Eid al-Fitr assinala fim do Ramadão com muçulmanos ainda em casa

| 24 Mai 20

Mesquita de Lisboa

A Mesquita de Lisboa tem estado encerrada, havendo lugar apenas para preces e palestras virtuais. Fotos © Khalid Jamal

 

A festa familiar de Eid al-Fitr, que assinala o fim do mês de Ramadão, será celebrada neste domingo, 24 de Maio, com muitos muçulmanos ainda sem poder sair de casa e ir às mesquitas. Pelo menos é isso que acontece em Portugal, onde as mesquitas existentes permanecem encerradas por causa da pandemia de covid-19. Na Mesquita Central de Lisboa continua a haver, tal como durante este mês – o mais importante do calendário muçulmano – algumas preces e palestras virtuais.

Sendo uma festa familiar, o Eid al-Fitr (literalmente, “celebração do fim de jejum”) marca também, tradicionalmente, uma afluência maior às mesquitas, assinalando o fim do Ramadão. Este ano, com as mesquitas encerradas, muitos já sentem a falta de poder rezar em comunidade, como escrevia no 7MARGENS Khalid Jamal, dirigente da Comunidade Islâmica de Lisboa.

Em vários países do Médio Oriente, o Eid foi assinalado na noite deste sábado, uma vez que o calendário é definido pela Lua. Só quando se avista o Quatro Crescente da Lua (um dia depois da Lua Nova) é que se pode iniciar a festa (que, nos países de maioria muçulmana, dura três dias). Se o Quarto Crescente não for visível, o Ramadão prolonga-se mais um dia.

Vários desses países, como refere a Renascença, viram o clima festivo da data atenuado pelo aumento do número de contágios de covid.

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This