Modos de envelhecer (7)

“É com naturalidade que procuro concretizar os meus planos”

| 10 Mai 2024

Vivemos em sociedades em que o envelhecimento é olhado muitas vezes como um problema económico, tanto para os estados como para as famílias, de abandono e da quebra de laços que têm como consequência a destruição de redes de solidariedade e de suporte que foram apoio durante a vida ativa. Na verdade, o envelhecimento daqueles e daquelas que nos precederam põe à prova a nossa humanidade enquanto sociedade e enquanto indivíduos.

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o sétimo depoimento do total de vinte e cinco. Pode ler aqui os depoimentos já publicados. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

“Sou urbana, mas vivo nas margens da grande cidade entre animais e hortaliças.” Foto © Tatiana Zanon / Unsplash (tratada)

 

Beatriz, 89 anos

 

Quero continuar a envelhecer como até aqui. Tive de construir a minha vida sozinha e foi assim que criei e eduquei as minhas filhas.

Mas estive sempre ligada à família, aos amigos, à pequena horta e aos meus animais de estimação: cães, gatos, galinhas e pássaros vários.

Como tenho uma boa saúde, e já com 89 anos, posso tratar todas e todos que me são indispensáveis. Sou vegetariana e bastam-me os ovos das minhas galinhas. Sou urbana, mas vivo nas margens da grande cidade entre animais e hortaliças.

É com naturalidade que procuro concretizar os meus planos. Como tenho uma má relação com o dinheiro a minha pensão não me dá para tudo… Por isso corto onde tenho que cortar.

Preciso de campo para respirar e sair com os meus cães.

Preciso dos almoços e jantares com a família e os amigos e, de preferência, com festa e dança…

O envelhecimento é a continuação do viver como até aqui.

O resto não sei, o futuro muito menos. Não penso muito nisso. Sou uma privilegiada…

 

Guerra e Paz: angústias e compromissos

Um ensaio

Guerra e Paz: angústias e compromissos novidade

Este é um escrito de um cristão angustiado e desorientado, e também com medo, porque acredita que uma guerra devastadora na Europa é de alta probabilidade. Quando se chega a este ponto, é porque a esperança é já pequena. Manda a consciência tentar fazer o possível por evitar a guerra e dar uma oportunidade à paz. — ensaio de Nuno Caiado

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados novidade

Estou na Calábria com vista para a Sicília e o vulcão Stromboli ao fundo. Reunião de Coordenadores das Redes Internacionais do Graal. Escolhemos reunir numa propriedade de agroturismo ecológico, nas escarpas do mar Jónio, da antiga colonização grega. Na Antiguidade, o Mar Jónico foi uma importante via de comércio marítimo.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This