Escavações na cidade santa

Encontradas provas da destruição do Segundo Templo de Jerusalém

| 15 Ago 2022

Projécteis descobertos permitem recriar a destruição do Segundo Templo conforme Jesus profetizou. Foto © Autoridade das Antiguidades de Israel

Projécteis descobertos permitem recriar a destruição do Segundo Templo conforme Jesus profetizou. Foto © Autoridade das Antiguidades de Israel

 

Especialistas em antiguidades em Israel dizem ter encontrado evidências arqueológicas da destruição do Segundo Templo, conforme foi profetizado por Jesus no Novo Testamento. A Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA é a sigla original), a autoridade governamental responsável pela escavação e conservação na Terra Santa, anunciou a descoberta de pedras que se acredita terem sido usadas como projéteis para derrubar as muralhas de Jerusalém durante o cerco em 70 d.C.

Com base nas descobertas de um campo de batalha com dois mil anos de idade descoberto no Complexo Russo, um dos distritos mais antigos da cidade, o arqueólogo da IAA Kfir Arbiv usou cálculos balísticos computadorizados para recriar a antiga batalha. “Com a ajuda do computador, registei a localização de todas as balas e, levando em consideração a topografia local e a localização das muralhas da fortificação da cidade do período do Segundo Templo, fiz cálculos balísticos, incluindo o ângulo de lançamento e a distância de lançamento das pedras”, disse Arbiv num post no Facebook, onde a IAA compartilhou imagens da escavação, incluindo uma ponta de flecha e um projétil.

Até agora, a escavação descobriu centenas de pedras de vários tamanhos que foram lançadas no que Arbiv descreveu como “máquinas sofisticadas de arremesso de parafusos” a distâncias de mais de 400 metros.

O período do Segundo Templo durou de 516 a.C. e 70 d.C., quando, numa batalha histórica, o exército romano liderado pelo general Tito capturou a Cidade Santa e destruiu o templo após um esforço de quatro meses para reprimir uma revolta do povo judeu que começara quatro anos antes.

Jesus previu a destruição do Segundo Templo nos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. As Escrituras registram uma conversa quando Jesus estava saindo do templo, quando seus discípulos “se aproximaram dele para chamar sua atenção para os edifícios”. “Vê todas essas coisas? … Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra; todas serão derrubadas.”

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores