Yad Vashem

“Em honra do Novo Ano”, a memória das festas de Rosh Hashanah e de Yom Kippur

| 6 Set 21

Postal com os votos de Feliz Ano Novo, enviado para Henia Pollock pela família em 1939. © Yad Vashem.

O Yad Vashem, órgão responsável pela memória dos mártires e heróis do Holocausto, apresenta no seu site um conjunto muito significativo de documentos e objectos sobre as festas de Rosh Hashanah e de Yom Kippur, visando oferecer uma visão de como os judeus comemoraram estes dias antes, durante e imediatamente depois da Shoah.

O Yad Vashem recorda que “Rosh Hashanah, o Ano Novo Judaico, é um tempo dedicado à oração, às reuniões familiares, às refeições festivas e ao consumo de alimentos doces” e que “Yom Kippur, o Dia da Expiação, é o dia mais solene do ano judaico. É um dia de jejum, de reflexão e de arrependimento”.

As festas de Rosh Hashanah e de Yom Kippur, refere ainda o Yad Vashem, “são tradicionalmente consagradas à introspecção, ao perdão e à reconciliação, às boas resoluções e às orações por um novo ano de felicidade e saúde”.

A festa de Rosh Hashanah calha neste ano nesta segunda e terça-feira, 6 e 7 de Setembro (correspondentes aos dias 1 e 2 do mês de Tishrei no calendário judaico). Yom Kipur assinala-se no próximo dia 16 (10 de Tishrei).

 

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This