Missionários redentoristas denunciam

Emigrantes haitianos proibidos de andar de transportes nas Honduras

| 8 Jul 21

migrantes haitianos honduras foto facebook bispo danli (1)

Uma família de migrantes haitianos percorre a pé uma estrada nas Honduras. Foto divulgada na página de Facebook do bispo de Danlì.

 

“As imagens são muito impressionantes: na estrada de Trojes, vemos muita gente a caminhar para Tegucicalpa [capital das Honduras], que o governo hondurenho proibiu de entrar nos meios de transporte, obrigando-os a andar a pé enormes distâncias… Muitas são mulheres grávidas com crianças ao colo”. O testemunho é do padre Oscar Danilo Orozco Martínez, missionário redentorista a trabalhar naquela região, e é apenas um entre os inúmeros que têm sido partilhados nas redes sociais da congregação e divulgados esta terça-feira, 7, pela agência Fides. Referem-se aos emigrantes vindos do Haiti, que procuram chegar aos Estados Unidos da América.

As paróquias têm estado a acolher este “mar de gente”. “Damos as boas-vindas aos emigrantes nos nossos templos, nas nossas igrejas. Que triste é que não possam viajar de autocarro ou que não possam ser levados de automóvel, porque é proibido pelo governo hondurenho”, refere outro padre da região.

O bispo de Danlì (a quarta cidade mais populosa do país), José Antonio Canales Motiño, por seu lado, destaca a falta de resposta das autoridades face ao problema migratório, e pede misericórdia para os haitianos, fraternidade, amabilidade, proteção perante as injustiças e também apoio alimentar e económico. “Como Igreja, queremos cumprir o pedido de Jesus e dar segundo as nossas possibilidades, uma noite de descanso, um jantar ou um pequeno-almoço, para que a passagem dos migrantes haitianos pelo nosso país seja menos difícil. Não pararemos enquanto houver migrantes que precisem de nós”, afirmou nas redes sociais.

“Relativamente às autoridades, envergonham-me. Que hondurenho não tem um familiar que tenha ido ilegalmente para os Estados Unidos? Conhecemos o sofrimento que vivem os nossos irmãos na sua passagem pela Guatemala ou México? Porque nos comportamos assim para com eles?”, questionou ainda o bispo.

De acordo com  o Instituto Nacional de Migração, citado pela agência Fides, foram detidos nas Honduras mais de três mil migrantes, entre janeiro e junho de 2021, por entrarem ilegalmente no país com o objetivo de chegar aos Estados Unidos. Nas últimas semanas, segundo fontes daquele meio de comunicação, o número de migrantes provenientes do Haiti terá “crescido enormemente”.

 

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This