Dois projetos portugueses finalistas em concurso de arquitetura religiosa

| 8 Mar 19

Presbitério e altar do recinto de oração do Santuário de Fátima. Foto © Fernando Guerra

São portugueses dois dos cinco projetos finalistas do prémio instituído pela ArchDaily, uma das páginas mais visitadas na internet no domínio da arquitetura. As capelas Imaculada e Cheia de Graça, do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, em Braga, e o presbitério e altar do recinto de oração do Santuário de Fátima, concorrem na categoria de arquitetura religiosa.

No total eram 60 os projetos apurados para aceder à fase final, seis dos quais tinham sido edificados em Portugal. De todos, foram selecionados cinco finalistas que disputam agora a distinção. Os projetos portugueses estão em competição com uma capela na Eslovénia, um templo na Índia e um crematório na Bélgica.

Os vencedores são escolhidos pelo público numa votação online que decorre até às 17 horas do dia 11 de março.

Capela Imaculada. Foto © Nelson Garrido

As capelas bracarenses foram desenhadas pelo gabinete Cerejeira Fontes Arquitectos que, segundo o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, se focou “na recuperação da Capela Imaculada Conceição e do coro-alto, transformando-o num espaço reservado aos habitantes do Seminário – a Capela Cheia de Graça. O gabinete de arquitetura clarifica que se “aproveitou o pé direito total do espaço de intervenção e as paredes exteriores do mesmo” e deixou uma ‘pele’ de pedra, que se manifesta de forma escultórica em torno das capelas.

Já a obra em Fátima foi construída pelo gabinete Paula Santos Arquitetura, por ocasião do centenário das aparições e da visita do Papa Francisco, a 13 de maio de 2017. Segundo os projetistas, o desenho “permitiu também condições de mobilidade para deficientes à antiga basílica, o tratamento das colunatas existentes e o redesenho da escadaria de acesso a todas as estruturas religiosas”.

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

Breves

Boas notícias

Felizes os meninos de mais de 100 países – incluindo Portugal – que participam na Jornada Mundial das Crianças

Este fim de semana, em Roma

Felizes os meninos de mais de 100 países – incluindo Portugal – que participam na Jornada Mundial das Crianças novidade

Foi há pouco mais de cinco meses que, para surpresa de todos, o Papa anunciou a realização da I Jornada Mundial das Crianças. E talvez nem ele imaginasse que, neste curto espaço de tempo, tantos grupos e famílias conseguissem mobilizar-se para participar na iniciativa, que decorre já este fim de semana de 25 e 26 de maio, em Roma. Entre eles, estão alguns portugueses.

É notícia 

Entre margens

O mundo precisa

O mundo precisa novidade

O mundo precisa, digo eu, de pessoas felizes para que possam dar o melhor de si mesmas aos outros. O mundo precisa de gente grande que não se empoleira em deslumbrados holofotes, mas constrói o próprio mérito na forma como, concretamente, dá e se dá. O mundo precisa de humanos que queiram, com lealdade e algum altruísmo, o bem de cada outro. – A reflexão da psicóloga Margarida Cordo, para ler no 7MARGENS.

Cristo levantado

Cristo levantado

A sacralização dos símbolos é uma velha tendência profundamente humana. Veja-se o caso das relíquias, das imagens de Jesus, Maria e dos santos. Um símbolo aponta para uma verdade espiritual profunda. Sacralizar um símbolo empobrece e desvia a tenção do que realmente importa.

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer?

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer?

A exposição, intitulada «Mês de Maio. Mês de Maria», que tem por curador o Prof. José Abílio Coelho, historiador, da Universidade do Minho, conta com as principais ‘apresentações’ de Nossa Senhora do Rosário, sobretudo em escultura e pintura, que se encontram dispersas por igrejas e capelas do arciprestado de Póvoa de Lanhoso. Divulgamos o texto, da autoria do Padre Joaquim Félix, publicado no catálogo da exposição  «A Senhora do Rosário no Arciprestado Povoense».

Cultura e artes

Cristo levantado

Cristo levantado

A sacralização dos símbolos é uma velha tendência profundamente humana. Veja-se o caso das relíquias, das imagens de Jesus, Maria e dos santos. Um símbolo aponta para uma verdade espiritual profunda. Sacralizar um símbolo empobrece e desvia a tenção do que realmente importa.

Desporto é Dizer Transcendência

Desporto é Dizer Transcendência

Nos improváveis da vida, aqui estou a apresentar a última obra do Professor Manuel Sérgio, “Desporto é Dizer Transcendência”. Todos os que aqui estamos inserimo-nos numa vasta rede de amizades, de troca de saberes, de cruzamentos e transgressões epistemológicas que o Professor Manuel Sérgio tem praticado e nos tem envolvido. Obrigado, Professor Manuel Sérgio por aqui nos fazer convergir por mais um livro. Obrigado pela síntese biográfica de si mesmo e pelo seu contributo de refundar, em Portugal, uma epistemologia do desporto. [Texto de António Martins]

Sete Partidas

Hospitalidade, foco e atenção

Hospitalidade, foco e atenção

Numa entrevista a Tolentino Mendonça ouvi uma palavra que, não sei bem porquê, não ouvia, ou não pensava, há muito tempo. Hospitalidade. “Modo generoso e afável de receber ou tratar alguém.” Assim diz o dicionário Priberam. A palavra ficou. Anda aqui por dentro, “da cabeça para o coração e do coração para a cabeça”.

Visto e Ouvido

Igreja tem política de “tolerância zero” aos abusos sexuais, mas ainda está em “processo de purificação”

D. José Ornelas

Bispo de Setúbal

Agenda

[ai1ec view=”agenda”]

Ver todas as datas

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This