Em Berlim até 12 de setembro

Encontro no “espírito de Assis” procura “a audácia da paz”

| 10 Set 2023

Primeiro dia de Conferências na "A Audácia da Paz", promovida pela Comunidade Sant'Egídio. Foto © Comunidade Sant'Egídio

Primeiro dia de Conferências na “A Audácia da Paz”, promovida pela Comunidade Sant’Egídio. Foto © Comunidade Sant’Egídio

 

“A audácia da paz” é o título do 37º encontro internacional “no espírito de Assis” organizado pela Comunidade de Sant’Egidio que começou ontem, domingo, dia 10 de setembro, em Berlim. O encontro junta durante três dias altos representantes de todas as religiões, como o Grande Imã de Al-Azhar, Ahmed Al Tayyeb, o presidente da Conferência dos Rabinos Europeus, Pinchas Goldschmidt, o cardeal Matteo Zuppi, enviado do Papa para a paz na Ucrânia e o Patriarca Assírio do Iraque, Mar Awa Royel.

A estes nomes juntam-se outros do mundo da política, como Sissoco Embalò, Presidente da Guiné-Bissau, Frank-Walter Steinmeier, Presidente da República Federal Alemã, Antonio Tajani, ministro dos Negócios Estrangeiros de Itáli e o chanceler alemão, Olaf Scholz.

No primeiro dia, Andrea Riccardi, fundador da Comunidade de Sant’Egídio, abriu os trabalhos falando de guerra e de como a ultrapassar. “A guerra é a negação do destino comum dos povos. É a derrota da política e da humanidade. Ressuscita pesadelos e infernos da história, que hoje são ainda piores devido ao poder das armas e das novas tecnologias, desconhecidas no passado”, referiu na sessão de abertura dos trabalhos.

Presente esteve também o presidente da República Federal Alemã, Frank-Walter Steinmeier, que começou por destacar que “a fé é uma grande força de paz”. O político defendeu que “são as religiões que podem prestar um grande e indispensável serviço como promotoras da paz e como força de reconciliação para a humanidade”, mas acrescentou que “quem, em nome da religião, se coloca do lado de um violento senhor da guerra que quer subjugar pela força um país vizinho pacífico e democrático; quem, como líder de uma igreja cristã, apoia as atrocidades inimagináveis que estão a ser cometidas contra o povo deste país, na verdade contra as suas próprias irmãs e irmãos na fé; quem age desta forma está fundamentalmente a violar o mandamento da paz da fé”, avisou.

Sissoco Embaló, presidente da Guiné-Bissau, esteve também presente para referir que, “em todo o mundo, a paz e a segurança são os desafios mais urgentes”, e que “há uma grande necessidade de homens e mulheres de diferentes religiões e culturas combinarem as suas energias e inteligências para reafirmarem o direito e o dever de todos à paz e à segurança”.

Os “encontros de Assis” têm origem numa iniciativa de João Paulo II que convocou para a cidade italiana de Assis, a 27 de outubro de 1986, numerosas personalidades do mundo das religiões, da política e da cultura para se encontrarem num clima de de oração, de diálogo e de amizade. Desde então a Comunidade de Sant’Egidio tem organizado todos os anos um encontro internacional deste tipo.

De acordo com o jornal La Croix, “ano após ano, estes encontros têm visto nascer e crescer uma verdadeira comunidade de buscadores de paz, nutridos por diferentes histórias, tradições religiosas e línguas e unidos neste mesmo movimento, tão religioso e humano, de visitação e hospitalidade”. Para o jornal “é preciso admitir: ao longo dos anos as religiões – que foram acusadas de causar o conflito – aproximaram-se enquanto os políticos se afastaram”.

O programa do encontro de Berlim prevê que este acabe na terça-feira, dia 12 de setembro, com a leitura de uma mensagem do Papa Francisco a que se seguirá a divulgação de um apelo à paz. As sessões de abertura e de encerramento e algumas das sessões dos fóruns podem ser acompanhadas à distância neste endereço: https://preghieraperlapace.santegidio.org/

 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Estudo apresentado dia 27

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

O princípio de Betânia

O princípio de Betânia novidade

Numa sexta-feira, seis dias antes da Páscoa, no regresso de Jericó para Jerusalém, Jesus faz uma pausa em Betânia, uma pequena aldeia a três quilómetros de Jerusalém que visitava regularmente, sendo amigo da família de Lázaro, Marta e Maria. É que no sábado a lei judaica não permitia viajar. Entretanto, um tal Simão denominado “o leproso” (talvez um dos que Jesus tinha curado) convida-o para um jantar no sábado à noite na sua casa, também em Betânia. [Texto de José Brissos-Lino]

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This