vida própria e independente” e “enche-nos de expetativas”, adianta ao 7MARGENS Jorge Bento Silva, membro do secretariado da comissão.

Amnistia Internacional pede reforma “urgente” das regras de uso de armas pela polícia

França

Amnistia Internacional pede reforma “urgente” das regras de uso de armas pela polícia

Na sequência da proibição de uma série de manifestações contra a violência policial após a morte de Nahel M, de 17 anos, por um agente da polícia, a Amnistia Internacional apela ao governo francês para que dê prioridade à reforma global das
normas que regem o uso de armas de fogo e de força letal pelos agentes da autoridade naquele país, com o objetivo de “pôr fim à sua perigosa negação dos efeitos do racismo sistémico na aplicação da lei e para respeitar o direito à reunião pacífica”.

“A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende patriarca latino de Jerusalém

Igrejas cristãs unânimes na condenação

“A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende patriarca latino de Jerusalém

Os líderes religiosos cristãos são unânimes ao condenar o ataque israelita dos últimos dias na Cisjordânia e exigir o fim de toda a violência na região. Pierbattista Pizzaballa, patriarca latino de Jerusalém, adverte que haverá muito mais vítimas se o direito à autodeterminação e independência não for assegurado. “A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende.

Aquecimento global é “questão candente de direitos humanos”

Mudanças climáticas matam milhões

Aquecimento global é “questão candente de direitos humanos”

Dado que os desastres climáticos extremos ameaçam o direito universal dos humanos à alimentação, o aquecimento global converteu-se numa questão candente de direitos humanos. Quem o sustenta é o Alto Comissário da ONU, Volker Türk, num discurso perante o Conselho de Direitos Humanos, no início da semana, em que defende também que “não devemos deixar [um futuro de fome e sofrimento] para os nossos filhos resolverem – apesar de o ativismo deles ser inspirador”.

Amnistia Internacional organiza vigília pelas vítimas de violência policial em Angola

Após libertação de Tanaíce Neutro

Amnistia Internacional organiza vigília pelas vítimas de violência policial em Angola

O músico e ativista angolano Tanaíce Neutro foi finalmente libertado, depois de mais de seis mil pessoas terem assinado uma petição da Amnistia Internacional (AI), mas “o apelo para o respeito pleno dos direitos à liberdade de expressão, de associação e de reunião pacífica, por parte das autoridades e pelo próprio governo angolano, mantém-se urgente”, defende aquele organismo. Assim, a Amnistia Internacional Portugal realizará, no próximo dia 11 de julho, pelas 20 horas, uma vigília junto à Embaixada de Angola em Lisboa, apelando a justiça para as vítimas de violência policial em Angola.

Obama criticado por ter condenado violação dos direitos humanos na Índia

Em causa visita de Modi a Washington

Obama criticado por ter condenado violação dos direitos humanos na Índia

A ministra das Finanças da Índia, Nirmala Sitharaman, declarou-se “chocada” com as afirmações do ex-Presidente americano Barak Obama sobre a possibilidade de o desrespeito dos direitos das minorias religiosas na Índia poder levar a movimentos secessionistas, durante a visita de Estado que o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, fez na semana passada aos EUA.

Lideres ortodoxos russos ameaçam grupo Wagner

Crise na Rússia

Lideres ortodoxos russos ameaçam grupo Wagner

O patriarca Cirilo, de Moscovo, que, desde o desencadear da intervenção russa na Ucrânia, não escondeu, e, pelo contrário, foi assertivo no apoio a Putin e na legitimação da invasão do país vizinho, voltou a reafirmar a sua posição: “Apoio os esforços do chefe de Estado russo, a fim de evitar tumultos no nosso país.”

“O mundo tem de saber”: mais de metade da população vive em países onde há perseguição religiosa

Relatório da Fundação AIS

“O mundo tem de saber”: mais de metade da população vive em países onde há perseguição religiosa

Em 28 países do mundo, que albergam 4,03 mil milhões de pessoas, existe perseguição religiosa. Ou seja, 51,6% da população do planeta está sujeita a ser perseguida pelo seu próprio Governo, ou assassinada, devido à religião que professa, muitas vezes com pouca ou nenhuma reação da comunidade internacional. A denúncia é feita pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), no relatório bi-anual sobre a “Liberdade Religiosa no Mundo”, lançado esta quinta-feira, 22 de junho.

Mais de 50 mil migrantes atravessaram o Mediterrâneo Central este ano

Dia Mundial do Refugiado

Mais de 50 mil migrantes atravessaram o Mediterrâneo Central este ano

Nos primeiros cinco meses de 2023, o número de travessias irregulares para a União Europeia através da rota do Mediterrâneo Central aumentou 160% face ao mesmo período do ano passado. Nas vésperas do Dia Mundial do Refugiado, que se assinala esta terça-feira, 20 de junho, e poucos dias após aquele que pode ter sido o segundo pior naufrágio de migrantes no Mediterrâneo, sabe-se que, ao todo, foram 50.318 os migrantes identificados pela agência europeia de controlo de fronteiras Frontex a chegar por essa via, o maior número registado desde 2017.

A música original e ao vivo e a reportagem integral d’“A Lista do Padre Carreira”

7MARGENS publica reportagem vídeo

A música original e ao vivo e a reportagem integral d’“A Lista do Padre Carreira”

O padre Joaquim Carreira salvou cerca de duas centenas de pessoas durante a ocupação nazi de Roma. Distinguido com o título de “Justo Entre as Nações”, uma reportagem do 7MARGENS em parceria com a TVI trouxe a sua história para a televisão. Publicamos aqui o vídeo, falando das peças originais compostas para a reportagem e da música gravada ao vivo.

Trabalhadores do Mundial do Qatar sem respostas da FIFA

Denúncias continuam sem resposta

Trabalhadores do Mundial do Qatar sem respostas da FIFA

A Amnistia Internacional acusa a FIFA, Federação Internacional de Futebol, de não compensar os trabalhadores ilegais que, durante o Mundial do Qatar, sofreram “violações dos direitos humanos”. De acordo com uma investigação da organização, fiscais e guardas de segurança contratados pela Teyseer Security Services, uma empresa sediada no Qatar, que trabalharam no Mundial de Futebol 2022, sofreram “uma série de danos e abusos relacionados com o trabalho”.

Amnistia pede contenção à polícia angolana

Manifestações no país

Amnistia pede contenção à polícia angolana

A Amnistia Internacional relembrou às autoridades angolanas que devem proteger os direitos humanos dos cidadãos, pedindo contenção à polícia, numa semana de manifestações previstas no país, depois de pelo menos cinco pessoas terem sido mortas e oito feridas na província do Huambo, num protesto de taxistas.

“Só a fraternidade cria humanidade” – dizem 30 Prémios Nobel reunidos no Vaticano

Iniciativa da Fundação Fratelli Tutti

“Só a fraternidade cria humanidade” – dizem 30 Prémios Nobel reunidos no Vaticano

Um grito de “não mais à guerra!”, a certeza de que “só a fraternidade cria humanidade” e o reconhecimento de que “fazer crescer a semente da fraternidade espiritual começa por nós” e que “cabe à nossa liberdade querer a fraternidade e construí-la juntos” são afirmações da Declaração da Fraternidade assinada por 30 Nobel reunidos no Vaticano.

“Paremos este horror da tortura!”, pede Francisco à comunidade internacional

O Vídeo do Papa

“Paremos este horror da tortura!”, pede Francisco à comunidade internacional

“Como é possível que a capacidade humana para a crueldade seja tão grande?”, pergunta Francisco no início d’O Vídeo do Papa de junho, que acaba de ser divulgado. Sem esconder a dor pelo facto de a tortura continuar a ser uma prática habitual em vários países do mundo, o Papa pede à comunidade internacional que se comprometa “concretamente na abolição da tortura garantindo apoio às vítimas e aos seus familiares”.

“É o fim da prisão perpétua para os inimputáveis”, e da greve de fome para Ezequiel

Revisão da lei aprovada

“É o fim da prisão perpétua para os inimputáveis”, e da greve de fome para Ezequiel

Há uma nova luz ao fundo da prisão para Ezequiel Ribeiro – que esteve durante 21 dias em greve de fome como protesto pelos seus já 37 anos de detenção – e também para os restantes 203 inimputáveis que, tal como ele, têm visto ser-lhes prolongado o internamento em estabelecimentos prisionais mesmo depois de terminado o cumprimento das penas a que haviam sido condenados. A revisão da lei da saúde mental, aprovada na passada sexta-feira, 26 de maio, põe fim ao que, na prática, resultava em situações de prisão perpétua.

Amnistia Internacional entrega milhares de assinaturas pela libertação de músico angolano

Campanha prossegue em Portugal

Amnistia Internacional entrega milhares de assinaturas pela libertação de músico angolano

A Amnistia Internacional Portugal (AI) entregou esta quarta-feira, 24 de maio, na Embaixada de Angola em Lisboa, uma petição com cerca de 2.200 assinaturas pela libertação do ativista Gilson da Silva Moreira (conhecido como Tanaice Neutro), músico angolano que usa a sua arte para expressar a opinião sobre questões sociais como pobreza, desigualdade, corrupção e má governação.

Relatório do Departamento de Estado

Liberdade religiosa: EUA deixam Índia fora da lista dos violadores sistemáticos

A Rússia, a China e o Afeganistão são os alvos principais do Relatório Internacional sobre a Liberdade Religiosa divulgado no dia 16 de maio pelo Departamento de Estado dos EUA. A Comissão para a Liberdade Religiosa Internacional do Congresso norte-americano (USCIRF, na sigla em inglês) tinha sugerido, no seu relatório relativo a 2022 recentemente publicado, a inclusão da Índia na lista de “Países de Especial Preocupação” (CPCs) quanto à liberdade religiosa.

Amnistia Internacional denuncia repressão policial em Angola

Campanha ‘#ProtectThe Protest’

Amnistia Internacional denuncia repressão policial em Angola

As autoridades angolanas devem cumprir a ordem judicial, libertando de imediato o ativista Tanaice Neutro que continua ilegalmente preso há sete meses, afirma a Amnistia Internacional (AI) que alargou a campanha #ProtectTheProtest a Angola com o objetivo de promover o direito à manifestação pacífica e denunciar a força desmesurada usada de forma sistemática pelo Governo para reprimir o direito de protesto no país.

Pena de morte: Execuções atingiram número recorde em cinco anos

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte: Execuções atingiram número recorde em cinco anos

Pelo menos 883 pessoas foram executadas em 2022, o número mais elevado dos últimos cinco anos e que representa um aumento de 53% face ao ano de 2021. Esta subida, “que não inclui as milhares de execuções que se acredita terem sido realizadas na China no ano passado”, foi liderada por países do Médio Oriente e do Norte de África, onde os números registados passaram de 520 para 825, denuncia a Amnistia Internacional (AI) num relatório divulgado esta terça-feira, 16 de maio.

55% da população mundial sem acesso a proteção social básica

Relatório da Amnistia Internacional

55% da população mundial sem acesso a proteção social básica

Mais de 4 mil milhões de pessoas, o que corresponde a cerca de 55% da população mundial, não podem atualmente recorrer “à proteção social mais básica”, apesar de o direito à mesma estar consagrado na Declaração Uiversal dos Direitos Humanos desde 1948, denuncia a Amnistia Internacional (AI) no seu mais recente relatório, divulgado esta quarta-feira, 10 de maio.

EUA colocam Cuba e Nicarágua na lista de países que violam liberdade religiosa

Pela primeira vez

EUA colocam Cuba e Nicarágua na lista de países que violam liberdade religiosa

A Comissão para a Liberdade Religiosa Internacional dos Estados Unidos (USCIRF, na sigla em inglês) incluiu, pela primeira vez, a Cuba e a Nicarágua na lista de países “de especial preocupação” quanto à liberdade religiosa. No seu relatório anual referente a 2022, divulgado esta semana, o organismo regista “uma regressão significativa” em diversos países, havendo outros 15 Estados a figurar na mesma lista.

Índia: Estado de Tamil Nadu contra lei nacional anticonversão

Derrota do fundamentalisto hindu

Índia: Estado de Tamil Nadu contra lei nacional anticonversão

O Estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, é contra a criação de uma lei nacional anticonversão e afirma que a liberdade religiosa é garantida na constituição indiana. A declaração responde ao pedido do Tribunal Constitucional para que todos os Estados se pronunciem sobre uma petição a favor de reforçar as leis deste tipo já existentes em alguns deles, tornando-a legislação da União.

“Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”, questiona LOC/MTC de Braga

Semana temática

“Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”, questiona LOC/MTC de Braga

Os baixos salários e reformas, a falta de casas a preços acessíveis, os horários laborais longos e desencontrados, o aumento do custo de vida e o aumento da prestação da casa e das rendas foram alguns dos problemas debatidos durante a 12ª Semana Temática organizada pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) da arquidiocese de Braga, que decorreu de 24 a 29 de abril em Famalicão para dar resposta à questão “Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”.

Amnistia Internacional apela a libertação imediata de ativista angolano

Injustamente acusado

Amnistia Internacional apela a libertação imediata de ativista angolano

A Amnistia Internacional exige a libertação imediata de Gilson da Silva Moreira (conhecido como Tanaice Neutro), um ativista e artista angolano de 35 anos que usa música para expressar a sua opinião sobre a pobreza, desigualdade e corrupção no seu país. Em outubro de 2022, um juiz determinou que Tanaice deveria cumprir 15 meses de pena suspensa e, devido ao seu estado de saúde, ordenou a sua libertação imediata, algo que até hoje não aconteceu, denuncia a organização.

Lembrar o 1º de Maio, refletir e continuar a luta

Comunicado do MMTC

Lembrar o 1º de Maio, refletir e continuar a luta

“Lembrar, refletir e continuar a luta” é o título do comunicado do Movimento Mundial dos Trabalhadores Cristãos (MMTC) sobre o 1º de Maio, que este ano foi redigido pelo movimento da República Dominicana e que, além “da luta pelas condições de trabalho e de vida dos trabalhadores em todo o mundo”, recorda a importância de pôr termo “à destruição do planeta” e de conseguir “segurança no emprego, rendimento suficiente para a família, melhoria dos serviços de saúde e da Segurança Social”.

Papa chega à Hungria, por entre “gélidos ventos de guerra” e ameaças à liberdade

41ª viagem apostólica

Papa chega à Hungria, por entre “gélidos ventos de guerra” e ameaças à liberdade

Muitos vaticinaram que, depois da hospitalização no mês passado, o Papa iria adiar a sua visita à Hungria. Mas enganaram-se. Francisco já foi à basílica de Santa Maria Maior, em Roma, para rezar diante do ícone da Salus Populi Romani e confiar a sua peregrinação a Nossa Senhora, como fez em cada uma das 40 viagens apostólicas anteriores. Parte esta sexta-feira, pelas 7h10 (hora de Lisboa) rumo à capital húngara, Budapeste, onde ficará durante três dias. 

Amnistia Internacional oferece curso sobre o direito à liberdade

Pelo aniversário do 25 de Abril

Amnistia Internacional oferece curso sobre o direito à liberdade

“Compreender os direitos humanos é o primeiro passo para os saber usufruir, reivindicar e proteger.” Foi com esta consciência que a equipa da Amnistia Internacional criou o curso “Protege a Liberdade”, disponibilizado na semana em que se celebra o 25 de Abril, em formato e-learning, em regime de autogestão, com a duração de 3 horas. A inscrição é gratuita e pode ser feita no sítio da organização.

Campanha internacional divulga depoimentos de sobreviventes do Holocausto

Mais de 100 participantes

Campanha internacional divulga depoimentos de sobreviventes do Holocausto

Sonia Klein nasceu em Varsóvia (Polónia), no seio de uma família judia, e tinha 14 anos quando começou a Segunda Guerra Mundial. Passou por quatro campos de concentração e uma marcha da morte e, ao contrário do seu irmão mais novo e dos seus pais, sobreviveu. Agora, juntamente com um filho e um neto, fez questão de se juntar à campanha internacional da Claims Conference e contar a sua história, para que as gerações futuras possam aprender com as atrocidades do passado.

#NãoPodias, uma campanha para mostrar aos jovens o que mudou com o 25 de Abril

Nas redes sociais

#NãoPodias, uma campanha para mostrar aos jovens o que mudou com o 25 de Abril

Há 50 anos, a lista de proibições era longa e algumas delas podem parecer inconcebíveis aos olhos de quem nasceu em democracia. Assim, “para assinalar 50 anos de Liberdade e Democracia”, a Comissão Comemorativa 50 anos 25 de Abril acaba de lançar a Campanha #NãoPodias, uma iniciativa que “apela aos mais jovens para que não deem a Liberdade por adquirida, desafiando-os a escolherem uma de várias proibições impostas aos portugueses durante a ditadura e a partilharem essa informação e as suas reflexões nas plataformas digitais”.

Bacelar de Vasconcelos na Estratégia Europeia contra Antissemitismo

Coordenador nacional

Bacelar de Vasconcelos na Estratégia Europeia contra Antissemitismo

O constitucionalista Pedro Bacelar de Vasconcelos foi nomeado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, para desempenhar as funções de Coordenador Nacional da Estratégia Europeia para Combater o Antissemitismo e Promover a Vida Judaica – soube o 7MARGENS. “O combate ao antissemitismo é o movimento fundador da luta contra o preconceito e todas as modalidades de discriminação”, comentou o próprio, a propósito da sua nomeação.

Purga nos manuais escolares indianos desfigura Gandhi

“Agenda nacionalista hindu”

Purga nos manuais escolares indianos desfigura Gandhi

Numa operação considerada por alguns de “grande envergadura”, os novos manuais escolares que os alunos da Índia passaram a utilizar a partir deste ano possuem factos históricos relevantes que são expurgados, reenquadrados ou reduzidos na sua abordagem, em benefício de uma “agenda nacionalista hindu”. Uma figura que sai bastante apagada nos livros de estudo é a de Gandhi.

Malásia caminha para abolir pena de morte

Malásia caminha para abolir pena de morte

A Malásia prepara-se para proibir a pena de morte, depois de a câmara baixa do Parlamento do país ter aprovado o diploma a favor da abolição da pena de morte. O Governo pondera agora novas punições para os crimes que eram sentenciados com pena de morte.

Talibã proíbem afegãs de trabalharem para a ONU 

Assistência humanitária em causa

Talibã proíbem afegãs de trabalharem para a ONU 

As autoridades talibã proibiram as mulheres nascidas no Afeganistão de trabalhar para a Organização das Nações Unidas (ONU). A informação foi dada pela Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA, da sigla em inglês), na rede social Twitter, referindo que, sem a colaboração das afegãs, será impossível concluir as missões na província de Nangarhar.

Pin It on Pinterest

Share This